Governo anuncia novas linhas de crédito para Pequenas e Médias Empresas

16-01-2017 (17h12)

O Governo está a anunciar o lançamento de novas linhas de crédito para Pequenas e Médias Empresas (PME) com montantes de financiamento por empresa entre 25 mil e dois milhões de euros e com prazos entre três e dez anos.

A Linha de Crédito Capitalizar, inserida no Programa Capitalizar, será gerida pela PME Investimentos em articulação com o Sistema Nacional de Garantia Mútua, segundo um comunicado do Ministério da Economia.

As linhas de crédito serão disponibilizadas nos balcões dos bancos protocolados em cinco categorias diferentes, começando pela Linha “Micro e Pequenas Empresas”, com uma dotação de 400 milhões de euros e com o objectivo de “potenciar o acesso a financiamento para investimentos em ativos e reforço de capitais para Micro e Pequenas Empresas”.

Segue-se a Linha “Fundo de Maneio”, com dotação de 700 milhões de euros e objectivo de “financiar necessidades de fundo de maneio das empresas com financiamentos de médio prazo, em alternativa ao crédito de curto prazo e assim contribuir para uma maior estabilidade dos recursos financeiros ao seu dispor”.

A Linha “Plafond de Tesouraria”, dotada de 100 milhões de euros, é para “alargar a oferta de crédito em sistema de revolving, conferindo uma maior flexibilidade à gestão corrente de tesouraria”, e a Linha “Investimento Geral”, também dotada de 100 milhões de euros é para “financiar investimentos em ativos com elevado prazo de recuperação”.

Há ainda a Linha “Investimento Projetos 2020”, com uma dotação de 300 milhões de euros para “alargar a oferta de crédito bancário para financiamento de projetos aprovados no âmbito do Portugal 2020, com enfoque em despesas elegíveis e outros segmentos de mercado em que a Linha de Crédito e Garantias IFD 2016-2020 possa vir a revelar-se insuficiente”.

 

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo TAP tem prejuízo de 118 milhões de euros em “ano necessário”

22-03-2019 (18h06)

O Grupo TAP passou de um lucro de 21,2 milhões de euros em 2017 para um prejuízo de 118 milhões de euros em 2018, um ano de transformação necessária para preparar o futuro, segundo descreveram hoje Miguel Frasquilho, Antonoaldo Neves e David Neeleman.

TAP quer acabar com “dependência” do Brasil através da diversificação de mercados

22-03-2019 (16h42)

A TAP está a trabalhar na diversificação de mercados para acabar com a “dependência” do Brasil, um mercado que representa quase 25% das vendas totais da companhia e que no ano passado teve uma quebra de receitas de 10%, em euros.

Brexit: Governo aprova campanha para promover Algarve e Madeira no Reino Unido

22-03-2019 (15h24)

O ministro Adjunto e da Economia anunciou uma campanha turística especial para promover o Algarve a Madeira no Reino Unido, dois destinos em relação aos quais percebeu haver uma “preocupação maior” com o ‘Brexit’.

TAP vai investir “cada vez mais” nas vendas directas

22-03-2019 (15h13)

As vendas da TAP através dos seus canais directos, como o seu website e o contact center, representaram 41% das vendas da companhia aérea em 2018, e o objectivo é chegar a 50%, disse hoje Raffael Quintas, Chief Financial Officer (CFO) da companhia.

TAP fez o primeiro voo comercial de um A330neo nos EUA

20-03-2019 (11h05)

A TAP realizou esta terça-feira o primeiro voo comercial de um Airbus A330-900 Neo nos Estados Unidos, ao aterrar uma aeronave deste modelo em Miami, num voo procedente de Lisboa com 193 passageiros a bordo.