Portugal lidera crescimento no Top10 das origens/destinos nos aeroportos espanhóis

13-03-2018 (15h15)

Portugal foi a única das dez maiores origens/destinos de passageiros nos aeroportos espanhóis a crescer a dois dígitos nos primeiros dois meses deste ano, registando um aumento 2,8 vezes mais forte que o crescimento médio do tráfego internacional no conjunto dos aeroportos geridos pela AENA.

Esses dados indicam que no primeiro bimestre os aeroportos espanhóis tiveram 628,1 mil passageiros de voos de/para Portugal, o que permitiu ao PressTUR calcular que as ligações com Portugal tiveram um aumento de passageiros em relação ao período homólogo de 2016 em 16,3%, que compara com um aumento médio do conjunto dos voos internacionais em 5,8%, penalizado por uma queda em 2,3% nas ligações com o Reino Unido, primeira origem/destino, com 4,2 milhões de passageiros.

Depois do Reino Unido, figuram a Alemanha, com 2,91 milhões de passageiros, Itália, com 1,828 milhões, França, com 1,539 milhões, e Holanda, com um milhão.

A Bélgica, com 749,5 mil passageiros, abre a segunda metade do Top10 das origens/destinos em número de passageiros, seguida pela Suíça, com 705,2 mil, Portugal com 628,1 mil, Suécia, com 563,7 mil, e Dinamarca, com 450,2 mil.

Os Estados Unidos, em 13º no conjunto dos destinos internacionais, lideram as origens/destinos intercontinentais, com 382,7 mil passageiros, à frente de Marrocos, com 298,6 mil, Colômbia, com 213,4 mil, Emirados Árabes Unidos, com 178,7 mil, Argentina, com 168,2 mil, e Brasil, com 165,5 mil.

Os dados compilados pelo PressTUR permitiram ver que os aeroportos espanhóis tiveram aumentos de passageiros de 23 das 25 origens/destinos com mais passageiros, com quebra apenas, além do Reino Unido, também da Áustria (-9,2%, para 137 mil).

O aumento mais forte no Top25 das origens/destinos foi nos voos de/para a Turquia, em 28,1%, para 175,4 mil, seguida pelos Estados Unidos, com +25,9%, para 382,7 mil, Polónia, com +21,7%, para 311,8 mil, Marrocos, com +17,6%, para 298,6 mil, Portugal, que teve o maior aumento do Top10, com +16,3%, para 628,1 mil, e Federação Russa, com +10,1%, para 227,8 mil.

Em valor absoluto, o maior aumento de passageiros deu-se nas ligações com a Itália, com mais 165,1 mil (+9,9%, para 1,828 milhões), seguindo-se, também com aumentos acima dos cem mil, Alemanha, com mais 144,1 mil (+5,2%, para 2,91 milhões), e França, com mais 103,3 mil (+7,2%, para 1,539 milhões).

O 4º maior aumento em valor absoluto foi nas rotas de/para Portugal, que tiveram mais 87,8 mil passageiros que no primeiro bimestre de 2017, seguindo-se Estados Unidos, com mais 78,7 mil, Holanda, com mais 70,7 mil, Polónia, com mais 55,5 mil, Bélgica, com mais 48,3 mil, e Marrocos, com mais 44,7 mil.

 

Para ler mais clique:

Aeroportos espanhóis somam mais 2,5 milhões de passageiros no primeiro bimestre

 

Clique para mais notícias: Aeroportos de Espanha

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Espanha

 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

SATA Azores Airlines renova website para apresentar conteúdos consoante o utilizador

20-07-2018 (17h09)

A SATA Azores Airlines renovou o seu website para apresentar uma “abordagem mais intuitiva e com conteúdos especialmente seleccionados de acordo com o mercado escolhido pelo cliente”, anunciou a companhia aérea.

Canadá é a origem/destino de passageiros com o aumento mais forte em Lisboa

20-07-2018 (16h54)

O Aeroporto de Lisboa teve no primeiro semestre um aumento quase para o dobro do número de passageiros em voos de/para o Canadá, que foi assim a origem/destino com o crescimento mais forte do período, embora em valor absoluto os maiores aumentos tenham sido nas ligações com a Alemanha, com Espanha, com França e com o Brasil.

França é origem/destino de passageiros líder no Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre

20-07-2018 (16h50)

França foi a primeira origem/destino de passageiros do Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre, com 1,746 milhões, inclusivamente mais cerca de 34 mil que nos voos domésticos.

Ryanair diz que mais de 90% dos 50 mil passageiros com voos cancelados já têm alternativas

20-07-2018 (16h34)

A Ryanair revelou hoje que mais de 90% dos 50 mil passageiros com voos cancelados na próxima quarta e quinta-feira, dias de greve de tripulantes de cabina em Portugal, Espanha e Bélgica, já remarcaram os seus voos ou pediram reembolso.

Deco faz queixa da Ryanair por venda de voos após pré-aviso de greve

20-07-2018 (12h59)

A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco) fez queixa à Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) contra a companhia aérea Ryanair por “prática comercial desleal” devido à venda de voos após o pré-aviso de greve.