Hotéis 4-estrelas de Lisboa resistem à queda de ocupação e ‘equilibram’ RevPAR

04-10-2019 (16h42)

Os hotéis 4-estrelas de Lisboa, onde se concentram mais de metade dos quartos de hotel de 3 a 5 estrelas da capital portuguesa, com aproximadamente 10,6 mil, foram a única categoria a praticamente manter a mesma receita de quartos por quarto disponível (RevPAR) este Agosto, em que segundo o Observatório do Turismo publicado pela ATL os 5-estrelas tiveram uma quebra em 9,4% e nos 3-estrelas a descida foi em 4,5%.

Os dados do Observatório mostram que a diferença esteve na evolução do preço médio de quartos, que nos 3-estrelas subiu 3,3%, para 95,95 euros, a melhor taxa média para um mês de Agosto desde pelo menos 2007, enquanto os 5-estrelas baixaram 7,6%,para 168,26 euros, e os 3-estrelas baixaram 4,4%, para 80,98 euros.

Desta forma, embora tendo da descida da taxa de ocupação mais forte no mês de Agosto, em 3,4% ou 3,14 pontos, para 88,42%, os 4-estrelas, com 84,83 euros por quarto disponível, quase mantiveram a RevPAR de Agosto de 2018 (85,06 euros), que é a melhor do mês desde pelo menos 2007.

Os 5-estrelas, por sua vez, a acrescer à descida do preço médio tiveram uma queda da taxa de ocupação em 1,9% ou 1,43 pontos, para 72,18%, cada vez mais distante dos 80,36% que atingiu em Agosto de 2016.

Idêntica evolução verificou-se nos 3-estrelas, em que a agravar o impacto da descida do preço médio em 4,4% deu-se uma ligeira queda da taxa de ocupação, em0,1% ou 0,12 pontos, para 92,06%, mais longe portanto dos 93,76% de Agosto de 2014.

Apesar desta evolução no mês de Agosto, os dados do Observatório para o conjunto dos primeiros oito meses deste ano indicam que os hotéis de 4 e 5-estrelas estão com os melhores valores de RevPAR do período desde pelo menos 2007, com 78,89 euros nos 4-estrelas e 124,74 euros nos 5-estrelas.

Os 3-estrelas, por sua vez, estão com o segundo melhor valor (68,3 euros) para o período, com 67,85 euros, apenas 0,7% abaixo do período homólogo de 2018.

A sustentação dos preços é o que os dados apontam como explicação para a evolução da RevPAR dos hotéis de Lisboa, com subida do preço médio em 4,3% nos 4-estrelas, para 97,29 euros, e manutenção nos 5-estrelas, em 176,79 euros, enquanto nos 3-estrelas há uma ligeira descida em 1%, para 79,27 euros.

A subida do preço médio nos 4-estrelas, de acordo com os dados do Observatório permitiu ‘acomodar’ uma queda da taxa média de ocupação em 3,3%, para 81,09%.

A informação indica que os 4-estrelas são os únicos com queda da ocupação média nos primeiros oito meses do ano, em que os 5-estrelas têm uma subida em 0,8% ou 0,58 pontos, para 70,56%, e os 3-estrelas melhoram 0,3% ou 0,3 pontos, para 85,59%, que é a melhor média do período desde pelo menos 2007.

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Receitas turísticas portugueses aguentam crescimento médio este ano em 7,7%

18-10-2019 (14h37)

Passados os meses de Julho e Agosto, os mais fortes do turismo em Portugal, as receitas turísticas portugueses, que são os gastos de turistas estrangeiros no país, mantêm o crescimento médio em 7,7%, que significa um aumento de 897,62 milhões de euros.

Gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro sobem 17,8% em Agosto

18-10-2019 (14h34)

O Banco de Portugal contabilizou 626,92 milhões de euros de gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro, o que representa um aumento em 17,8% ou 94,71 milhões de euros relativamente ao montante de Agosto de 2018 depois de revisto pelo banco central em alta de 82,28 milhões.

Presidente da TAP descarta voos directos para a China “num futuro imediato”

18-10-2019 (13h38)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, descartou a hipótese de a companhia fazer voos directos de Portugal para a China "num futuro imediato", apesar do crescimento de turistas daquele país asiático.

Banco de Portugal revê balança turística em alta de 2,1 mil milhões de euros desde 2013

18-10-2019 (13h14)

O Banco de Portugal publicou ontem novos valores de receitas e gastos turísticos para os 79 meses desde 1 de Janeiro de 2013, numa revisão que ‘acrescenta’ 2.136 milhões de euros ao saldo entre gastos de turistas estrangeiros no país e gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro.

Presidente da República espera dar posse a todo o Governo na quarta-feira

17-10-2019 (14h11)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou hoje que espera dar posse a todos os membros do XXII Governo ao final da manhã de quarta-feira, dia 23, contando que a Assembleia da República se reúna na véspera.

Noticias mais lidas