Crescimento do Aeroporto de Lisboa ‘arrefece’ drasticamente em Julho...mas mantém-se o maior do país

07-08-2018 (17h12)

Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa

O Aeroporto de Lisboa cresceu em Julho a cerca de metade do ritmo médio no primeiro semestre, mas sem deixar de ter o maior contributo para o crescimento da ANA Aeroportos de Portugal, tanto mais quanto em Faro e na Madeira ocorreram quebras apesar de já se estar em plena época alta do turismo.

Dados dos aeroportos portugueses a que o PressTUR teve acesso indicam que este Julho tiveram 5,8 milhões de passageiros e 41.889 voos, com aumentos do número de passageiros em 3,7% e do número de movimentos em 1,8%, em ambos os casos significativamente abaixo dos crescimentos médios do primeiro semestre (8,9% em número de passageiros e 6,2% em número de movimentos) e, sobretudo, das médias anuais de crescimento (11,4% em número de passageiros e 8,1% em número de voos).

Tendo em conta o mediatismo do alegado esgotamento do Aeroporto de Lisboa poderia deduzir-se que daí viria o ‘arrefecimento’ acentuado que se verificou em Julho, mas na verdade o Aeroporto de Lisboa até foi o que mais contribuiu para que o números globais não fossem ainda mais negativos.

De acordo com os dados a que o PressTUR teve acesso, Lisboa não só teve crescimentos em Julho mais fortes que os crescimentos médios dos dez aeroportos geridos pela ANA, subsidiária do grupo francês Vinci, com +3,6% de voos e +6,4% de passageiros, como foi o que mais contribuiu para o aumento global, com mais cerca de 700 voos e mais cerca de 173 mil passageiros, atingindo um novo recorde para o mês de Julho de 2,88 milhões de passageiros e mais de 20 mil voos (20.056).

O Aeroporto de Lisboa concentrou, assim, 47,9% dos voos e 49,6% dos passageiros de/para Portugal no mês de Julho, até acima dos 47% dos voos e 48,3% dos passageiros do mês homólogo de 2017.

O ‘arrefecimento’ do crescimento em Lisboa, no entanto, permitiu que o Porto tivesse os crescimentos mais fortes do mês de Julho, com +5,7% em número de voos e +7,5% em número de passageiros, embora em valor absoluto com aumentos menores, de cerca de 470 voos, para 8.712, e de cerca de 80 mil passageiros, para 1,15 milhões.

O Porto, concentrou assim 20,8% dos voos e 19,8% dos passageiros de/para Portugal no mês de Julho, que compara com 20% dos voos e 19,1% dos passageiros em Julho de 2017.

Lisboa e Porto concentraram, pois, 68,7% dos voos de/para Portugal no mês de Julho e 69,4% dos passageiros, +1,6 pontos e mais cerca de dois pontos que há um ano, o que também reflecte a evolução nos outros aeroportos, em especial nos maiores, os de Faro e do Funchal, que tiveram quedas ‘estranhas’ para um mês de Julho.

Faro, com 7.311 voos e 1,14 milhões de passageiros, teve quebras de 4,4% e 3,9%, respectivamente, e no Funchal as quebras foram de 4,8% em número de voos, para 2.280, e 1,8% em número de passageiros, para 311,2 mil.

O Aeroporto do Algarve teve assim este Julho 17,5% do total de voos de/para Portugal e 19,8% dos passageiros, quando há um ano tivera 18,6% dos voos e 21,3% dos passageiros.

O Funchal, por sua vez, teve 5,4% dos voos e dos passageiros, quando há um ano tiveram 5,8% dos voos e 5,7% dos passageiros.

Ponta Delgada, maior aeroporto dos Açores e 5º maior do país, teve em Julho aumentos do número de voos em 4,1%, para 2.210, e do número de passageiros em 4,4%, para 234,5 mil.

 

Clique para mais notícias: Aeroportos portugueses

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Apoios do Governo para projectos turísticos no interior de Portugal ascendem a 310 milhões de euros

15-02-2019 (17h11)

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, afirmou hoje que o Governo apoiou com cerca de 310 milhões de euros investimentos no sector do turismo no interior do país, no âmbito dos programas Valorizar e Portugal 2020.

Vueling vai ter voos Tenerife - Lisboa

15-02-2019 (16h56)

A Vueling, low cost do IAG, grupo de que fazem parte também a British Airways, a Iberia, a Aer Lingus e a Level, vai ter voos entre Tenerife e Lisboa a partir de Abril.

Springwater vai finalmente apostar na “aproximação/integração” Geostar - Top Atlântico

15-02-2019 (16h35)

O grupo espanhol Wamos, do fundo suíço Springwater, vai avançar finalmente para a “aproximação/integração” das suas redes em Portugal, a Top Atlântico comprada ao antigo GES e a Geostar comprada ao grupo Sonae em 2015.

TAP transporta menos passageiros este Janeiro nas suas rotas espanholas

15-02-2019 (15h47)

A TAP, que em meados do ano passado retirou A Coruña, Astúrias e Vigo da sua rede de destinos em Espanha, começou 2019 com uma quebra de passageiros nas ligações com o país vizinho em 3,4% ou cerca de 4,7 mil, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pela AENA.

Passageiros em voos entre Espanha e Portugal aumentam 10,8% em Janeiro

15-02-2019 (15h33)

Os aeroportos espanhóis somaram este Janeiro 357,6 mil passageiros de voos de/para Portugal, +10,8% ou mais 34,9 mil que no primeiro mês de 2018, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pelo PressTUR.