Concurso para renovação do Miradouro do Zebro abre até final de Março

08-01-2020 (12h45)

Foto: Câmara Municipal de Oleiros / www.cm-oleiros.pt
Foto: Câmara Municipal de Oleiros / www.cm-oleiros.pt

O presidente da Câmara de Oleiros anunciou que o concurso para a requalificação do Miradouro do Zebro, projecto da autoria do arquitecto Siza Vieira, vai ser lançado no primeiro trimestre do ano.

"Espero lançar o concurso para a requalificação do Miradouro do Zebro no primeiro trimestre de 2020 e acredito que seja uma obra para demorar um ano até ficar pronta", explicou à agência Lusa Fernando Marques Jorge.

O projecto de requalificação do Miradouro do Zebro, em Oleiros, distrito de Castelo Branco, foi assinado pelo arquiteto Siza Veira, sendo que o investimento previsto ronda os dois milhões de euros.

A obra inclui a construção de uma ponte suspensa que irá ligar os concelhos de Oleiros, Pampilhosa da Serra e Fundão.

O Miradouro do Zebro é um dos geossítios onde se podem observar materiais que constituíam os fundos marinhos, há cerca de 500 milhões de anos, e que agora surgem a formar os cumes da Serra do Muradal, em Oleiros.

Estes materiais foram enrugados e elevados por forças compressivas na sequência da gigantesca colisão continental que originou a formação do supercontinente Pangeia.

O autarca de Oleiros realça a importância deste projeto, assinado por Siza Vieira, para o desenvolvimento turístico do concelho e adianta que irá beneficiar não só Oleiros, como os concelhos de Pampilhosa da Serra e do Fundão.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Antonoaldo Neves garante que TAP tem “fundações bem sólidas”

21-02-2020 (17h53)

Os resultados da TAP no segundo semestre “não foram suficientes para compensar” as quebras do primeiro, admitiu Antonoaldo Neves, CEO da transportadora, que acrescentou estar convicto, no entanto, que “as fundações estão bem sólidas para a gente continuar nessa trajectória de transformação da empresa e melhoria da sustentabilidade”.

Grupo TAP baixa prejuízos em 12,4 milhões para 105,6 milhões de euros em 2019

21-02-2020 (17h51)

O Grupo TAP registou prejuízos de 105,6 milhões de euros em 2019, uma melhoria de 12,4 milhões de euros face às perdas de 118 milhões registadas em 2018.

TAP fecha o ano com prejuízos de 95,6 milhões

21-02-2020 (17h51)

A companhia portuguesa de aviação TAP perdeu mais 95,6 milhões de euros no ano passado, com um agravamento de 37,6 milhões face a 2018, segundo os resultados da empresa comunicados à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“Não há possibilidade de a TAP ir para o Montijo”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (17h07)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, voltou a garantir que “não há possibilidade” da companhia aérea ir para o Montijo, apesar de considerar “importantíssimo” a sua construção.

Comissão Executiva da TAP “não comenta política de remuneração da empresa”, Antonoaldo Neves

21-02-2020 (16h59)

O CEO da TAP, Antonoaldo Neves, declarou que “não comenta política de remuneração da empresa” que foi trazida para a ‘praça pública’ pelo accionista David Neeleman que o escolheu para liderar a gestão executiva da companhia.

Noticias mais lidas