Estados Unidos lideraram aumento de dormidas no alojamento turístico português em Janeiro

15-03-2019 (16h22)

Gráfico: INE
Gráfico: INE

Os Estados Unidos subiram este Janeiro a líder de aumento de dormidas no alojamento turístico português, com mais 16,2 mil, embora em variação percentual o maior aumento seja da China, com +30,4%, segundo os dados do INE publicados hoje.

Os dados mostram que no entanto o aumento de dormidas de residentes na China foi em 7,9 mil, para 33,8 mil, enquanto a subida do mercado dos Estados Unidos foi em 23,9%, para 83,9 mil.

Os dados do INE indicam que o alojamento turístico português teve este Janeiro 2,976 milhões de  dormidas, 32,4% ou 963 mil de residentes no país e 67,6% ou dois milhões de residentes no estrangeiro.

O mercado líder foi o Reino Unido, tradicional primeiro emissor para o alojamento turístico português, com 337,8 mil dormidas, seguido da Alemanha, com 252,8 mil, Espanha, com 169,9 mil, França, com 154,2 mil, Brasil, com 211,4 mil, e Países Baixos, com 114,1 mil.

Depois, já com menos de cem mil dormidas, vieram Itália, com 86 mil, os Estados Unidos, com 83,9 mil, Suécia, com 46,2 mil, Dinamarca, com 41,5 mil, Polónia, com 38,2 mil,  China, com 33,8 mil, Irlanda, com 32,8 mil, Bélgica, com 29,6 mil, Suíça, com 26,9 mil, e Canadá, com 26,2 mil, a que se somam mais 328,1 mil de outros emissores não especificados.

Assim, o primeiro mês deste ano começou com o alojamento turístico a contabilizar 32,4% de dormidas de residentes no país e 67,6% de residentes no estrangeiro, com 11,3% do Reino Unido, 8,5% da Alemanha, 7,1% do Brasil, 5,7% de Espanha, 5,2 de França, 3,8% dos Países Baixos, 2,9% de Itália, 2,8% dos Estados Unidos, 1,6% da Suécia, 1,4% da Dinamarca, 1,3% da Polónia, 1,1% da China, 1,1% da Irlanda, 1% da Bélgica, 0,9% do Canadá, 0,9% da Suíça e 11% de outros mercados não especificados.

O que teve o maior aumento em relação a Janeiro de 2018 foi os Estados Unidos, com mais 16,2 mil dormidas, seguindo-se Reino Unido, com mais 14 mil, Brasil, com mais 9,1 mil, Espanha, com mais 8,2 mil, China, com mais 7,9 mil, Itália, com mais 5,3 mil, Irlanda, com mais 3,3 mil, Canadá, com mais 3,3 mil, Bélgica, com mais 1,5 mil, Suécia, com mais 607, e Dinamarca, com mais 532, a que acrescem ainda mais 13,8 mil de  outros emissores não especificados.

A penalizar a evolução no primeiro mês deste ano estiveram as quebras de dormidas de residentes em França, que foram os que tiveram o maior decréscimo, com menos 9,2 mil, seguidos dos Países Baixos, com menos 6,9 mil, Alemanha, com menos 3,8 mil, Polónia, com menos 2,1 mil, e Suíça, com menos 400.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria portuguesa

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Alto Minho investe cerca de 350 mil euros em projecto de turismo náutico

22-05-2019 (11h25)

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho vai investir cerca de 350 mil euros num projecto turístico para rentabilizar as potencialidades do território para desportos náuticos, envolvendo mais de 30 empresas da região.

Voos durante a madrugada serão permitidos em Lisboa e Porto na final da Liga das Nações da UEFA

21-05-2019 (17h38)

A operação nos aeroportos Humberto Delgado, em Lisboa, e Francisco Sá Carneiro, no Porto, será permitida durante a madrugada, entre 4 e 10 de Junho, no âmbito da fase final da Liga das Nações da UEFA, que decorre em Portugal.

Aeroporto de Lisboa reforça meios para responder ao aumento do tráfego no Verão

21-05-2019 (17h32)

O aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, terá reforçados os meios de segurança, processamento de bagagens e automatização, entre outras medidas, para responder ao aumento de tráfego previsto para o Verão, anunciou hoje o Ministério das Infraestruturas e Habitação (MIH).

Air Europa avança para criação de companhia de aviação no Brasil

21-05-2019 (14h33)

A Air Europa, que é a companhia espanhola com mais rotas para o Brasil, está a avançar com a criação de uma subsidiária no Brasil, de acordo com a imprensa brasileira, que indica que já entregou à Junta Comercial de São Paulo um pedido para operar voos domésticos no Brasil.

Finnair anuncia ligações com mais oito destinos na China em code-share com a China Southern

21-05-2019 (13h57)

A Finnair, companhia de aviação finlandesa que em 2018 voltou a voar entre o seu hub em Helsínquia e Lisboa, anunciou hoje um novo acordo de code-share com a China Southern com o qual proporciona conexões para oito destinos na China.