‘Rotas espanholas’ suspensas pela TAP tiveram quedas de passageiros em Julho e Agosto

09-10-2018 (15h10)

As três ‘rotas espanholas’ que a TAP vai suspender a partir de dia 28, início do chamado Inverno IATA, época baixa da aviação, Vigo, Corunha e Oviedo, segundo dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, tiveram crescimento do número de passageiros em 5,2% nos primeiros oito meses deste ano, mas com quebras em Julho e Agosto, últimos meses de que há dados.

Os dados consultados pelo PressTUR mostram que essas eram as três ‘rotas espanholas’ de menor dimensão para a TAP, mas nas quais a companhia portuguesa tinha mais preponderância nos aeroportos, uma vez que no Aeroporto de A Coruña era a 4ª maior companhia, em Vigo era a 6ª e nas Astúrias (Oviedo) era a 8ª.

Para a TAP, porém, Vigo era apenas o 9º maior aeroporto espanhol, com 21.723 passageiros embarcados e desembarcados nos primeiros oito meses do ano, Astúrias era o 10º, com 21.450, e A Coruña era o 11º, com 17.729.

Os voos de/para Vigo representaram 1,7% do total de passageiros que a TAP transportou de/para aeroportos espanhóis, Astúrias representou igualmente 1,7% e A Coruña, 1,4%.

Essas três rotas, porém, tinham significado no ano passado 8,3% do aumento de passageiros em voos da TAP de/para Espanha, com uma subida em 88,8% ou 40,4 mil, para 85,8 mil, que se ficou a dever em grande medida à linha de Vigo, com +179,9% ou mais 20,6 mil passageiros, para 32,1 mil, seguindo-se +55,6% ou mais 10,3 mil na linha das Astúrias, para quase 29 mil, e +61% ou mais 9,4 mil na linha de A Coruña, para 24,8 mil.

O que os dados da AENA consultados pelo PressTUR mostram é que este ano A Coruña tem sido uma rota com sucessivas quedas de passageiros, embora mantendo ligeiro crescimento no conjunto dos primeiros oito meses (+3,5%), e Vigo é uma rota que passou de crescimentos a dois dígitos nos primeiros três meses do ano para quedas sucessivas desde então, pelo que o crescimento médio nos primeiros oito meses fica em 1,8%.

Já Astúrias (Oviedo) é uma rota que mantém crescimento a dois dígitos nos primeiros oito meses (+10,3%), com aumentos a dois dígitos até Maio, tendo abrandado desde então, mas sem deixar de crescer.

Desta forma, as três rotas que a TAP vai cessar e que nos primeiros oito meses ainda têm um contributo positivo para o crescimento da companhia, com um aumento conjunto de passageiros em 5,2% ou quase três mil, apesar de em Julho e Agosto terem penalizado, com quebras respectivamente em 1,8% e em 2,8%.

A companhia portuguesa, segundo a Agência Lusa, que cita um comunicado que não foi distribuído a toda a imprensa portuguesa, justificou a cessação dessas rotas, cuja operação estava ‘subarrendada’ à White, com dificuldades desta empresa, que opera várias rotas para a TAP Express, em contratar tripulantes, bem como com os constrangimentos do Aeroporto de Lisboa.

“Este motivo, associado a uma menor rentabilidade das rotas Vigo, Corunha e Oviedo, faz com que a TAP tenha decidido pela suspensão das mesmas, tendo em conta também os constrangimentos conhecidos no Aeroporto de Lisboa”, escreve a Lusa citando esse comunicado.

O jornal “A Voz das Astúrias” noticiou entretanto que a TAP espera voltar a ter voos de/para Oviedo em Março, início do Verão, avançando que no site da TAP é possível comprar voos nessa rota “e de novo a preços baixos que permitem fazer cada trajecto por menos de 50 euros sem bagagem”.

O jornal assinalava na mesma notícia que “o voo para Lisboa se converteu na ligação alternativa a Barajas para os viajantes asturianos que voam para o resto da Europa, América e África”.

O diário económico espanhol “Cinco Dias” em notícia publicada com data de ontem no seu website escrevia que, segundo a agência de notícias espanhola EFE, “a principal companhia de Portugal” anunciara segunda-feira que deixava de ter voos para os aeroportos galegos de Vigo e A Coruña a partir de 28 de Outubro.

 

Para ler mais clique:

TAP suspende voos para Vigo, Corunha e Oviedo por falta de tripulantes

 

Clique para mais notícias: TAP

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP transporta menos passageiros este Janeiro nas suas rotas espanholas

15-02-2019 (15h47)

A TAP, que em meados do ano passado retirou A Coruña, Astúrias e Vigo da sua rede de destinos em Espanha, começou 2019 com uma quebra de passageiros nas ligações com o país vizinho em 3,4% ou cerca de 4,7 mil, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pela AENA.

Passageiros em voos entre Espanha e Portugal aumentam 10,8% em Janeiro

15-02-2019 (15h33)

Os aeroportos espanhóis somaram este Janeiro 357,6 mil passageiros de voos de/para Portugal, +10,8% ou mais 34,9 mil que no primeiro mês de 2018, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pelo PressTUR.

Aeroportos espanhóis começam 2019 com aumento de um milhão de passageiros

15-02-2019 (15h08)

Os 49 aeroportos espanhóis somaram 16,58 milhões de passageiros no primeiro mês deste ano, com um aumento em 7% ou 1,08 milhões em relação a Janeiro de 2018, cerca de metade do qual em Madrid Barajas e em Barcelona El Prat, de acordo com a AENA, gestora dos aeroportos espanhóis.

LATAM passa a voar São Paulo – Madrid com B777 e A350

15-02-2019 (08h59)

A LATAM, que actualmente opera as ligações São Paulo Guarulhos – Madrid com aviões A350-900XWB, vai passar a utilizar também um B777-300ER nessa rota.

Norwegian programa voar mais entre Espanha e os Estados Unidos

12-02-2019 (11h20)

A Norwegian, considerada pioneira de voos de longo curso low cost, vai reforçar as suas rotas entre Espanha e os Estados Unidos, em concorrência designadamente com a Level, do IAG, grupo que recentemente recuou no propósito de a adquirir.