Lufthansa e Air France suspendem voos sobre Irão e Iraque

08-01-2020 (10h07)

Foto: Ross Parmly / Unsplash
Foto: Ross Parmly / Unsplash

As companhias aéreas Lufthansa e Air France suspenderam hoje os seus voos sobre o Iraque e o Irão, poucas horas depois dos ataques iranianos contra duas bases no Iraque que abrigavam soldados americanos.

A Lufthansa informou hoje em comunicado que cancelou um voo programado para hoje entre Frankfurt e Teerão, e acrescentou que “contornar as zonas aéreas iraniana e iraquiana terá um impacto na duração dos voos”.

A Air France, por sua vez, suspendeu hoje os voos que sobrevoam o espaço aéreo do Irão e do Iraque até “nova ordem”.

"Por precaução e devido ao anúncio de bombardeamentos aéreos, a Air France decidiu suspender os seus voos que sobrevoam o espaço aéreo dos dois países”, indicou o porta-voz da empresa.

Já hoje algumas companhias aéreas comerciais alteraram as rotas dos voos que cruzam o espaço aéreo do Irão e do Iraque para evitar eventuais perigos no meio da crescente tensão entre os Estados Unidos e o Irão (clique para ler: Companhias aéreas alteram rotas para evitar espaço aéreo do Irão e do Iraque).

A Administração Federal de Aviação (FAA) dos EUA disse que estava a proibir pilotos e transportadoras americanas de voar nalgumas áreas do Iraque, Irão e nalgum espaço aéreo do Golfo Pérsico.

A FAA alertou ainda para o “potencial de erro de cálculo ou identificação errónea” de aeronaves civis no meio da escalada da tensão entre os EUA e o Irão.

As restrições de voo surgem na sequência dos ataques iranianos com mísseis balísticos, na terça-feira, a duas bases iraquianas (em Ain al-Assad e Arbil) que abrigavam tropas norte-americanas.

Esta acção foi assumida pelos Guardas da Revolução iranianos como uma “operação de vingança” da morte do general Qassem Soleimani, comandante da força de elite Al-Quds, que morreu na sexta-feira num ataque aéreo em Bagdad, capital do Iraque, ordenado pelo Presidente dos EUA, Donald Trump.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Médio Oriente

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP aumenta frequência de voos para Telavive a partir de Abril

15-01-2020 (11h29)

A TAP vai aumentar a sua oferta de voos entre Lisboa e Telavive, em Israel, de sete voos por semana para 14 durante o mês de Abril e para 11 a partir de Maio.

General iraniano assume “responsabilidade total” pela queda do avião ucraniano em Teerão

13-01-2020 (11h37)

O comandante da brigada aeroespacial dos Guardas da Revolução iranianos assumiu a "responsabilidade total" pela queda do Boeing 737 da Ukraine International Airlines, que matou todas as 176 pessoas que seguiam a bordo.

Kiev investiga várias possíveis causas para queda de avião no Irão

09-01-2020 (14h55)

As autoridades ucranianas estão a investigar pelo menos sete possíveis causas para o desastre do Boeing 737 da Ukraine International Airlines no Irão, incluindo um eventual ataque com mísseis.

Avião ucraniano não pediu ajuda e tentava voltar a Teerão antes de se despenhar, diz relatório preliminar

09-01-2020 (14h07)

A tripulação do avião ucraniano que caiu em Teerão não pediu ajuda via rádio e estava a tentar voltar ao aeroporto quando a aeronave se despenhou, segundo um relatório preliminar da investigação iraniana hoje divulgado.

Agência Europeia para Segurança da Aviação desaconselha voos comerciais sobre o Iraque

09-01-2020 (14h00)

A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (AESA) desaconselha as companhias aéreas a efectuarem voos comerciais sobre o espaço aéreo do Iraque, na sequência da escalada do conflito entre Estados Unidos e Irão.

Noticias mais lidas