Classificação dos Caretos de Podence pela UNESCO “enriquece a região”, Turismo do Porto e Norte

13-12-2019 (15h16)

Foto: www.caretosdepodence.pt
Foto: www.caretosdepodence.pt

O presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), Luís Pedro Martins, considerou que a inscrição dos Caretos de Podence no Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO “enriquece ainda mais a região”.

"Depois do Santuário do Bom Jesus de Braga, classificado Património da Humanidade em Julho deste ano, a distinção do Entrudo Chocalheiro de Podence como Património Cultural Imaterial da Humanidade é mais uma notícia que confirma 2019 como um grande ano para o Porto e Norte", refere o presidente da TPNP, citado num comunicado enviado à agência Lusa.

Luís Pedro Martins aponta que “esta é uma excelente notícia” que “enriquece ainda mais a região do Porto e Norte de Portugal”.

Os Caretos de Podence foram declarados Património Cultural Imaterial da Humanidade pela organização das Nações Unidas, para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

A decisão foi anunciada na Assembleia Geral da Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, que decorre até Sábado, em Bogotá, na Colômbia.

Os tradicionais mascarados do Entrudo Chocalheiro da aldeia do concelho transmontano de Macedo de Cavaleiros passam a estar integrados numa lista mundial onde Portugal já tem o Fado, o Cante Alentejano, a Dieta Mediterrânica, a Falcoaria e os chamados “Bonecos de Estremoz”.

As “Festas de Inverno Carnaval de Podence” foram a única candidatura selecionada pelo Governo português para representar Portugal nesta XIV reunião do Comité Internacional da UNESCO.

A Associação Portuguesa para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial (APSPI), por sua vez, declarou que a classificação é motivo de “regozijo” para os portugueses.

A ASPI faz votos para que “esta excelente notícia possa constituir um novo e definitivo estímulo para a tão urgente e indispensável mudança na política do património cultural imaterial em Portugal". "É o que mais desejamos”, acrescenta.

A associação critica o papel do Governo relativamente a estas tradições, afirmando que “carecem de ser melhor interpretadas, salvaguardadas e valorizadas, o que somente uma política verdadeiramente identificada com tais qualidades pode habilitar-se a promover”.

A associação recorda que a classificação das “Festas de Inverno – Carnaval de Podence”, ontem, na Colômbia, surge na sequência da inscrição do Fado, da Dieta Mediterrânica, do Cante Alentejano, da Arte Chocalheira, da Olaria Negra de Bisalhães, da Falcoaria e dos Bonecos de Estremoz.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

CTP reclama mais verbas para a promoção turística de Portugal

17-01-2020 (16h46)

O presidente da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), Francisco Calheiros, reclamou hoje mais verbas para a promoção turística de Portugal, alertando que "existem mercados que exigem um aumento de promoção importante e nós vamo-nos bater por isso".

Agências de viagens portuguesas ‘derrubam’ em 2019 recorde de venda de voos com 11 anos

17-01-2020 (15h56)

As agências de viagens portuguesas superaram em 2019 o recorde da venda de voos contabilizada pelo BSP da IATA que se mantinha há 11 anos e ficaram próximas dos mil milhões de euros, com mais de três milhões de transacções.

Câmara do Funchal põe taxa turística em consulta pública

17-01-2020 (11h30)

A Câmara Municipal do Funchal remeteu para consulta pública o regulamento da taxa turística, que prevê a cobrança diária de dois euros por pessoa nas primeiras sete noites de estada no concelho, anunciou o presidente da autarquia.

Observatório para o Turismo Sustentável do Algarve passa a integrar rede da OMT

17-01-2020 (11h22)

O Observatório para o Turismo Sustentável do Algarve, lançado em Março de 2019, vai passar a integrar a rede da Organização Mundial do Turismo (OMT), o que vai permitir "aumentar a competitividade turística do Algarve", segundo o presidente da Região de Turismo, João Fernandes.

Cinco emissores atingiram novos máximos anuais de dormidas em 11 meses de 2019

16-01-2020 (16h09)

Turistas residentes nos Estados Unidos, Brasil, Irlanda, Canadá e China atingiram de Janeiro a Novembro de 2019 novos máximos anuais de dormidas no alojamento turístico português, a que se soma também um novo recorde do conjunto "outros", também considerados emergentes.

Noticias mais lidas