AHRESP alerta para urgência de nova lei para arrendamento empresarial

09-07-2018 (15h20)

A Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) está a alertar para a urgência de uma nova lei do arrendamento comercial que previna encerramentos como o da Pastelaria Suíça, no centro de Lisboa.

A AHRESP sublinha em comunicado que "tem vindo a alertar para a situação dramática vivida por muitos estabelecimentos em locais arrendados, tendo já expressado vivamente essa preocupação junto do grupo de trabalho" do parlamento que debate esta matéria, "chamando à atenção para a necessidade de salvaguardar e proteger as actividades económicas existentes e os postos de trabalho que asseguram".

Segundo a secretária-geral da AHRESP, Ana Jacinto, com a actual lei assistir-se-á "a despejos e encerramentos" de muitos estabelecimentos, quer de restauração e bebidas como de alojamento, "prejudicando o Turismo" e a economia.

"É inaceitável que a lei permita aumentos exponenciais de rendas e promova despejos, e muito menos sem as adequadas salvaguardas e compensações económicas", afirma a responsável, citada em comunicado.

"Os investimentos efectuados ao longo de décadas, nas instalações e nos equipamentos, os postos de trabalhos dependentes, o 'goodwill' criado com muito trabalho, são simplesmente ignorados, imperando a lei do mais forte", apontou a secretária-geral da AHRESP.

"Casos como o da Pastelaria Suíça, do qual tivemos conhecimento muito recentemente, são dramáticos e não deviam acontecer, o que só demonstra a desadequação da atual lei do arrendamento, ao permitir e potenciar estas situações. Podemos afirmar que, caso não sejam tomadas medidas urgentes e claras, com a definição de um regime específico, ou seja, de uma lei para o arrendamento empresarial, estas situações de estabelecimentos emblemáticos, mas também de muitos outros menos mediáticos, vão continuar a acontecer", concluiu a secretária-geral.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).

Apesar da ocupação a cair, subida de preços da hotelaria portuguesa até acelera em Junho

13-08-2018 (17h46)

Os clientes da hotelaria portuguesa pagaram em média este mês de Junho +11% por dormida, ainda que os dados do INE indiquem uma queda da ocupação, tendência que o sector tende normalmente a travar com descidas de preços para estimular a procura.

Hotelaria portuguesa perde 225,7 mil dormidas de estrangeiros em Junho e acaba semestre com menos 132,3 mil

13-08-2018 (16h00)

A hotelaria portuguesa, que estava a viver um ciclo de crescimentos acentuados sustentado pela procura internacional, acabou o primeiro semestre deste ano com queda do número de pernoitas de turistas estrangeiros, em grande medida pela dimensão da quebra em Junho, primeiro mês da época alta, no qual teve menos 225,7 mil (-5,1%) pernoitas de residentes no estrangeiro.