Portugal teve o 4º crescimento mais forte da UE em dormidas no alojamento turístico

24-01-2018 (17h21)

Foto: Seaventy
Foto: Seaventy

Portugal teve o 4º aumento mais forte das dormidas na hotelaria entre os países da União Europeia, segundo informação divulgada hoje pelo Eurostat, na qual indica que o aumento no alojamento turístico português foi em 8%, alcançando um total de 71,3 milhões de noites, 68% das quais realizadas por não residentes.

A informação do Eurostat indica que o total de 71,3 milhões de noites no alojamento turístico português compreendeu 48,3 milhões de não residentes, com um aumento em 9,9%, e 23 milhões de residentes por parte de residentes no país, com um aumento em 4,3%.

Espanha foi o país líder em total de dormidas, com 471,4 milhões, incluindo 307,3 milhões por parte de não residentes e 164,1 milhões por residentes no país.

O aumento médio foi em 3,6%, com +4,3% do mercado de não residentes e +2,3% por residentes.

A seguir a Espanha cotaram-se França, com 431,3 milhões de noites, Itália, com 424,7 milhões, e Alemanha, com 399,9 milhões.

Em crescimento relativo em relação a 2016, o Eurostat indica que os mais fortes ocorreram na Leyónia, em 12%, Eslovénia, cm 11,3%, Croácia, em 10,6%, Portugal, em 8%, República Checa, em 7,7%, e em Chipre, em 7,3%.

A única queda do ano ocorreu no Luxemburgo, em 1% ou 28 mil noites, para 2,9 milhões.

O Eurostat estima na informação que o alojamento turístico dos países da União Europeia, já sem contar com o Reino Unido, teve em 2017 um aumento do número de dormidas em 5,1%, para 3.254,3 milhões, com +6,9% por não residentes, somando 1.602,3 milhões, e +3,5% por residentes, para 1.652 milhões.

O líder em dormidas de não residentes foi Espanha com 307,3 milhões (+4,3% que em 2016), seguindo-se Itália, com 211,3 milhões (+5,4%), França, com 133,1 milhões (+7,4%), Grécia, com 85,7 milhões (+7,1%), Áustria, com 85,7 milhões (+2,8%), Alemanha, com 82,7 milhões (+3,4%), Croácia, com 80,2 milhões (+11,2%), e Portugal, com 48,3 milhões (+9,9%).

A Alemanha foi o país líder em dormidas de residentes, c0m 317,2 milhões (+2,5%), seguindo-se França, com 298,3 milhões (+6,2%), Itália, com 213,5 milhões (+4,9%), e Espanha, com 164,1 milhões (+2,3%).

Os dados do Eurostat incluem dormidas em hotéis e similares, apartamentos e parques de campismo e caravanismo.

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Europa

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Comissão Europeia autoriza TUI a comprar divisão de Destination Management da Hotelbeds

19-06-2018 (14h02)

A Comissão Europeia autorizou a TUI a comprar a divisão de Destination Management do Grupo Hotelbeds, que integra as marcas Destination Services, Intercruises e Pacific World, por 110 milhões de euros.

Air Canada já voa entre Lisboa e Montreal

18-06-2018 (08h51)

A Air Canada Rouge, do grupo Air Canada, membro da Star Alliance, como a TAP, já inaugurou a sua rota sazonal entre Lisboa e Montreal, com três voos por semana em Boeing 767-300, até 27 de Outubro.

Transavia vai reforçar em 10% capacidade em ligações de e para Portugal

18-06-2018 (08h38)

A companhia aérea Transavia transportou perto de um milhão de passageiros de Janeiro a Maio em Portugal, que descreve com "um mercado muito dinâmico e estratégico", e onde vai reforçar a capacidade em 10% este ano.

Controlo de tráfego aéreo na Europa está a “atingir um ponto de colapso”, CEO da Ryanair

14-06-2018 (16h46)

O CEO da Ryanair, Michael O’Leary, reclamou hoje a intervenção dos governos e da Comissão Europeia no controlo de tráfego aéreo (ATC, do inglês) que, segundo afirma, está “a atingir um ponto de colapso, com centenas de voos cancelados diariamente simplesmente por falta de pessoal para geri-los”.

TAP e airBaltic fazem acordo de code-share para voos de Lisboa e Riga

14-06-2018 (14h42)

A TAP e a Air Baltic vão partilhar os voos de 16 rotas da portuguesa para Lisboa, incluindo Porto, Faro e Funchal, e 13 da companhia da Letónia para Riga.