Empresários de Alojamento Local do Norte, Centro e Alentejo estão satisfeitos com o negócio

13-03-2018 (15h37)

Os proprietários de Alojamento Local (AL) nas regiões Norte, Centro e Alentejo estão satisfeitos com o negócio e pretendem continuar a actividade, apesar de apontarem a sazonalidade e a carga fiscal como principais obstáculos, concluiu um estudo hoje apresentado.

O estudo “Qualificação e Valorização do Alojamento Local”, encomendado pela Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) ao ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, inquiriu 2.183 empresários e analisou um total de 2.189 alojamentos locais, 1.132 dos quais no Norte, 672 no Centro e os restantes 385 no Alentejo, que representam 16% do total de unidades presentes no Registo Nacional de Estabelecimentos de Alojamento Local (RNAL).

A investigação, apresentada hoje na sede da AHRESP, em Lisboa, concluiu que a esmagadora maioria dos empresários do AL estão satisfeitos com o negócio e querem continuar a desempenhar esta actividade, sendo essa a opção expressa por 99,5% dos proprietários do Norte, 95,9% do Alentejo e 86,3% dos empresários do Centro.

Os proprietários do AL na região Norte, “mais novos e com níveis de escolaridade altos em relação às outras regiões, estão muito optimistas com a sua actividade: quase dois terços declaram que é sua actividade principal, 53% definem-se como empresários do Turismo e 99,5% pretendem continuar a sua actividade”, refere o estudo.

Em relação ao número de anos necessários para recuperar o investimento efectuado, os empresários do Centro estimam cerca de dez anos, enquanto os proprietários das regiões Norte e Alentejo admitem cerca de seis anos.

A sazonalidade e a carga fiscal são ameaças transversais a todas as regiões, de acordo com o estudo, que concluiu que o problema da sazonalidade é, contudo, mais visível no Centro e menos no Alentejo, segundo a professora do ISCTE responsável pelo estudo e que hoje apresentou as conclusões, Hélia Pereira.

Além destes aspectos, foi ainda feita uma caracterização das unidades de alojamento local, do perfil dos empresários e ainda dos hóspedes.

No entender da secretária-geral da AHRESP, Ana Jacinto, “o AL tem um papel significativo na recuperação dos imóveis” e a partir daí vai nascer novo comércio e nova restauração, garantindo a regeneração das cidades, sustentou.

O objectivo passa por "dotar de informação quem tem poder de tomar decisões sobre um sector que é novo", acrescentou.

Também Hélia Pereira defendeu que o “Alojamento Local tem um papel importante na criação directa e indirecta de emprego e qualificação dos locais”.

A região de Lisboa já tinha sido estudada anteriormente, pelo que em breve as entidades responsáveis pela investigação querem estendê-la ao Algarve e às Regiões Autónomas.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: AHRESP

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Deco faz queixa da Ryanair por venda de voos após pré-aviso de greve

20-07-2018 (12h59)

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) fez queixa à Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) contra a companhia aérea Ryanair por “prática comercial desleal” devido à venda de voos após o pré-aviso de greve.

Hotelaria de Lisboa acentuou em Maio a subida de preços

20-07-2018 (12h38)

Os hotéis da cidade de Lisboa acentuaram em Maio a subida de preços, com aumentos entre 13,5 e quase 19 euros por quarto, de acordo com dados do Observatório do Turismo de Lisboa consultados pelo PressTUR.

Airbus destaca exibição do A380 da Hi Fly no Farnborough Airshow 2018

20-07-2018 (11h16)

Embora tratando-se de um aparelho em segunda mão, a Airbus não deixou de realçar a exibição pela portuguesa Hi Fly, da família Mirpuri, do seu primeiro super-jumbo A380.

Ria Park Hotels renova quartos e áreas públicas do Ria Park Garden

19-07-2018 (17h14)

A Ria Park Hotels renovou os quartos e as áreas públicas do 4-estrelas Ria Park Garden, uma unidade no Algarve que apresenta como a “escolha perfeita para umas férias de Verão com a família e amigos”.

Lisboa subiu este ano a destino internacional mais pesquisado no Brasil

19-07-2018 (16h54)

Lisboa é o destino internacional mais pesquisado no Brasil em 2018, segundo a imprensa brasileira, que cita uma pesquisa do portal Skyscanner.