Aeroportos portugueses sobem no ranking europeu no primeiro trimestre

14-05-2019 (16h22)

Os cinco maiores aeroportos portugueses subiram todos no ranking dos aeroportos europeus com mais passageiros no primeiro trimestre, inclusivamente Lisboa, apesar de ainda aguardar medidas de resolução do estrangulamento de capacidade.

Dados do Airports Council International (ACI) mostram que Lisboa foi no primeiro trimestre deste ano o 17º maior aeroportos europeu em número de passageiros, com 6,25 milhões, quando em 2017 ainda só estava em 22º.

Lisboa, de acordo com esses dados, é um dos 12 aeroportos europeus que apresenta um aumento de mais de um milhão de passageiros no primeiro trimestre deste ano face ao período homólogo de 2017, embora na comparação com o primeiro trimestre de 2018, pelo agravamento da falta de capacidade, tenha apenas o 26º maior aumento, com mais cerca de 252 mil passageiros.

O Porto passou de 54º maior aeroporto europeu no primeiro trimestre de 2017 para 50º este ano e Faro, que é o aeroporto português mais afectado pela sazonalidade, passou 95º em 2017 para 93º este ano, numa evolução que é ainda mais significativa quando se atende que no primeiro trimestre de 2018 tinha caído para 97º.

O Funchal e Ponta Delgada são os únicos aeroportos portugueses que estão pior posicionados no primeiro trimestre deste ano que no período homólogo de 2017, embora melhores que em 2018.

O Funchal passou de 103º maior aeroporto europeu no primeiro trimestre de 2017 para 107º em 2018 e este ano recupera e sobe a 105º.

Ponta Delgada caiu de 135º para 140º de 2017 para 2018 e este ano fica em 139º.

De acordo com os dados do ACI, os aeroportos portugueses, com um aumento de passageiros em 6,2%, até tiveram um crescimento médio mais forte que a média europeia, que foi de 4,4%, com +4,8% nos países da União Europeia e +2,9% nos restantes.

Faro foi o aeroporto português com o aumento mais forte (para ler mais clique: Aeroporto de Faro tem crescimento mais forte do trimestre, mas Lisboa teve maior aumento de passageiros), mas ainda assim sem alcançar o Top de crescimento do seu grupo (aeroportos com cinco milhões a dez milhões de passageiros por ano), que foi integrado por Sevilha, com um aumento em 21,4%, Tessalónica, com +18,2%, Bari, com +17,7%, Cracóvia, com +16,1%, e Nantes, com +14,2%.

Em número absoluto de aumento de passageiros entre o primeiro trimestre de 2018 e o período homólogo deste ano, no entanto, Faro teve o 54º maior aumento entre os aeroportos europeus.

O melhor desempenho foi de Lisboa com o 26º maior aumento, seguido pelo Porto com o 34º.

O Funchal teve o 102º maior aumento e Ponta Delgada, o 106º.

 

Ver também:

Aeroporto moscovita lidera aumento de passageiros na Europa no primeiro trimestre

 

Clique para mais notícias: Aeroportos europeus

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Espanha e Reino Unido reforçam atracção de gastos turísticos dos portugueses

22-08-2019 (14h31)

Espanha e Reino Unido foram os dois destinos que no primeiro semestre mais aumentaram as respectivas participações nos gastos turísticos dos portugueses, atingindo respectivamente 30,1% e 10,1%.

Tráfego aéreo de/para Portugal cresce acima da média da UE no 1º semestre

21-08-2019 (15h29)

Portugal foi um dos países cujos aeroportos tiveram aumentos de passageiros no primeiro semestre “bem acima da média da União Europeia”, informou o ACI Europe, associação que conta com mais de 500 aeroportos em 45 países europeus, que em 2018 somaram mais de 2,3 mil milhões de passageiros.

Norwegian Air suspende seis rotas entre Irlanda e América do Norte

16-08-2019 (10h22)

A Norwegian Air, considerada pioneira dos voos transatlânticos low cost, anunciou o cancelamento de seis rotas entre a Irlanda e a América do Norte, justificando a decisão com a suspensão de voos em Boeing 737 MAX, modelo afectado por dois acidentes fatais.

Aigle Azur quer vender operação para Portugal à low cost espanhola Vueling

12-08-2019 (14h39)

A companhia francesa Aigle Azur, que tem como accionistas maioritários o grupo chinês HNA e o accionista de referência da TAP e da Azul, David Neeleman, procura vender a sua operação em Orly para Porto, Faro e Funchal como forma de obter liquidez para se manter a voar, segundo a imprensa francesa.

Associação de pilotos europeus critica Ryanair por segundo Verão consecutivo de instabilidade laboral

09-08-2019 (12h41)

A Associação Europeia de Cockpit (ECA), que representa 40 mil pilotos europeus, criticou hoje a instabilidade laboral na companhia aérea Ryanair, situação que se repete pelo segundo Verão consecutivo e “pelos mesmos motivos”.

Noticias mais lidas