Portugal soma mais de 13.000 milhões de euros de receitas turísticas no fim de Outubro e supera total de 2016

20-12-2017 (12h44)

Ribeira
Ribeira

Abril, Maio e Outubro fazem 40% do aumento total dos primeiros dez meses

Portugal bateu no fim de Outubro o que era o seu recorde anual de receitas turísticas, que são os gastos de turistas estrangeiros contabilizadas pelo Banco de Portugal, atingindo os 13.126,55 milhões de euros, mais 445,99 milhões de euros que em todo o ano de 2016, que era o melhor de sempre.

Os dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal indicam que a garantir o novo recorde esteve um crescimento relativamente ao período homólogo de 2016 em 19,4% ou 2.135,44 milhões, para o qual contou um claro alargamento da época alta, evidenciado pelo facto de todos os meses desde Abril as receitas turísticas terem superado os mil milhões.

Segundo o banco central, em Outubro as receitas turísticas elevaram-se a 1.556,73 milhões de euros, com um aumento em 22,4% ou 284,45 milhões em relação ao mês homólogo de 2016.

Assim, desde Abril, também, Portugal está mensalmente com aumentos das receitas turísticas acima de 200 milhões de euros, o maior dos quais precisamente em Abril, com mais 348,17 milhões de euros, para o qual contribuiu o facto de ter sido o mês da Páscoa e comparar-se com um mês sem Páscoa.

Ainda assim, os dados do Banco de Portugal apontam para que a atractividade turística do país se tenha estendido para os chamados 'shoulder months', referindo-se aos meses que ‘colam’ com o início e o fim da época alta, tendo como consequência óbvia uma redução da época baixa.

Os dados do banco central permitem ver que em Abril, Maio e Outubro Portugal teve um aumento de gastos de turistas estrangeiros em 854 milhões de euros, o que significa que ‘fizeram’ 40% do aumento total de Janeiro a Outubro.

 

Clique para mais notícias: Balança portuguesa das Viagens e Turismo

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aeroportos portugueses já estão a crescer menos que a média europeia

16-10-2018 (18h07)

Os aeroportos portugueses, que sistematicamente figuravam como líderes de crescimento na Europa, actualmente crescem menos que a média europeia, porque o abrandamento do crescimento de Lisboa não tem beneficiado os outros aeroportos, que estão piores que o da capital, à excepção do Porto.

Embaixadora de Cuba realça contributo dos operadores para subida do turismo português no seu país

16-10-2018 (17h51)

“Tem sido de muita importância os programas dos operadores portugueses”, afirmou a Embaixadora de Cuba em Lisboa, Mercedes Martinez Valdés, ao enaltecer o contributo dos voos charter para o crescimento do turismo português para Cuba, que até Setembro situa-se em 13%.

Operadores portugueses fazem balanço positivo das vendas para Cuba

16-10-2018 (17h47)

A avaliação dos operadores turísticos Sonhando, Solférias, Jolidey e Travelplan às vendas de Cuba este ano é positiva, disseram ao PressTUR os seus representantes ontem em Lisboa, corroborando aos números mais recentes das chegadas de portugueses à ilha, que indicam um crescimento de 13% entre Janeiro e Setembro.

OE2019 prevê redução da taxa de desemprego para 6,3%

16-10-2018 (17h18)

A proposta de Orçamento do Estado para 2019 entregue ontem pelo Governo na Assembleia da República prevê a queda da taxa de desemprego para 6,3%, o crescimento da economia portuguesa em 2,2%, a redução da dívida pública para 118,5% do PIB e que o défice orçamental baixe para 0,2%.

W São Paulo abre em 2021 com assinatura de Nini Andrade Silva

16-10-2018 (14h16)

A Marriott International anunciou que vai abrir o seu primeiro hotel de luxo no Brasil em 2021, o W São Paulo, que terá a assinatura da designer portuguesa Nini Andrade Silva.