Governo britânico autoriza alargamento do aeroporto de Heathrow

05-06-2018 (15h46)

Foto: Aeroporto de Londres Heathrow
Foto: Aeroporto de Londres Heathrow

O Governo britânico deu hoje ‘luz verde’ definitiva ao controverso projecto de construção de uma terceira pista no aeroporto londrino de Heathrow, o primeiro da Europa em número de passageiros.

A decisão foi tomada "no interesse nacional" e vai permitir criar "dezenas de milhares de empregos locais e estimular a economia", afirmou o ministro dos Transportes, Chris Grayling, perante os deputados, que serão chamados a votar o projecto nos próximos dias.

"É tempo de agir" após "meio século de discussões", acrescentou.

O projecto continua, no entanto, a dividir profundamente as opiniões nos meios políticos, económicos e até no seio do Partido Conservador, no poder.

A antiga ministra dos Transportes conservadora Justine Greening já anunciou que não vai votar a favor do alargamento e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Boris Johnson, que é deputado por uma circunscrição situada nas proximidades de Heathrow, pode não participar na votação, segundo os meios de comunicação.

Os críticos, que apontam os riscos de mais ruído e mais poluição, receberam ainda pior a notícia por surgir no Dia Mundial do Ambiente.

O Ministério dos Transportes assegurou, em comunicado, que o projecto "será realizado de forma rentável e sustentável com um conjunto de medidas destinadas a apoiar as comunidades afectadas e proteger o ambiente", garantindo ainda que será financiado por fundos privados e sem custos suportados pelo contribuinte.

Com mais de 75 milhões de passageiros por ano, o aeroporto de Heathrow é o primeiro da Europa em número de passageiros. O aeroporto acolhe actualmente mais de 80 companhias aéreas que voam para mais de 200 destinos.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Europa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ryanair aposta em mais falências de concorrentes e na recepção dos Boeing B737-MAX

22-10-2018 (13h42)

Custos de voo mais competitivos e aeroportos mais dispostos a baixar preços são duas das tendências com que a Ryanair conta para contrariar nos próximos tempos a descida de lucros que contabilizou no semestre terminado a 30 de Setembro em que o seu lucro, incluindo encargos de lançamento da Laudamotion, caiu 11% ou 141,8 milhões de euros, para 1.150,7 milhões.

Ryanair lucrou menos 53,9 milhões de euros este Verão

22-10-2018 (12h52)

A low cost Ryanair, uma das companhias de aviação mais lucrativas do mundo, teve este Verão uma quebra do lucro de 53,9 milhões de euros, embora os impostos sobre lucros tivessem baixado 30 milhões de euros, porque o resultado operacional caiu 82,2 milhões, incluindo encargos de início da nova subsidiária austríaca Laudamotion.

Dominicana supera os cinco milhões de turistas até Setembro, apesar de queda dos emissores europeus

19-10-2018 (18h07)

A República Dominicana teve este Verão (Junho a Setembro) um aumento das chegadas de turistas não residentes em 6,9%, embora da parte da Europa tivesse uma queda em 6,4%, inclusivamente mais forte que a queda média nos nove meses de Janeiro a Setembro, que foi de 4%.

Sindicato belga alerta para mais greves se “a Ryanair não mudar”

19-10-2018 (17h22)

O sindicato belga CNE, que representa tripulantes de cabina da Ryanair, ameaçou organizar vários dias de greve antes do final do ano se a companhia “não mudar radicalmente de posição e atitude”.

Grupo Air France KLM anuncia 44 novas rotas este Inverno IATA 2017/2018

18-10-2018 (18h11)

O grupo Air France KLM, nº 1 da aviação europeia em tráfego medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), anunciou hoje que este Inverno IATA, que vai de dia 28 de Outubro a 30 de Março, terá 44 novas rotas e uma frota mais moderna e com cabinas novas.