Hotelaria portuguesa prevê melhorar RevPAR este Verão – AHP

12-07-2018 (11h36)

A hotelaria portuguesa prevê este Verão alcançar níveis semelhantes a 2017 a nível de ocupação e estada média, mas aumentar a receita de quartos por quarto disponível (RevPAR) e o preço médio por quarto disponível (ARR), conclui um inquérito da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP).

O inquérito foi realizado entre 29 de Maio e 21 de Junho com base nas pré-reservas efectuadas em hotéis associados, com uma amostra de 40%.

A AHP indica que 71% dos hoteleiros perspectiva que este Verão a RevPAR será melhor ou muito melhor que no Verão de 2017, e 72% prevê melhorar o preço médio por quarto disponível (ARR).

Lisboa é a região em destaque a nível de previsões para a RevPAR, com 84% dos inquiridos a responder que perspectiva obter resultados melhores ou muito melhores.

A nível de ocupação por quarto, 61% dos inquiridos perspectiva alcançar uma taxa superior a 80%, enquanto 31% prevê alcançar uma taxa entre 61% e 80%, 7% prevê ter entre 41% e 60% e apenas 1% estima alcançar uma taxa de ocupação até 40%.

As respostas indicam que 45% dos inquiridos perspectiva alcançar este Verão uma taxa de ocupação igual à do ano passado e 39% prevê melhorar o indicador, enquanto 2% prevê alcançar um resultado muito melhor e 11% prevê uma taxa pior.

A AHP especifica que os inquiridos do Norte, Centro e Açores consideram que a taxa de ocupação será melhor do que no Verão do ano passado.

Relativamente a estada média, 76% dos hoteleiros portugueses estima que será igual à do ano anterior, sendo que 45% espera uma estada média entre um e três dias e 37% entre três a cinco dias.

A maior duração das estadas - cinco a dez dias - é esperada no Algarve e na Madeira (65% dos inquiridos), sendo que 67% dos inquiridos dos Açores prevê uma estada média de três a cinco dias.

Os hoteleiros apontam o mercado interno (18%), Espanha e França (15%) como sendo os principais para este Verão, destacando-se também a melhoria das expectativas para o mercado francês e brasileiro, com 45% e 44% dos hoteleiros, respetivamente, a indicarem que a evolução destes mercados será melhor ou muito melhor que no Verão do ano anterior.

Cristina Siza Vieira, presidente executiva da AHP, citada em comunicado, afirmou que “não há grandes surpresas” e que “os hoteleiros estão relativamente menos optimistas em termos de crescimento da ocupação, mas porque as taxas de ocupação são já tradicionalmente elevadas nesta época do ano (no ano passado fechámos o verão com uma TO de 86%)”.

Tal como no inquério de 2017, a perspectiva é que “o ARR e o RevPAR sejam melhores do que no ano anterior, o que aliás tem acompanhado o crescimento que se tem verificado nestes indicadores desde o início de 2018”, acrescentou Cristina Siza Vieira.

 

Ver também:

Hotéis do Algarve e da Madeira perspectivam quebra do mercado britânico este Verão – AHP 

 

Clique para ver mais: AHP

Clique para ver mais: Hotelaria portuguesa

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Gala Michelin pela primeira vez em Portugal é afirmação como “destino gastronómico”

14-11-2018 (18h02)

Chefs portugueses de restaurantes com estrelas Michelin são unânimes em afirmar que a realização da cerimónia de apresentação do Guia Michelin da Península Ibérica pela primeira vez em Portugal, no 10.º aniversário da gala, significa um reconhecimento do país como “destino gastronómico”.

Angola quer mais aposta em lodges e resorts - Ministra

14-11-2018 (17h45)

A ministra do Turismo de Angola, Ângela Bragança, defendeu hoje que Luanda já tem suficientes hotéis de cinco estrelas, sendo necessária apostar nos lodges e nos resorts para aumentar o fluxo turístico para o país.

Ana Mendes Godinho garante +37,5% para as Agências Regionais de Promoção Turística

14-11-2018 (17h28)

As Agências Regionais de Promoção Turística passarão a receber mais 37,5%, atingindo um total de 16,5 milhões de euros anuais, anunciou a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, que disse que o objectivo é reforçar nomeadamente verbas para quatro regiões e a aposta no Reino Unido.

Câmara de Óbidos vai cobrar um euro por dormida a partir de Dezembro

14-11-2018 (17h27)

A Câmara de Óbidos vai cobrar um euro por cada turista que dormir no concelho a partir do dia 1 de Dezembro, estabelece o regulamento da Taxa Turística, publicado hoje em Diário da República.

TAP foi a companhia estrangeira líder em passageiros de/para o Brasil em 2017

14-11-2018 (17h11)

A TAP foi a 3ª maior companhia em passageiros de voos internacionais de/para o Brasil e a primeira entre as estrangeiras, suplantando a maior companhia de aviação do mundo, a American Ailines, dos Estados Unidos, de acordo com o Anuário publicado pela ANAC, autoridade aeronáutica brasileira.