Quebra da hotelaria espanhola já ultrapassa 1,5 milhões de dormidas

25-09-2018 (15h09)

Residentes na União Europeia fazem menos 2,3 milhões de pernoitas

A hotelaria espanhola teve em Agosto, tradicionalmente o mês de mais actividade, a terceira quebra de dormidas consecutiva provocada pelo decréscimo dos mercados internacionais.

Dados do INE espanhol consultados pelo PressTUR indicam que em Agosto os hotéis do país somaram 46,39 milhões de dormidas, em queda de 0,6% ou 263,5 mil, provocada pela quebra em 2,5% ou 752,7 mil pernoitas de turistas residentes no estrangeiro, para 28,84 milhões, já que da parte dos residentes em Espanha até teve um aumento em 2,9% ou 489,1 mil, somando 17,55 milhões.

Os dados mostram também que os emissores que mais levaram à quebra do conjunto dos mercados internacionais foram a Alemanha, cujos residentes fizeram menos 669,8 mil dormidas que em Agosto de 2017 (-11,3%, para 5,24 milhões), Reino Unido, com menos 308,7 mil dormidas (-4%, para 7,32 milhões), e Países Baixos, com menos 161,9 mil (-11,1%, para 1,29 milhões).
Com esta evolução em Agosto, que foi o terceiro mês consecutivo de quebra de dormidas, depois de -2,1% ou menos 925,6 mil em Julho e -1,2% ou menos 447,6 mil em Junho, a hotelaria espanhola está com um decréscimo de dormidas este ano em 0,6%, representando uma quebra de 1,54 milhões, para 236,43 milhões.

A quebra deve-se integralmente aos mercados internacionais, que estão com menos 1,77 milhões de dormidas (-1,1%, para 154,68 milhões), que o mercado doméstico não compensa totalmente, pois o seu crescimento é apenas em 0,3% ou 231,1 mil pernoitas, totalizando 81,74 milhões.

A quebra dos mercados internacionais deve-se principalmente ao decréscimo de dormidas de turistas residentes na União Europeia, que são menos 2,3 milhões (-1,8%, para 124,52 milhões) que nos primeiros oito meses de 2017, sobressaindo as quebras de 2,58 milhões de pernoitas de residentes na Alemanha (-7,6%, para 31,43 milhões) e de 887 mil de residentes no Reino Unido (-2,2%, para 39,09 milhões).

Com quebras acima das cem mil dormidas estão também as pernoitas de residentes na Bélgica (-102,1 mil ou -2,2%, para 4,5 milhões), Países Baixos (-121,3 mil ou -1,8%, para 6,62 milhões), Rússia (-118,2 mil ou -3,3%, para 3,42 milhões) e Suíça (-198,9 mil ou -6,6%, para 2,81 milhões).

Os mercados que mais contribuíram para atenuar essas quebras são a Finlândia, com mais 135,3 mil dormidas (+11,4%, para 1,31 milhões), França, com mais 622,3 mil (+4,9%, para 13,258 milhões), Irlanda, com mais 305,7 mil (+10,9%, para 3,11 milhões), Polónia, com mais 228,9 mil (+7,3%, para 3,36 milhões), Portugal, com mais 138,6 mil (+5%, para 2,9 milhões), Noruega, com mais 177,5 mil (+7,9%, para 2,42 milhões), e Estados Unidos, com mais 196,8 mil (+4,4%, para 4,639 milhões).

 

Para ler mais clique:

Dormidas de portugueses na hotelaria espanhola ‘disparam’ 14% em Agosto

 

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

‘Rotas espanholas’ suspensas pela TAP tiveram quedas de passageiros em Julho e Agosto

09-10-2018 (15h10)

As três ‘rotas espanholas’ que a TAP vai suspender a partir de dia 28, início do chamado Inverno IATA, época baixa da aviação, Vigo, Corunha e Oviedo, segundo dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, tiveram crescimento do número de passageiros em 5,2% nos primeiros oito meses deste ano, mas com quebras em Julho e Agosto, últimos meses de que há dados.

Dormidas de portugueses na hotelaria espanhola ‘disparam’ 14% em Agosto

25-09-2018 (12h17)

Os portugueses foram os turistas com aumento mais forte das dormidas na hotelaria espanhola em Agosto, o principal mês de férias em Portugal, por aumentos simultaneamente do número de hóspedes e da estada média.

Barceló procura compradores para a Ávoris

17-09-2018 (13h41)

O Grupo Barceló está a procurar compradores para a Ávoris Reinventing Travel, a sua divisão de organização e comercialização de viagens, com marcas como B the travel brand, Jolidey ou Orbest, que avaliou em 350 milhões de euros.

eDreams Odigeo refinancia dívida de 425 milhões de euros

17-09-2018 (12h34)

O grupo eDreams Odigeo conseguiu refinanciar a sua dívida de 425 milhões de euros, com um acordo que “coloca a empresa numa posição muito mais forte, com maior flexibilidade”, de acordo com o seu director financeiro, David Elízaga.

Juan Arrizabalaga é o novo director-geral da Globalia

06-09-2018 (15h37)

O grupo turístico Globalia, que integra a companhia aérea Air Europa, o operador turístico Travelplan e os hotéis Be Live, entre outras empresas, nomeou Juan Arrizabalaga para o cargo de director-geral.