Ryanair cancela 190 voos devido a greve de sexta-feira em seis países europeus

25-09-2018 (16h23)

Foto: Ryanair
Foto: Ryanair

A transportadora aérea Ryanair informou hoje que cancelou 190 de um total de 2.400 voos previstos para sexta-feira, no âmbito da greve dos tripulantes de cabina das bases de Espanha, Bélgica, Holanda, Portugal, Itália e Alemanha.

Em comunicado, a low cost garantiu que mais de 90% dos voos agendados não serão afectados pela “desnecessária greve por uma pequena minoria de tripulantes de cabina” em seis países.

Todos os clientes afectados receberam esta manhã 'emails' ou mensagens de telemóvel com avisos sobre os cancelamentos, acrescenta a empresa irlandesa, que calculou em 30 mil de um total de 450 mil passageiros que poderão ser afectados e a quem pediu desculpa.

“A Ryanair lamenta sinceramente estas interrupções desnecessárias para os clientes que foram convocadas pelos sindicatos a pedido dos funcionários das companhias aéreas concorrentes”, acusa a Ryanair em comunicado, que insiste que em Espanha e em Portugal o protesto foi marcado por tripulantes de outras companhias, nas quais trabalham os dirigentes sindicais.

Em Itália, a greve foi convocada por um “pequeno sindicato que não tem reconhecimento ou apoio entre os tripulantes de cabina”, acrescenta a empresa, que salienta também ter chegado a acordo na segunda-feira sobre o contrato colectivo de trabalho com três sindicatos italianos.

A Ryanair enumerou o “progresso significativo” alcançado nas últimas semanas nas negociações com os sindicatos de pilotos e tripulantes de cabina na Irlanda, Reino Unido, Itália e Alemanha, acrescentando que convidou as organizações sindicais na Bélgica, Holanda, Espanha, Portugal e Alemanha para conversações.

A transportadora assegura também ter concordado em adoptar contratos locais, assim como legislação e tributação locais, o mais rápido possível até 2019, desde que haja acordos com os sindicatos.

Daí, acrescenta, a sua “desilusão” pelos representantes dos trabalhadores incluírem tripulantes de outras companhias que fazem “campanhas pela greve, perturbam os clientes e prejudicam as operações da Ryanair em benefício dos seus empregadores”.

Os tripulantes têm reivindicado a aplicação das leis laborais nacionais e não da irlandesa.

Os pilotos da Holanda, associados do VNV, anunciaram que se associarão à greve de 24 horas de sexta-feira (para ler mais clique: Sindicato dos pilotos de bases holandesas da Ryanair adere a greve na sexta-feira).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Ryanair

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Lucro da Finnair baixa 11% para 150,7 milhões de euros em 2018

15-02-2019 (14h37)

A Finnair, que voa de Helsínquia para Lisboa e tem programado voar também para o Porto, obteve um lucro líquido de 150,7 milhões de euros em 2018, menos 11% do que no ano anterior, apesar de um aumento da facturação.

easyJet confirma negociações sobre Alitalia

14-02-2019 (17h13)

A low cost easyJet confirmou hoje estar em conversações com a norte-americana Delta Air Lines e com a Ferrovie dello Stato Italiane na perspectiva de formação de um consórcio para “explorar opções para as operações futuras da Alitalia”.

Ryanair lança programa para passageiros frequentes

14-02-2019 (12h01)

A Ryanair lançou um programa para passageiros frequentes, um produto comum nas chamadas companhias tradicionais, mas invulgar nas low cost, e que terá um custo de 199 euros por ano, garantindo ao passageiro escolha gratuita do lugar a bordo, acesso ao ‘fast track’ nos aeroportos e embarque prioritário.

Solférias espera continuar a crescer em vendas para a Disneyland Paris, Cláudia Caratão

13-02-2019 (22h34)

A Solférias começou o ano com um volume de vendas para a Disneyland Paris “bastante superior” ao registado no período homólogo do ano passado e prevê fechar o ano com crescimento face a 2018, apesar da entrada ‘em jogo’ de um novo concorrente, disse ao PressTUR a directora de produto e contratação do operador turístico, Cláudia Caratão.

TAP cancelou 2 de 3 voos para Bruxelas devido à greve geral na Bélgica hoje

13-02-2019 (11h02)

A TAP cancelou dois voos dos três diários que opera entre Lisboa e Bruxelas, devido à greve geral agendada para hoje, quarta-feira, na Bélgica, disse fonte oficial da companhia aérea à Lusa.