Quebra de dormidas de alemães na hotelaria espanhola atinge 1,3 milhões nos primeiros cinco meses

24-06-2019 (15h19)

A Alemanha, segundo maior mercado internacional para a hotelaria espanhola, representando 12,9% dos clientes estrangeiros e 19,1% das suas dormidas nos primeiros cinco meses deste ano, regista no final de Maio uma quebra de 1,3 milhões de dormidas em relação ao período homólogo de 2018, sendo assim a causa principal da quase estagnação dos mercados internacionais neste período.

Dados do INE espanhol indicam que no fim de Maio a hotelaria espanhola está com 72,17 milhões de dormidas de turistas residentes no estrangeiro, que significam um aumento em apenas 0,4% ou cerca de 320,5 mi em relação aos primeiros cinco meses de 2018.

Os dados do Instituto mostram que a causa dessa quase estagnação das pernoitas de turistas estrangeiros está na redução da sua estada média, que teve um decréscimo em 3,6%, para 3,7 noites, com quebras em 5,3% dos turistas residentes na Alemanha, para 5,5 noites, em 1,6% dos residentes em França, para 2,8 noites, em 3,9% dos residentes nos Países Baixos, para quatro noites, e em 2% dos residentes no Reino Unido, seu maior emissor, para 5,1 noites.

Por mercados, a quase estagnação deve-se às quebras de 1,3 milhões de dormidas de residentes na Alemanha (-8,7%, para 13,758 milhões), de 373,1 mil dormidas de residentes na Suécia (-14,9%, para 2,137 milhões), de 243,3 mil dormidas de residentes nos Países baixos (-7,8%, para 2,857 milhões), de 151,8 mil dormidas de residentes em França (-2,6%, para 5,768 milhões).

A compensar estas quedas esteve principalmente o mercado dos residentes em Espanha, do qual a hotelaria tem no fim de Maio um aumento de 1,2 milhões de dormidas (+3,1%, para 40,3 milhões).

Os mercados internacionais que mais contribuíram para atenuar o impacto das quebras foram os Estados Unidos, com mais 341,2 mil dormidas (+15%, para 2,623 milhões), Itália, com mais 301,6 mil (+10,6%, para 3,138 milhões), Reino Unido, com mais 296,6 mil (+1,7%, para 17,635 milhões), Rússia, com mais 112,4 mil (+12,1%, para 1,04 milhões), Japão, com mais 112,3 mil (+28,1%, para 512 mil), bem como os conjuntos África, com mais 150,5 mil (+23,6%, para 788,6 mil), “Resto do Mundo”, com mais 350,3 mil (+10,1%, para 3,818 milhões) e “América (sem Estados Unidos)”, com mais 296,2 mil (+10,1%, para 3,218 milhões).

De acordo com os dados do INE espanhol, a sua hotelaria teve alojados 38,48 milhões de hóspedes nos primeiros cinco meses deste ano, com um aumento em 3,9% ou 1,447 milhões face ao período homólogo de 2018, resultante de aumentos de 4,2% ou 780 mil turistas residentes no estrangeiro, totalizando 19,319 milhões, e de 3,6% ou 667,1 mil residentes em Espanha, que foram 19,16 milhões.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria espanhola

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP perde quota de mercado nas ligações aéreas entre Espanha e Portugal

17-09-2019 (17h36)

Apesar de uma estreia auspiciosa da rota Lisboa - Tenerife, com mais de 8,5 mil passageiros tanto em Julho como em Agosto, a TAP ‘marca passo' no conjunto das operações entre os dois países ibéricos, que é uma das anunciadas apostas da companhia portuguesa, que anunciou ter ‘pontes aéreas' de Lisboa e do Porto para a capital espanhola.


Aeroportos espanhóis têm no fim de Agosto mais quase nove milhões de passageiros

12-09-2019 (15h02)

Os aeroportos espanhóis estão no fim de Agosto com mais quase nove milhões de passageiros que nos primeiros oito meses de 2018, sobressaindo Madrid, com mais 2,6 milhões, Barcelona, com mais 1,7 milhões, e Palma de Maiorca, Málaga e Alicante, cada aumentos acima dos 700 mil passageiros.

Espanha teve menos turistas estrangeiros este Julho

02-09-2019 (18h13)

Espanha teve este mês de Julho, tradicionalmente o segundo mais forte da época alta, uma quebra de turistas residentes no estrangeiro em 1,3% ou cerca de 133 mil, com quebras dos dois maiores emissores, o Reino Unido e a Alemanha.

Ryanair declara “irreversível” fecho das bases nas Canárias

30-08-2019 (12h45)

A Ryanair afirmou que é “irreversível” a decisão de encerrar as bases de Las Palmas, Tenerife Sul e Lanzarote, e apelou aos sindicatos para a desconvocação das greves previstas para Setembro.

Iberia cancela 101 voos devido a greves em Madrid e Barcelona sexta e Sábado

29-08-2019 (17h44)

A Iberia cancelou 101 voos sexta-feira e Sábado de e para Madrid e Barcelona, incluindo quatro voos de/para Portugal, devido à greve dos trabalhadores da sua subsidiária Iberia Servicios Aeroportuarios, que presta serviços de assistência em escala nos dois aeroportos.

Noticias mais lidas