Lufthansa retoma voos para o Cairo um dia depois de ter suspendido as ligações

22-07-2019 (17h48)

Foto: Lufthansa
Foto: Lufthansa

A companhia aérea alemã Lufthansa voltou ontem a voar para o Cairo, um dia depois de ter suspendido os voos para a capital do Egipto devido a preocupações com questões de segurança.

A página de Internet da Lufthansa mostra que o voo LH582 partiu de Frankfurt após duas horas de atraso e aterrou no aeroporto da capital do Egipto à tarde.

No Sábado, a operadora aérea britânica British Airways anunciou a suspensão dos seus voos de e para o Cairo por sete dias (clique para ler: British Airways e Lufthansa suspendem “abruptamente” voos para o Cairo por “razões de segurança”).

A British Airways atribuiu este cancelamento ao facto de estar "constantemente a rever" as suas disposições em matéria de segurança em todos os aeroportos do mundo.

Na sexta-feira, os Estados Unidos fizeram um alerta para as viagens com destino o Egipto, salientando que grupos de terroristas, incluindo o ISIS, cometeram vários ataques mortíferos.

As autoridades britânicas também alertaram viagens em certas partes do Egipto, que têm sido alvo de ataques terroristas.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Lufthansa

Clique para ver mais: Egipto

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP aumenta frequência de voos para Telavive a partir de Abril

15-01-2020 (11h29)

A TAP vai aumentar a sua oferta de voos entre Lisboa e Telavive, em Israel, de sete voos por semana para 14 durante o mês de Abril e para 11 a partir de Maio.

General iraniano assume “responsabilidade total” pela queda do avião ucraniano em Teerão

13-01-2020 (11h37)

O comandante da brigada aeroespacial dos Guardas da Revolução iranianos assumiu a "responsabilidade total" pela queda do Boeing 737 da Ukraine International Airlines, que matou todas as 176 pessoas que seguiam a bordo.

Kiev investiga várias possíveis causas para queda de avião no Irão

09-01-2020 (14h55)

As autoridades ucranianas estão a investigar pelo menos sete possíveis causas para o desastre do Boeing 737 da Ukraine International Airlines no Irão, incluindo um eventual ataque com mísseis.

Avião ucraniano não pediu ajuda e tentava voltar a Teerão antes de se despenhar, diz relatório preliminar

09-01-2020 (14h07)

A tripulação do avião ucraniano que caiu em Teerão não pediu ajuda via rádio e estava a tentar voltar ao aeroporto quando a aeronave se despenhou, segundo um relatório preliminar da investigação iraniana hoje divulgado.

Agência Europeia para Segurança da Aviação desaconselha voos comerciais sobre o Iraque

09-01-2020 (14h00)

A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (AESA) desaconselha as companhias aéreas a efectuarem voos comerciais sobre o espaço aéreo do Iraque, na sequência da escalada do conflito entre Estados Unidos e Irão.

Noticias mais lidas