Evolução do grupo Air France KLM em Julho marcada por forte abrandamento da holandesa

08-08-2018 (17h37)

Foto: Air France KLM
Foto: Air France KLM

O grupo Air France KLM, maior grupo de aviação da Europa em capacidade medida em ASK (lugares x quilómetros voados), cresceu 1,9% em Julho, aquém do aumento médio de 3,4% no primeiro semestre, em grande medida porque a sua companhia holandesa abrandou de um crescimento médio de 5,4% para 1,2%.

Os dados publicados hoje pelo grupo mostra que assim a francesa foi inclusivamente o ‘motor’ do crescimento das suas operações de rede, com um crescimento do tráfego medido em RPK (passageiros x quilómetros voados em 1,7%, que compara com um crescimento médio de 0,7% no primeiro semestre.

Desta forma, a Air France foi em Julho a companhia do grupo que mais contribuiu para o crescimento, tanto em RPK, com um aumento que equivaleu a 48,5% do crescimento total do grupo, como em número absoluto de passageiros, com 59,9% do aumento total.

A Air France segundo a informação publicada transportou cinco milhões de passageiros em Julho, com um aumento em 2% ou cerca de cem mil e o seu crescimento em RPK foi de 1,7%.

A KLM que foi a grande impulsionadora do crescimento do grupo no primeiro semestre no mês de Julho foi ultrapassada pela low cost Transavia.

Esta companhia, com um aumento de passageiros em 2,7% ou 46 mil, para 1,713 milhões, e um crescimento em RPK de 4,7%, contribuiu com 27,5% para o aumento total de passageiros do grupo e com 28,1% para o aumento em RPK.

A KLM, por sua vez, com um aumento de passageiros em 0,7% ou 21 mil, para 3,1 milhões, e um crescimento em RPK de 1,2%, foi responsável por apenas 12,6% do aumento total de passageiros do grupo e 23,4% do crescimento do tráfego em RPK.

Ainda assim, no conjunto dos primeiros sete meses do ano, a KLM mantém o maior contributo para o crescimento do grupo, tanto em RPK, com 56,1% do aumento total, como em número de passageiros, com 67,6% do aumento total.

A companhia holandesa teve um aumento do tráfego medido em RPK nos primeiros sete meses em 4,7% e em número de passageiros teve um aumento em 5,4% ou um milhão, somando 19,7 milhões.

A Air France, por sua vez, cresceu 0,9% em RPK, e teve uma queda do número de passageiros em 0,2% ou 66 mil, para 29,5 milhões, e a Transavia cresceu 9,9% em RPK e teve um aumento de passageiros em 6,5% ou 547 mil, somando nove milhões.

 

Clique para mais notícias: Air France KLM

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

CVC ultrapassou os cinco milhões de passageiros embarcados no primeiro semestre

14-08-2018 (17h56)

O grupo brasileiro CVC Corp, que engloba agências de viagens e operadores turísticos e vende viagens de lazer e corporativas, superou no primeiro semestre os cinco milhões de passageiros embarcados, com um aumento em 30,8% em relação ao período homólogo de 2017.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).

Apesar da ocupação a cair, subida de preços da hotelaria portuguesa até acelera em Junho

13-08-2018 (17h46)

Os clientes da hotelaria portuguesa pagaram em média este mês de Junho +11% por dormida, ainda que os dados do INE indiquem uma queda da ocupação, tendência que o sector tende normalmente a travar com descidas de preços para estimular a procura.