Voos da América Latina asseguram quase metade do crescimento de tráfego do IAG até Setembro

07-10-2019 (16h34)

O IAG, tradicionalmente líder no transporte aéreo de passageiros entre a Europa e a América do Norte, pela força da British Airways e do seu hub de Londres Heathrow, está a assentar o seu crescimento este ano principalmente nos voos de/para a América Latina, em que a sua companhia líder é a espanhola Iberia.

Estas tendências transparecem nos dados de tráfego do IAG publicados hoje, os quais mostram que 47,8% do seu crescimento de tráfego em RPK (do inglês para passageiros x quilómetros voados) foi gerado nas linhas da América Latina, que assim passaram de valer 16,3% para 18% do seu tráfego total, enquanto os sectores líderes reduziram o seu ‘peso’, de 27% para 26,1% no caso dos internacionais intra-europeus, nos quais a Vueling tem especial ‘peso’, e de 29,7% para 29,1% nas linhas da América do Norte, nas quais a líder é a British Airways.

Daí que a companhia britânica se mantenha líder no grupo, ‘valendo’ 54,2% do seu tráfego total nos primeiros nove meses deste ano, mas menos que os 56,2% do período homólogo de 2018, enquanto a Iberia sobe de 21,3% para 22,3%.

Nos primeiros nove meses deste ano o IAG teve um crescimento do tráfego em 5,6% ou 11.563 milhões de RPK, 40,1% dos quais na Iberia, que cresceu 10,6% ou 4.637 milhões de RPK, enquanto a British Airways ‘valeu’ 18,6%, com um aumento em 1,9% ou 2.151 milhões de RPK.

A segunda maior contribuição para o crescimento do IAG nos primeiros nove meses deste ano foi da Level, companhia leisure criada pelo grupo para concorrer nos voos low cost de longo curso e que começou a voar de Barcelona em 1 de Junho de 2017, com um aumento do tráfego em 109,3% ou 2.969 milhões de RPK, ou seja, 25,7% do crescimento do grupo.

A contribuição da Vueling foi em cerca de 10,4%, com um aumento do tráfego em 4,8% ou 1.199 milhões de RPK, mas a Vueling, como companhia de voos de curto e médio cursos, tem menos influência com a ponderação pelas distâncias voadas, enquanto em número de passageiros embarcados valeu 37,4% do aumento do grupo, com +6,2% ou mais 1,575 milhões, para 27 milhões.

A Aer Lingus, que também opera voos de longo curso, nomeadamente para a América do Norte, segmento em que tem algum ‘peso’, contribuiu com 8,5% do crescimento do tráfego em RPK, ao registar um aumento em 5,5% ou 986 milhões de RPK.

 

Para ler mais clique:

IAG só cresce em Setembro em voos da América Latina e domésticos

 

Clique para mais notícias: IAG

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Protestos independentistas ontem na Catalunha fizeram 131 feridos

15-10-2019 (13h50)

Os protestos independentistas de ontem na Catalunha provocaram 131 ferido, 27 deles assistidos em hospitais, de acordo com o Serviço de Emergência Médica.

Grupo Wamos compra activos da Neckermann na Bélgica

11-10-2019 (16h51)

O Grupo Wamos, que está presente em Portugal desde a compra da ES Viagens e da Geostar pelo fundo de investimento Springwater, anunciou a compra de 100% dos activos da agência de viagens Neckermann na Bélgica, uma marca do falido grupo Thomas Cook com cerca de 150 milhões de euros por ano de facturação.

Ryanair vai competir mais nas ligações entre Portugal e Espanha, com voos para Málaga e Valência

08-10-2019 (14h23)

A low cost Ryanair, que é a maior companhia em número de passageiros nos aeroportos espanhóis, 33,96 milhões nos primeiros oito meses deste ano, anunciou hoje que a partir de Março do próximo ano terá voos para Portugal de dois dos aeroportos onde é líder, Málaga e Valência, que já têm voos da TAP para Portugal.

Barceló e Globalia voltam a negociar fusão de agências de viagens e operadores turísticos

08-10-2019 (12h40)

Os grupos Barceló e Globalia, dois dos maiores da organização e comercialização de viagens em Espanha, estão novamente a negociar a integração das suas divisões de agências de viagens e operação turística, para criar um gigante do turismo que disputaria a liderança do El Corte Inglés.

IAG só cresce em Setembro em voos da América Latina e domésticos

07-10-2019 (15h29)

O IAG, grupo de aviação que junta British Airways, Iberia, Vueling, Aer Lingus e Level, viu o seu crescimento em Setembro, mês em que a britânica cancelou 2.325 voos devido a greve de pilotos, cingir-se aos seus voos da América Latina e domésticos no Reino Unido, Espanha e Itália.

Noticias mais lidas