França é origem/destino de passageiros líder no Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre

20-07-2018 (16h50)

Aeroporto de Lisboa
Aeroporto de Lisboa

Voos de/para Reino Unido têm a única queda no período

França foi a primeira origem/destino de passageiros do Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre, com 1,746 milhões, inclusivamente mais cerca de 34 mil que nos voos domésticos.

Dados de tráfego do Aeroporto Humberto Delgado a que o PressTUR teve acesso mostram um aumento médio de passageiros no semestre em 12,9% ou 1,56 milhões, atingindo um total de 13,7 milhões, 87,5% deles em voos internacionais, nos quais o aumento foi em 14,1% ou 1,47 milhões.

França, com um aumento em 9% ou 144,2 mil, passou a liderar, suplantando o movimento em voos domésticos, cujo crescimento foi de 5,4% ou 87,7 mil, para 1,71 milhões.

Espanha foi a 3ª principal origem/destino de passageiros no semestre, com 1,5 milhões e a segunda em aumento em valor absoluto, com mais 180 mil que há um ano (+13,6%), e em 4º lugar ficou a Alemanha, com 1,27 milhões de passageiros, mas que foi no entanto líder em aumento em valor absoluto, com mais 196 mil (+18,2%).

A fechar o Top5 das origens/destinos do Aeroporto de Lisboa no primeiro semestre esteve o Reino Unido, com 1,13 milhões, mas que foi no entanto o único no Top20 a ter queda do número de passageiros, em 3,8% ou cerca de 45 mil.

O Brasil surge a abrir a segunda metade do Top10, com 901,8 mil passageiros e um aumento em 18,1% ou 138,2 mil, seguido por Itália, com 804,7 mil (+7,6% ou mais 57 mil), Estados Unidos, com 472 mil (+14% ou mais 58 mil), Suíça, com 622,2 mil (+2,3% ou mais 14 mil), e Holanda, com 550,4 mil (+12,3% ou mais 60 mil).

A lista do Top20 do primeiro semestre inclui de seguida a Bélgica, com 412 mil passageiros (+16,4% ou mais 58 mil que no primeiro semestre de 2017), Angola, com 237,4 mil (+6,8% ou mais 15 mil), Cabo Verde, com 198 mil (14,9% ou mais 26 mil), Marrocos, com 185,8 mil (+35,2% ou mais 48 mil), Polónia, com 149,6 mil (+60,9% ou mais 57 mil), Luxemburgo, com 147,9 mil (+26,1% ou mais 30 mil), Irlanda, com 142,5 mil (+7,2% ou mais nove mil), Emirados Árabes Unidos, com 135,8 mil (+8,4% ou mais dez mil), Canadá, com 135,7 mil (+96,1% ou mais 67 mil), e Áustria, com 123 mil (+30,7% ou mais 29 mil).

 

Clique para mais notícias: Aeroporto de Lisboa

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Cruzeiros em Lisboa estão com recordes de alemães e brasileiros

17-10-2018 (17h33)

O Porto de Lisboa atingiu este ano novos recordes de passageiros de cruzeiros alemães e brasileiros, com 82.135 e 4.747, respectivamente, de acordo com dados da APL - Administração do Porto de Lisboa coligidos pelo PressTUR.

Vila Galé já tem acordo para edifício do Vila Galé Paulista em São Paulo - Jorge Rebelo de Almeida

17-10-2018 (17h17)

A Vila Galé já chegou a acordo para a aquisição de um edifício em São Paulo, que pretende transformar no hotel Vila Galé Paulista, o seu primeiro hotel na maior metrópole brasileira, que o presidente do grupo, Jorge Rebelo de Almeida, avançou ao PressTUR terá 110 quartos, restaurante, bar e piscina.

Construção do Vila Galé Costa do Cacau deverá começar em Abril/Maio – Jorge Rebelo de Almeida

17-10-2018 (17h09)

A construção do Vila Galé Costa do Cacau, um resort com 450 unidades de alojamento em Una, perto de Ilhéus, uma zona da Bahia celebrizada pelos livros de Jorge Amado, deverá começar em Abril/Maio de 2019, para concluir no final de 2020, avançou ao PressTUR o presidente do grupo, Jorge Rebelo de Almeida.

Ryanair garante continuidade dos voos Lisboa – Porto no próximo Verão

17-10-2018 (17h02)

A Ryanair vai continuar a voar entre Lisboa e Porto no próximo Verão, assegurou a companhia em resposta ao PressTUR, questionada sobre a continuidade da linha tendo em conta que no seu website estão indisponíveis reservas a partir de 31 de Março.

AHP confirma hotelaria portuguesa mais rentável mesmo com ocupação em queda

17-10-2018 (16h59)

O AHP Tourism Monitor publicado hoje pela AHP, Associação da Hotelaria de Portugal, indica que em Agosto, mês de maior actividade hoteleira em Portugal, apesar de uma queda da ocupação dos quartos em 1,3 pontos, a receita média de quartos por quarto disponível subiu 4%, ‘puxada’ por uma subida do preço médio de quartos em 6%.