Turquia começa 2018 com novos recordes de turistas internacionais

03-04-2018 (17h37)

Irão é o maior emissor e o que mais cresce

A Turquia recebeu nos primeiros dois meses deste ano mais 354,3 mil turistas estrangeiros que no período homólogo de 2015, em que teve o seu melhor começo de ano de sempre, graças, designadamente, ao aumento das chegadas do Irão, que subiu a primeiro emissor.

 A análise do PressTUR aos dados divulgados pelo Ministério turco da Cultura e do Turismo indicou que depois do Irão, de onde a Turquia recebeu nos primeiros dois meses deste ano mais 163,8 mil turistas que no período homólogo de 2015 e mais 118,2 mil que no ano passado, os emissores com maiores aumentos face a 2015 são a Geórgia, com mais 93 mil, e a Rússia, com mais 41,7 mil.

Porém, apesar do resultado global positivo (+13,5% que em 2015 e +34,9% que em 2017), as chegadas à Turquia de turistas residentes em países europeus ainda estão abaixo de 2015, com menos 100,2 mil que no primeiro bimestre desse ano, embora em relação a 2017 tenham um aumento de 209,5 mil (+25,6%).

A queda em relação ao primeiro bimestre de 2015 deve-se designadamente à quebra das chegadas da Alemanha, com menos 72,3 mil (-26,9%), Itália, com menos 16,4 mil (-34,9%), Suécia, com menos 10,6 mil (-35,5%), Dinamarca, com menos 5,4 mil (-29,5%), Finlândia, com menos 5,3 mil (-53,4%), entre outros.

Todos estes emissores estão, porém, em recuperação, com crescimentos fortes face ao primeiro bimestre de 2017, com mais 21 mil (+12%) da Alemanha, mais 7,5 mil (+32,6%) de Itália, mais 3,1 mil (+19,6%) da Suécia, mais 1,4 mil (+12,6%) da Dinamarca e mais 385 (+9,1%) da Finlândia.

O que marca no entanto o período é o crescimento das chegadas da Ásia, com mais 278,5 mil turistas que em 2015 (+40,4%) e mais 354,3 mil que em 2017, alcançando o total recorde para um primeiro bimestre de 968,8 mil, que se deve em primeiro lugar ao crescimento das chegadas de residentes no Irão, para 350,4 mil (+50,9% que no primeiro bimestre de 2017 e +87,8% que nos primeiros dois meses de 2017).

O Irão tornou-se assim o primeiro emissor para a Turquia neste período de baixa do turismo, à frente da Geórgia, com 307,4 mil (+43,4% que no primeiro bimestre de 2015 e +9,2% que no ano passado), Bulgária, com 231,3 mil (+14,4% que em 2015 e +25,8% que no ano passado), Alemanha, com 196,6 mil (-26,9% que em 2015 mas +12% que no ano passado), e Rússia, com 134,2 mil (+45,1% que em 2015 e +69,1% que em 2017).

Na segunda metade do Top10 estão o Iraque, com 124,8 mil (+37% que em 2015 e +63,4% que no ano passado), Azerbaijão, com 96,4 mil (+23,9% que em 2015 e +19,5% que em 2017), Grécia, com 92,3 mil (-0,2% que em 2015 e +38,7% que em 2017), Reino Unido, com 71,6 mil (-5,1% que em 2015 e +33% que em 2017), e Arábia Saudita, com 71,4 mil (+90,3% que em 2015 e +77,3% que em 2017).

Os dados do Ministério turco, que incluem 94 mercados emissores, mostram 54 acima de 2015 e 40 em quebra em relação a 2015, mas na comparação com o primeiro bimestre de 2017 a Turquia tem 93 emissores em alta e apenas a Islândia com um decréscimo em 25,8%, para 244.

Na comparação com o primeiro bimestre de 2017 o Irão mantém-se o emissor com o maior aumento, com mais 118,2 mil (+50,9%), seguindo-se a Rússia, com mais 54,8 mil (+69,1%), Iraque, com mais 48,4 mil (+63,4%), Bulgária, com mais 47,4 mil (+25,8%), e Arábia Saudita, com mais 31,1 mil (+77,3%).

No mês de Fevereiro, a Turquia teve aumentos de chegadas de turistas de 92 mercados, e alcançou o melhor total de sempre para o segundo mês do ano, com 1,527 milhões, +367,2 mil ou +31,7% que no mês homólogo de 2017 e mais 143,7 mil ou +10,4% que em 2015, em que tivera o melhor Fevereiro.

O maior emissor foi o Irão, com 196,1 mil, +83,4% que em 2015 e +50,2% que em 2017, seguindo-se Geórgia, com 156,6 mil (+47,2% que em 2015 e +11,5% que em 2017), Bulgária, com 112,1 mil (+8,7% que em 2015 e +5,7% que em 2017), Alemanha, com 109,7 mil (-28,2% que em 2015 mas +13,4% que em 2017), e Iraque, com 68,4 mil (+42,5% que em 2015 e +49,8% que em 2017).

 

Clique para mais notícias: Turquia

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Lisboa teve o 3º mais forte aumento de passageiros dos grandes aeroportos europeus no 1º Semestre

09-08-2018 (17h38)

O Aeroporto de Lisboa teve um aumento médio de passageiros no primeiro semestre em 12,9%, cotando-se assim, apesar de declarado esgotado quer pela gestora aeroportuária ANA quer pelo Governo português, como o 3º grande aeroporto europeu a crescer a ritmo mais forte.

easyJet aposta em mais rotas França - Marrocos

09-08-2018 (16h29)

A low cost easyJet, terceira maior companhia em Portugal, vai apostar no próximo Inverno em mais rotas entre França e Marrocos, de acordo com a imprensa francesa, que indica que a partir de fim de Outubro a low cost terá voos entre Bordéus e Essaouira, entre Lyon e Agadir e entre Toulouse e Marraquexe.

Pilotos da Ryanair baseados na Holanda também fazem greve amanhã

09-08-2018 (15h52)

Os pilotos da Ryanair, maior companhia aérea europeia em número de passageiros, baseados na Holanda anunciaram que farão greve amanhã, sexta-feira, à semelhança dos seus congéneres sediados na Alemanha, que se associaram à greve de 24 horas impulsionada pelos seus colegas da Irlanda, Suécia e Bélgica.


Evolução do grupo Air France KLM em Julho marcada por forte abrandamento da holandesa

08-08-2018 (17h37)

O grupo Air France KLM, maior grupo de aviação da Europa em capacidade medida em ASK (lugares x quilómetros voados), cresceu 1,9% em Julho, aquém do aumento médio de 3,4% no primeiro semestre, em grande medida porque a sua companhia holandesa abrandou de um crescimento médio de 5,4% para 1,2%.

Ryanair cancela quase 400 voos na sexta-feira devido a greves de pilotos

08-08-2018 (13h34)

A Ryanair anunciou hoje que cancelará na sexta-feira 250 voos de ou para a Alemanha, de um total de 2.400, devido à greve de pilotos, elevando para quase 400 os cancelamentos devido a paralisações.