Evacuação de terminal do aeroporto de Frankfurt afectou 60 voos e 13 mil passageiros

08-08-2018 (10h35)

Foto: www.frankfurt-airport.com
Foto: www.frankfurt-airport.com

A ordem de evacuação decretada ontem durante cerca de duas horas no terminal de partidas do aeroporto alemão de Frankfurt afectou 60 voos e 13 mil passageiros, segundo fontes locais citadas pela agência espanhola EFE.

Pouco antes do meio-dia, a polícia alemã decidiu evacuar uma parte do terminal de partidas do aeroporto de Frankfurt, o maior da Alemanha, após informações de que pelo menos uma pessoa teria entrado na zona de segurança daquele aeroporto sem autorização e que estava desaparecida.

Perante tal situação, as autoridades policiais decidiram evacuar a zona A do Terminal 1 do aeroporto de Frankfurt, para acções de verificação da área, e anunciaram que todos os voos com embarque naquela zona estavam suspensos.

Cerca de duas horas depois da emissão destas ordens, a polícia alemã anunciou através do Twitter o levantamento das medidas de segurança e esclareceu os contornos da situação, que foi provocada por causa de um erro de um elemento da segurança do aeroporto.

A polícia referiu que a situação surgiu após um elemento da segurança do aeroporto ter autorizado, por engano, a entrada para uma área segura de uma família francesa de quatro elementos (um casal e dois filhos) que ainda não tinha passado por todos os procedimentos de controlo de segurança.

A família seria posteriormente localizada e questionada, informaram as forças policiais, acrescentando que a mesma família foi autorizada a prosseguir viagem.

A agência noticiosa EFE precisou que o incidente de hoje afectou em particular 7.000 passageiros da companhia alemã aérea Lufthansa.

A empresa que gere o aeroporto internacional de Frankfurt, a Fraport, também confirmou que o incidente, que provocou atrasos e cancelamentos de voos, aconteceu por causa de uma falha humana.

Em finais de Julho, no aeroporto de Munique (sul da Alemanha), um incidente de contornos quase similares também provocou 200 cancelamentos e 60 atrasos de voos.

Na altura, a situação foi desencadeada depois de uma passageira ter tido acesso à zona de embarque antes de concluir o controlo de segurança.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Aviação

Clique para ver mais: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

CVC ultrapassou os cinco milhões de passageiros embarcados no primeiro semestre

14-08-2018 (17h56)

O grupo brasileiro CVC Corp, que engloba agências de viagens e operadores turísticos e vende viagens de lazer e corporativas, superou no primeiro semestre os cinco milhões de passageiros embarcados, com um aumento em 30,8% em relação ao período homólogo de 2017.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).

Apesar da ocupação a cair, subida de preços da hotelaria portuguesa até acelera em Junho

13-08-2018 (17h46)

Os clientes da hotelaria portuguesa pagaram em média este mês de Junho +11% por dormida, ainda que os dados do INE indiquem uma queda da ocupação, tendência que o sector tende normalmente a travar com descidas de preços para estimular a procura.