Covid-19 já matou quase 11 mil pessoas na Europa

24-03-2020 (15h01)

Foto: John Schnobrich / Unsplash
Foto: John Schnobrich / Unsplash

A covid-19, provocada pelo novo coronavírus, já matou quase 17 mil pessoas em todo o mundo, incluindo 10.724 pessoas na Europa, segundo o balanço da Agência France Presse (AFP), citado pela Lusa.

O balanço indica que o novo coronavírus matou 16.961 pessoas em todo o mundo desde que surgiu em Dezembro.

Foram registados mais de 386.350 casos de infecção em mais de 175 países e territórios desde o início da epidemia.

Itália, que registou a primeira morte ligada ao novo coronavírus no final de Fevereiro, tem 6.077 mortes em 63.927 casos. 7.432 pessoas foram consideradas curadas pelas autoridades italianas.

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de Dezembro, contabilizou um total de 81.171 casos (78 novos entre segunda-feira e hoje), incluindo 3.277 mortes (sete novas) e 73.159 curados.

Os países mais afectados depois de Itália e da China são Espanha, com 2.696 mortes para 39.673 casos, o Irão com 1.934 mortes (24.811 casos), França com 860 mortes (19.856 casos) e Estados Unidos com 499 mortos (46.440 casos).

Desde as 19h00 de segunda-feira, a Islândia e o Montenegro anunciaram as primeiras mortes ligadas ao vírus e Birmânia anunciou o diagnóstico dos primeiros casos.

Na Europa foram registados até às 11h00 de hoje 199.779 casos (10.724 mortes), na Ásia 98.748 casos (3.570 mortes), nos Estados Unidos e Canadá 48.519 casos (523 mortes), no Médio Oriente 29.087 casos (1.966 mortes), América Latina e Caraíbas 6.217 casos (112 mortes), na Oceânia 2.225 casos (nove mortes) e África 1.778 casos (57 mortes).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Coronavírus

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

IATA diz não ser possível a aviação voltar ao que era pré-pandemia de covid-19

07-04-2020 (18h21)

“Não esperamos recomeçar a mesma indústria que fechámos há algumas semanas. As companhias de aviação continuarão a ligar o mundo. E vamos fazê-lo utilizando uma variedade de modelos de negócio. Mas os processos precisarão de ser adaptados”, defende o director-geral da IATA, Alexandre de Juniac, em declarações para a imprensa.

Serão precisos anos para o transporte aéreo voltar aos níveis pré-crise da covid-19, Grupo Lufthansa

07-04-2020 (17h32)

O grupo Lufthansa, maior grupo europeu da aviação comercial, desenganou hoje quem ainda sonhe com um rápido retorno à era pré-covid-19, dizendo que vão ser precisos “meses” para as restrições à aviação serem completamente levantadas e que levará “anos” para o tráfego atingir os níveis que tinha.

CE quer levantamento coordenado de restrições por todos os Estados-membros

07-04-2020 (17h21)

A Comissão Europeia considera fundamental que o levantamento das restrições impostas pelos Estados-membros no quadro da pandemia covid-19 seja feito de forma coordenada, razão pela qual apresentará na quarta-feira as suas orientações para essa estratégia.

Jet2.com prevê retomar operações em Junho

07-04-2020 (16h41)

A Jet2.com, que era nos tempos pré-covid uma das companhias de aviação que mais passageiros transportava para o Aeroporto de Faro, anunciou que prevê retomar os voos a 17 de Junho, advertindo que, no entanto, é uma decisão que estará “sob constante revisão” para que sejam cumpridas as orientações dos governos e das autoridades relevantes.

Finnair sofre queda de passageiros em Março para menos de metade que há um ano

07-04-2020 (16h18)

A companhia finlandesa Finnair, que na era pré-covid voava do seu hub de Helsínquia para Lisboa a para o Porto, sofreu em Março uma quebra do tráfego de passageiros para menos de metade de Março de 2019.

Noticias mais lidas