Hotelaria espanhola ‘perdeu’ até Setembro 3,4 milhões de dormidas de residentes na Alemanha

24-10-2019 (16h10)

A hotelaria espanhola chegou ao fim de Setembro com uma quebra de 3,4 milhões de dormidas de turistas residentes na Alemanha nos primeiros nove meses deste ano, a que se somam ainda grandes quebras dos mercados belga, dinamarquês, holandês, sueco, norueguês e suíço.

Os dados do INE espanhol relativos à actividade da hotelaria nos meses de Janeiro a Setembro, inclusive, indicam uma estagnação das pernoitas de turistas residentes no estrangeiro (+0,04% que há um ano) porque também registou crescimentos fortes das dormidas de residentes na Irlanda, em Itália, em Portugal, no Reino Unido, na Rússia, nos Estados Unidos, no conjunto dos outros países do continente americano, no Japão, e no conjunto “resto do mundo”.

A informação do INE indica que nos primeiros nove meses deste ano os estabelecimentos hoteleiros espanhóis receberam 44,668 milhões de turistas residentes no estrangeiro, que permaneceram no país uma média de 3,23 noites, realizando assim um total de 180,896 milhões de dormidas.

Relativamente aos primeiros nove meses de 2018, a hotelaria espanhola está este ano com um aumento do número de turistas residentes no estrangeiro em 3,1% ou 1,34 milhões, mas uma queda da sua estada média em 3%, para 4,05 noites, pelo que em número de dormidas o crescimento é apenas em 0,04% ou 70,1 mil.

O mercado que mais penaliza a evolução este ano é o alemão, que está com uma quebra de dormidas em 9,2% ou 3,4 milhões, mantendo-se, ainda assim, como o segundo maior, com 33,77 milhões de pernoitas, depois do Reino Unido, com 46,2 milhões, e à frente de França, com 15 milhões.

A Suécia é o segundo mercado que mais cai, registando uma quebra de 595,2 mil dormidas (-12,4%, para 4,2 milhões), seguindo-se os Países Baixos, com quebra de 429,7 mil pernoitas (-5,6%, para 7,266 milhões), a Suíça, com menos 232,5 mil (-7,1%, para 3,05 milhões), e Bélgica, com menos 187 mil (-3,6%, para 5,04 milhões).

A liderar os aumentos estiveram os emissores da ‘outra margem do Atlântico’, a começar pelos Estados Unidos, com um aumento de 881,6 mil pernoitas (+16,4%, para 6,25 milhões), o conjunto dos outros países do continente americano, com mais 902 mil (+14,1%, para 7,3 milhões), Itália, com mais 573 mil (+7,4%, para 8,357 milhões), Irlanda, com mais 512,1 mil )+14%, para 4,168 milhões), e até mesmo Portugal, com mais 281,4 mil (+8,3%, para 3,69 milhões).

Incluindo o mercado doméstico, dos residentes em Espanha, a hotelaria espanhola atinge um total de 277,357 milhões de dormidas e regista um aumento em 1,3% ou 3,42 milhões relativamente aos primeiros nove meses de 2018, com aumento do mercado doméstico em 3,6% ou 3,35 milhões, para 96,46 milhões.

Do mercado doméstico, a hotelaria espanhola recebeu até Setembro, inclusive, 41,16 milhões de hóspedes que tiveram uma estada média de 2,34 noites, em alta de 3,6% ou 3,356 milhões em número de hóspedes e de 0,1% na estada média, para 2,34 noites.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria espanhola

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Thomas Cook Alemanha cancela todas as viagens para 2020

13-11-2019 (09h27)

A filial alemã do falido grupo Thomas Cook cancelou todas as reservas para viagens a partir de 1 de Janeiro de 2020.

DER Touristik quer ficar com agências Holiday Land e hotéis Sentido do grupo Thomas Cook

13-11-2019 (08h56)

A DER Touristik anunciou que chegou a acordo para comprar a rede de agências de viagens Holiday Land, incluindo os contratos de franquia, e que pretende adquirir a rede de hotéis Sentido, subsidiárias do falido grupo Thomas Cook.

Nove países da UE querem aumentar impostos sobre as companhias aéreas

12-11-2019 (15h06)

Nove países da União Europeia juntaram-se para exigir uma aviação mais limpa na Europa, um dos meios de transporte mais poluentes que consideram que está a ser taxado abaixo do que devia.

UE aceita adiamento “flexível” do Brexit até 31 de janeiro

28-10-2019 (12h06)

Os 27 Estados-membros da União Europeia concordaram hoje com um novo adiamento do Brexit até 31 de janeiro, oferecendo, contudo, ao Reino Unido a possibilidade de abandonar a União mais cedo se o parlamento ratificar o Acordo de Saída.

Alemanha provoca Setembro ‘no vermelho’ na hotelaria espanhola

24-10-2019 (16h12)

A hotelaria espanhola teve em Setembro a segunda quebra de dormidas este ano, com um decréscimo em 0,6%, provocado principalmente pela quebra do mercado alemão.

Noticias mais lidas