Aegean está com expectativas “altas” para a rota Atenas - Porto, directora de Marketing

13-06-2018 (16h21)

Foto: Aegean Airlines
Foto: Aegean Airlines

A companhia de aviação grega Aegean, parceira da TAP na Star Alliance, tem expectativas "altas" para a sua nova rota sazonal Porto - Atenas, iniciada no dia 6, afirmou a sua directora de Marketing, Angie Prokopiou, que avançou ainda que a operação "está a correr bem" e, assim, a rota será para manter.

A operação de/para o Porto está programada este ano como rota sazonal, para se manter até 27 de Outubro e Angie Prokopiou explicou que o modelo da companhia é testar o mercado.

"Nós trabalhamos num modelo em que começamos aos poucos, vemos como a rota se está a desempenhar, como o mercado está a olhar para a marca e é assim que investimos mais. Este ano está a correr bem, então é algo que estamos a considerar e depois fazemos planos futuros", afirmou, salientando também que "é um desafio quando se voa numa nova rota, mas as expectativas são altas porque está a desempenhar bem. Se continuar assim, continuamos com a rota",

Fernando Bernardo, em declarações à imprensa citadas pela Agência Lusa, comentou que a companhia grega iniciou os voos para o Porto depois de estar "já consolidada" a rota de Lisboa, anunciada em Novembro de 2015 e iniciada a 13 de Junho de 2016 (para ler mais clique: Aegean anuncia voos directos Atenas - Lisboa às terças e Sábados a partir de 13 de Junho).

Segundo Fernando Bernardo foi feita "pressão da equipa comercial" portuguesa para que se iniciasse a rota do Porto, porque considerar que "seria um sucesso".

"Todos esperamos, e com os resultados que estamos a ter a nível de reservas, penso que vai ser um êxito que vamos repetir para o próximo ano e colocar também durante o Inverno", admitiu, acrescentando que o investimento da companhia são só "os custos operacionais, cada vez que levanta e aterra com o avião".

Sobre a taxa de ocupação disse ser ainda "prematuro" falar, mas adiantou que "nos meses de Verão (Julho e Agosto, Junho também está dentro da expectativa), pois já ronda os 80%, portanto ainda há lugares para vender em Setembro e Outubro".

O representante da Aegean afirmou ainda que "muitos mais turistas da Grécia virão ao Porto durante a época baixa", apontando assim para uma maior procura dos gregos no mês de Outubro, assim como espera que, durante o Verão, "os portugueses vão conhecer as belezas da Grécia", não havendo para já um "projecto de expansão".

"Que eu tenha conhecimento, o objectivo é consolidar Lisboa (com seis voos semanais no Verão e três no Inverno) e o Porto agora sazonalmente este ano. Esperaremos voltar no próximo Verão, consolidá-lo e entrar pelo Inverno adentro. A continuidade vai depender do número de aviões que temos disponíveis e também do sucesso da rota este Verão, que eu penso que já está demonstrado ao nosso departamento comercial", afirmou.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Aegean

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).

Apesar da ocupação a cair, subida de preços da hotelaria portuguesa até acelera em Junho

13-08-2018 (17h46)

Os clientes da hotelaria portuguesa pagaram em média este mês de Junho +11% por dormida, ainda que os dados do INE indiquem uma queda da ocupação, tendência que o sector tende normalmente a travar com descidas de preços para estimular a procura.

Hotelaria portuguesa perde 225,7 mil dormidas de estrangeiros em Junho e acaba semestre com menos 132,3 mil

13-08-2018 (16h00)

A hotelaria portuguesa, que estava a viver um ciclo de crescimentos acentuados sustentado pela procura internacional, acabou o primeiro semestre deste ano com queda do número de pernoitas de turistas estrangeiros, em grande medida pela dimensão da quebra em Junho, primeiro mês da época alta, no qual teve menos 225,7 mil (-5,1%) pernoitas de residentes no estrangeiro.