Portugal soma mais de 13.000 milhões de euros de receitas turísticas no fim de Outubro e supera total de 2016

20-12-2017 (12h44)

Ribeira
Ribeira

Abril, Maio e Outubro fazem 40% do aumento total dos primeiros dez meses

Portugal bateu no fim de Outubro o que era o seu recorde anual de receitas turísticas, que são os gastos de turistas estrangeiros contabilizadas pelo Banco de Portugal, atingindo os 13.126,55 milhões de euros, mais 445,99 milhões de euros que em todo o ano de 2016, que era o melhor de sempre.

Os dados divulgados hoje pelo Banco de Portugal indicam que a garantir o novo recorde esteve um crescimento relativamente ao período homólogo de 2016 em 19,4% ou 2.135,44 milhões, para o qual contou um claro alargamento da época alta, evidenciado pelo facto de todos os meses desde Abril as receitas turísticas terem superado os mil milhões.

Segundo o banco central, em Outubro as receitas turísticas elevaram-se a 1.556,73 milhões de euros, com um aumento em 22,4% ou 284,45 milhões em relação ao mês homólogo de 2016.

Assim, desde Abril, também, Portugal está mensalmente com aumentos das receitas turísticas acima de 200 milhões de euros, o maior dos quais precisamente em Abril, com mais 348,17 milhões de euros, para o qual contribuiu o facto de ter sido o mês da Páscoa e comparar-se com um mês sem Páscoa.

Ainda assim, os dados do Banco de Portugal apontam para que a atractividade turística do país se tenha estendido para os chamados 'shoulder months', referindo-se aos meses que ‘colam’ com o início e o fim da época alta, tendo como consequência óbvia uma redução da época baixa.

Os dados do banco central permitem ver que em Abril, Maio e Outubro Portugal teve um aumento de gastos de turistas estrangeiros em 854 milhões de euros, o que significa que ‘fizeram’ 40% do aumento total de Janeiro a Outubro.

 

Clique para mais notícias: Balança portuguesa das Viagens e Turismo

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Apesar da ocupação a cair, subida de preços da hotelaria portuguesa até acelera em Junho

13-08-2018 (17h46)

Os clientes da hotelaria portuguesa pagaram em média este mês de Junho +11% por dormida, ainda que os dados do INE indiquem uma queda da ocupação, tendência que o sector tende normalmente a travar com descidas de preços para estimular a procura.

Hotelaria portuguesa perde 225,7 mil dormidas de estrangeiros em Junho e acaba semestre com menos 132,3 mil

13-08-2018 (16h00)

A hotelaria portuguesa, que estava a viver um ciclo de crescimentos acentuados sustentado pela procura internacional, acabou o primeiro semestre deste ano com queda do número de pernoitas de turistas estrangeiros, em grande medida pela dimensão da quebra em Junho, primeiro mês da época alta, no qual teve menos 225,7 mil (-5,1%) pernoitas de residentes no estrangeiro.

Turistas brasileiros ultrapassam pela primeira vez o milhão de dormidas na hotelaria portuguesa num 1º semestre

13-08-2018 (15h53)

A hotelaria portuguesa somou pela primeira vez num primeiro semestre mais de um milhão de dormidas de turistas residentes no Brasil, que atingiram o total de 1,062 milhões de pernoitas tornando-se, assim, o 5º principal emissor na primeira metade do ano.

Verão começa ‘muito nublado’ para a hotelaria portuguesa, com quebras da maioria dos principais emissores

13-08-2018 (13h42)

A hotelaria portuguesa teve em Junho quebras de turistas de 11 dos 15 principais emissores com dados publicados pelo INE, escapando a uma quebra no número de hóspedes totais pelos aumentos dos residentes em Portugal e dos ‘longínquos’ Brasil, Estados Unidos e Canadá.

SATA tem nova Administração a partir de segunda-feira

10-08-2018 (16h10)

A nova Administração da companhia de aviação açoriana SATA, presidida por António Luís Gusmão Teixeira, toma posse na segunda-feira, informou hoje o Governo Regional dos Açores.