Gastos em Portugal de turistas de mercados 'emergentes' crescem mais de 30% no semestre

22-08-2017 (09h19)

A sua ‘fatia’ apenas passou ligeiramente este primeiro semestre a marca dos 15%, mas em matéria de crescimento dos seus gastos em Portugal os turistas de mercados ‘emergentes’ (fora do Top13 com dados publicados pelo Banco de Portugal) ‘dão cartas’ com um aumento médio em 32,3%, em que sobressai a Ásia com +54%.

A partir de dados do Banco de Portugal, o PressTUR concluiu que os turistas residentes em emissores ‘emergentes despenderam no primeiro semestre em Portugal o montante de 918,7 milhões de euros, com um aumento em 224,51 milhões face ao período homólogo de 2016.

Assim, embora ‘a parte de leão’ pertença ao Top13, com 84,8% do total de receitas turísticas portuguesas, e, até, mais concretamente ao Top4, com 54,1%, ambos viram a sua ‘fatia encolher’ enquanto a parte dos ‘emergentes’ aumentou 1,3 pontos.

A maior parte dos 918,7 milhões de euros de receitas turísticas que Portugal obteve de emissores fora do Top13 ainda se situa na Europa (outro países que não os do Top13), com 473,88 milhões de euros, o que representa 51,6% do total dos ‘emergentes’.

Mas enquanto o aumento de gastos em Portugal desses turistas de ‘emergentes’ europeus foi em 30,9% ou 111,83 milhões, o aumento da parte de ‘emergentes’ de outros continentes (excluindo EUA, Brasil e Angola) foi em 33,9% ou 112,68 milhões de euros.

A maior ‘fatia’ deste montante veio dos ‘emergentes’ do continente americano (excluindo EUA e Brasil), com 173,62 milhões de euros, mas um crescimento menor que os dois Tops, que em conjunto tiveram +41,6% ou mais 224,51 milhões, pois o seu aumento foi em 27,8% ou 37,77 milhões.

Seguiram-se os emissores do continente asiático, nenhum deles especificado nos dados divulgados pelo banco central, com o montante de 156,44 milhões de euros e um aumento face ao período homólogo de 2016 em 54% ou 54,86 milhões.

Já da parte de turistas residentes em África, excluindo Angola, o montante de gastos em Portugal foi de 60,55 milhões de euros, em baixa de 1,8% ou 1,08 milhões de euros.

Os dados do banco central recolhidos pelo PressTUR mostram que, pela força dos aumentos de gastos de turistas residentes nos continentes americano e asiático, a Europa teve uma ligeira redução da sua contribuição para as receitas turísticas portuguesas, em 2,2 pontos, ainda assim para 80,1%, com 4.857,09 milhões de euros e um aumento em 17,9% ou 735,69 milhões.

Esses 2,2 pontos ‘perdidos’ pela Europa foram para a América, que somou mais 1,8 pontos que há um ano, sendo a origem de 12,7% das receitas turísticas portuguesas no semestre, com 767,23 milhões de euros, +41,6% ou mais 225,31 milhões que há um ano, e para a Ásia, que somou mais 0,6 pontos, subindo para 2,6% do total das receitas turísticas portuguesas, com 156,44 milhões e euros, +54% ou mais 54,86 milhões que há um ano.

Os turistas residentes em África, por sua vez, foram a origem de 3,7% das receitas turísticas portuguesas, -0,5 pontos que há um ano, embora tenham havido um aumento dos seus gastos em Portugal, só que menor que a média, em 7,8% ou 16,45 milhões de euros.

 

Para ler mais clique:

Crescimento do saldo da balança turística portuguesa acelera para mais de 25% no 1º semestre

Exportações portuguesas de transporte aéreo de passageiros já ultrapassaram 1.600 milhões de euros

Turismo garante quase 65% do saldo positivo da balança de Serviços

Espanha lidera crescimento do turismo internacional em Portugal no 1º semestre

12 dos 13 maiores emissores aumentaram gastos turísticos em Portugal a dois dígitos

 

Clique para mais notícias: Balança portuguesa das Viagens e Turismo

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal ultrapassa fasquia dos 400 mil trabalhadores no sector do turismo este mês

24-04-2019 (16h22)

O número de trabalhadores no sector do turismo em Portugal ultrapassou pela primeira vez este mês a barreira dos 400 mil, revelou hoje a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

TAP vai ter a partir de Junho um novo simulador de voo em Cascais

24-04-2019 (16h08)

A TAP anunciou que vai ter a partir de Junho um novo simulador de voo para treino de pilotos no Aeródromo de Tires, criado em parceria com a Câmara Municipal de Cascais.

Presidente da NAV cessa funções no final do mês

24-04-2019 (16h02)

O presidente da NAV – Navegação Aérea de Portugal, Jorge Ponce de Leão, disse hoje na apresentação do novo sistema de tráfego aéreo que terminará funções no final do mês, mas o Governo ainda não escolheu o seu sucessor.

NAV investe 103,8 milhões de euros em novo sistema de tráfego aéreo até 2023

24-04-2019 (15h57)

A NAV – Navegação Aérea de Portugal vai investir 103,8 milhões de euros no novo sistema de tráfego aéreo até 2023, num projecto que inclui a construção de uma nova torre de controlo em Lisboa.

Governo português tem trabalhado para “criar condições” para a retoma dos voos Lisboa – Panamá

24-04-2019 (15h27)

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, afirmou que o Governo português tem trabalhado para “criar condições” para que sejam retomados os voos entre Lisboa e a Cidade do Panamá, que a TAP suspendeu em finais de Março de 2016.

Ultimas Noticias