OMC avisa que esta crise económica será pior que a de 2008

26-03-2020 (12h07)

Foto: Sergi Kabrera / Unsplash
Foto: Sergi Kabrera / Unsplash

O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC) afirmou hoje que o mundo está a encaminhar-se para uma crise económica pior que a de 2008, para a qual se deve preparar com colaboração internacional e mercados abertos.

As projeções mais recentes sobre o impacto da pandemia predizem uma recessão acompanhada de perda de empregos pior do que a registada na crise financeira de há 12 anos, sublinhou Roberto Azevedo, em mensagem gravada a partir de casa e divulgada na Internet pelos canais oficiais da OMC.

A covid-19 ameaça as vidas de milhões de pessoas no mundo e ainda que seja, acima de tudo, uma crise da saúde, a pandemia também terá um inevitável impacto na economia, no comércio, nos empregos e no bem-estar, alertou o diretor-geral da OMC.

Roberto Azevedo sublinhou que muitos governos estão a introduzir medidas de estímulo orçamental e monetário que aumentarão as defesas face à recessão, mas alertou que ao mesmo tempo é necessária uma resposta global para uma pandemia global.

Nenhum país é auto-suficiente, por muito poderoso ou avançado que esteja, sublinhou, numa alusão à necessidade do mercado internacional se manter aberto em momentos de dificuldades.

O comércio é o que permite uma produção eficiente e o abastecimento de bens e serviços básicos, tais como equipamento médico, alimentos e fontes de energia, reforçou, em alusão aos facto de muitos países terem reduzido ou as exportações de equipamento sanitário, por receio de aumento do preço do mesmo nas suas redes de saúde à beira do colapso.

A OMC foi uma das primeiras agências internacionais com sede em Genebra a registar casos de coronavírus entre os seus trabalhadores, o que a obrigou a reduzir ao mínimo a sua atividade desde o início deste mês.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Coronavírus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

IATA diz não ser possível a aviação voltar ao que era pré-pandemia de covid-19

07-04-2020 (18h21)

“Não esperamos recomeçar a mesma indústria que fechámos há algumas semanas. As companhias de aviação continuarão a ligar o mundo. E vamos fazê-lo utilizando uma variedade de modelos de negócio. Mas os processos precisarão de ser adaptados”, defende o director-geral da IATA, Alexandre de Juniac, em declarações para a imprensa.

Serão precisos anos para o transporte aéreo voltar aos níveis pré-crise da covid-19, Grupo Lufthansa

07-04-2020 (17h32)

O grupo Lufthansa, maior grupo europeu da aviação comercial, desenganou hoje quem ainda sonhe com um rápido retorno à era pré-covid-19, dizendo que vão ser precisos “meses” para as restrições à aviação serem completamente levantadas e que levará “anos” para o tráfego atingir os níveis que tinha.

CE quer levantamento coordenado de restrições por todos os Estados-membros

07-04-2020 (17h21)

A Comissão Europeia considera fundamental que o levantamento das restrições impostas pelos Estados-membros no quadro da pandemia covid-19 seja feito de forma coordenada, razão pela qual apresentará na quarta-feira as suas orientações para essa estratégia.

Mais de três quartos dos portugueses que pediram para voltar já foram repatriados

07-04-2020 (16h42)

Já regressaram a Portugal cerca de 3.700 cidadãos, mais de três quartos dos que pediram apoio para repatriamento devido à pandemia do novo coronavírus.

Jet2.com prevê retomar operações em Junho

07-04-2020 (16h41)

A Jet2.com, que era nos tempos pré-covid uma das companhias de aviação que mais passageiros transportava para o Aeroporto de Faro, anunciou que prevê retomar os voos a 17 de Junho, advertindo que, no entanto, é uma decisão que estará “sob constante revisão” para que sejam cumpridas as orientações dos governos e das autoridades relevantes.

Noticias mais lidas