Hotel Mandarin Oriental in Knightsbridge, Londres, está em chamas

06-06-2018 (17h17)

Mais de uma centena de bombeiros combatem neste momento um incêndio no 5-estrelas Mandarin Oriental in Knightsbridge, uma das unidades mais luxuosas de Londres.

A imprensa britânica refere que no local estão cerca de 120 bombeiro e duas dezenas de viaturas de combate a incêndios.

A BBC refere que fotografias publicadas em redes sociais mostram espessas colunas de fumo a subirem do edifício do hotel.

Os bombeiro de Londres confirmaram que foram chamados pouco depois das 16h00.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Comissão Europeia autoriza TUI a comprar divisão de Destination Management da Hotelbeds

19-06-2018 (14h02)

A Comissão Europeia autorizou a TUI a comprar a divisão de Destination Management do Grupo Hotelbeds, que integra as marcas Destination Services, Intercruises e Pacific World, por 110 milhões de euros.

Air Canada já voa entre Lisboa e Montreal

18-06-2018 (08h51)

A Air Canada Rouge, do grupo Air Canada, membro da Star Alliance, como a TAP, já inaugurou a sua rota sazonal entre Lisboa e Montreal, com três voos por semana em Boeing 767-300, até 27 de Outubro.

Transavia vai reforçar em 10% capacidade em ligações de e para Portugal

18-06-2018 (08h38)

A companhia aérea Transavia transportou perto de um milhão de passageiros de Janeiro a Maio em Portugal, que descreve com "um mercado muito dinâmico e estratégico", e onde vai reforçar a capacidade em 10% este ano.

Controlo de tráfego aéreo na Europa está a “atingir um ponto de colapso”, CEO da Ryanair

14-06-2018 (16h46)

O CEO da Ryanair, Michael O’Leary, reclamou hoje a intervenção dos governos e da Comissão Europeia no controlo de tráfego aéreo (ATC, do inglês) que, segundo afirma, está “a atingir um ponto de colapso, com centenas de voos cancelados diariamente simplesmente por falta de pessoal para geri-los”.

TAP e airBaltic fazem acordo de code-share para voos de Lisboa e Riga

14-06-2018 (14h42)

A TAP e a Air Baltic vão partilhar os voos de 16 rotas da portuguesa para Lisboa, incluindo Porto, Faro e Funchal, e 13 da companhia da Letónia para Riga.