Açores têm aumento de passageiros de cruzeiros em 41% no primeiro semestre

10-08-2018 (14h22)

Foto: MSC Cruzeiros
Foto: MSC Cruzeiros

Os portos dos Açores tiveram no primeiro semestre um aumento do número de passageiros de cruzeiros em 41%, correspondendo a um aumento de 80 mil para 112 mil, segundo a empresa pública Portos dos Açores, citada pela Lusa.

A informação indica que em número de escalas  escalas dos navios registaram também um crescimento de 95 para 97 unidades, ou seja, em 2%, o que se justifica, segundo a nota de imprensa hoje divulgada, com a "atractividade do destino, o posicionamento nas rotas transatlânticas e a cada vez maior afirmação no corredor Atlântico".

Por ilhas, São Miguel lidera em número de escalas de navios de turismo, com 51, bem como com em passageiros, com 86 mil, seguindo-se a ilha Terceira, com 14 mil passageiros e 14 escalas, e, finalmente, o Faial com 18 escalas e 10,5 mil passageiros.

Segundo a Portos dos Açores, todas as ilhas açorianas, com destaque para São Jorge, receberam navios de turismo durante o primeiro semestre deste ano, tendo sido no mês de Abril aquele em que os portos açorianos registaram o maior número de visitas, num total de 40, o que representa 41% do total do semestre.

O mercado britânico continua a liderar por nacionalidades dos passageiros, com mais de 50% do total, seguido pelos Estados Unidos da América e Alemanha.

Este ano, só no dia 23 de Abril o porto de Ponta Delgada recebeu cinco navios de cruzeiro e quatro no dia seguinte, situação que resultou num "novo máximo de visitantes, nos Açores, em apenas 24 horas".

"Estas dinâmicas possibilitaram que a região, em menos de quatro meses, tenha dado as boas vindas a mais de 100 mil passageiros, quando noutras épocas esta situação só se tinha verificado nos últimos meses dos respectivos anos", refere a empresa pública.

A Portos dos Açores estima que, até ao final deste ano, se concretizem mais 47 escalas com mais de 90 mil visitantes, incluindo passageiros e tripulações.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Cruzeiros

Clique para mais notícias: Açores

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).

Apesar da ocupação a cair, subida de preços da hotelaria portuguesa até acelera em Junho

13-08-2018 (17h46)

Os clientes da hotelaria portuguesa pagaram em média este mês de Junho +11% por dormida, ainda que os dados do INE indiquem uma queda da ocupação, tendência que o sector tende normalmente a travar com descidas de preços para estimular a procura.

Hotelaria portuguesa perde 225,7 mil dormidas de estrangeiros em Junho e acaba semestre com menos 132,3 mil

13-08-2018 (16h00)

A hotelaria portuguesa, que estava a viver um ciclo de crescimentos acentuados sustentado pela procura internacional, acabou o primeiro semestre deste ano com queda do número de pernoitas de turistas estrangeiros, em grande medida pela dimensão da quebra em Junho, primeiro mês da época alta, no qual teve menos 225,7 mil (-5,1%) pernoitas de residentes no estrangeiro.