Procura turística da Grécia permanece “forte” pós vitória do Não no referendo de Domingo

07-07-2015 (17h29)

A procura turística da Grécia permanece “forte” nos maiores emissores europeus, senão mesmo em alta, com a perspectiva de que os preços caiam, de acordo com a imprensa internacional, que cita uma notícia da agência Reuters.



A notícia indica que essas indicações vêm de associações de agências de viagens do Reino Unido, Alemanha e França, que dizem não haver cancelamentos até ao momento e que as reservas são fortes.
No Reino Unido, acrescenta, as reservas de voos para a Grécia em Julho e Agosto aumentaram 14% depois do encerramento dos bancos gregos a 29 de Junho na sequência do default da Grécia em relação ao FMI, refere a notícia, citando o Skyscanner, que indicou ainda ter registado em Junho um aumento em 12% das pesquisas de voos para a Grécia.
Em Espanha acrescenta, as pesquisas de voos para a Grécia aumentaram 20% nos dias 28 de Junho a 5 de Julho.
Na Alemanha, apesar de ser o país mais visado nas críticas gregas às políticas da Troika, a Grécia permanece um destino popular, e a DRV, associação das agências de viagens alemãs, deu conta que as reservas para a Grécia aumentaram fortemente desde Maio.
“Mostra que os alemães não se estão a afastar [da Grécia] pelas manchetes sobre a crise financeira”, indicou a DRV, que este ano vai ter o seu congresso anual em Lisboa.
Um porta-voz do grupo Thomas Cook, citado na notícia, indicou por sua vez não ter havido alteração do nível de reservas da Grécia na sequência dos últimos acontecimentos no país.
O metabuscador Kayak indicou ter registado uma queda dos preços para a Grécia em cerca de 8%, mas o operador francês Heliades garantiu não ter sentido necessidade de avançar com grandes descontos, até porque, segundo adiantou, tem os seus voos e hotéis cheios.
A notícia refere ainda que a vida dos turistas na Grécia continua como habitualmente, salientando que embora a Praça Syntagma tenha voltado a ser palco dos protestos contra a política da troika, em destinos como Kos, Corfu e Rodes prevalece a tranquilidade.
Uma porta-voz da ABTA, associação das agências de viagens britânicas, comentou, aliás, que as estadas turísticas na Grécia são muito “business as usual”, especificando que a associação não teve reclamações de falta escassez de alimentos, remédios ou outros nos resorts.
Ainda assim, mantém-se o conselho de que os turistas que viajem para a Grécia devem levar dinheiro em cash suficiente para a estada e, preferencialmente, em notas de baixo valor, para não terem dificuldades com trocos.
A DRV, por exemplo, deu a indicação que mesmo que a Grécia regresse ao dracma, os euros deverão continuar a ser aceites.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair alega queda mais forte das tarifas para emitir profit warning

18-01-2019 (16h12)

A low cost Ryanair baixou em cerca de cem milhões de euros o intervalo da previsão de lucros do exercício 2017/2018, que termina em Março, apontando como causa uma queda dos preços dos voos mais forte do que antecipara.

Norwegian vai encerrar bases em Espanha, Itália e EUA

18-01-2019 (11h30)

A companhia de aviação Norwegian Air Shuttle anunciou que vai encerrar a partir de Abril várias bases em Espanha, Itália e Estados Unidos, para melhorar o seu desempenho financeiro.

Aeroportos portugueses já ficaram em Novembro abaixo do crescimento médio na União Europeia

17-01-2019 (17h49)

O estancamento do Aeroporto de Lisboa arrastou o país dos tops de crescimento da aviação comercial na União Europeia para níveis inferiores à média, de acordo com o ACI Europa, que até mostrou Faro no Top5 de crescimento em Novembro dos aeroportos com cinco milhões a dez milhões de passageiros por ano.

“A festa poderá estar a acabar em breve”, avisa director-geral do ACI Europa

17-01-2019 (17h47)

O director-geral do ACI Europe, Olivier Jankovec, citado em comunicado da organização, comentou que os dados de Novembro mostram que o transporte aéreo de passageiros “continuam a desafiar um ambiente geopolítico e económico crescentemente desafiador”, mas que “a festa poderá estar a acabar em breve”.

Aigle Azur lança nova rota Marselha – Moscovo a partir de Abril

15-01-2019 (15h43)

A Aigle Azur, companhia de aviação francesa maioritariamente detida pelo grupo chinês HNA e por David Neeleman, também accionistas de referência da TAP, vai voar entre Marselha e Moscovo Domodedovo a partir de 31 de Março.