Quebra da hotelaria espanhola já ultrapassa 1,5 milhões de dormidas

25-09-2018 (15h09)

Residentes na União Europeia fazem menos 2,3 milhões de pernoitas

A hotelaria espanhola teve em Agosto, tradicionalmente o mês de mais actividade, a terceira quebra de dormidas consecutiva provocada pelo decréscimo dos mercados internacionais.

Dados do INE espanhol consultados pelo PressTUR indicam que em Agosto os hotéis do país somaram 46,39 milhões de dormidas, em queda de 0,6% ou 263,5 mil, provocada pela quebra em 2,5% ou 752,7 mil pernoitas de turistas residentes no estrangeiro, para 28,84 milhões, já que da parte dos residentes em Espanha até teve um aumento em 2,9% ou 489,1 mil, somando 17,55 milhões.

Os dados mostram também que os emissores que mais levaram à quebra do conjunto dos mercados internacionais foram a Alemanha, cujos residentes fizeram menos 669,8 mil dormidas que em Agosto de 2017 (-11,3%, para 5,24 milhões), Reino Unido, com menos 308,7 mil dormidas (-4%, para 7,32 milhões), e Países Baixos, com menos 161,9 mil (-11,1%, para 1,29 milhões).
Com esta evolução em Agosto, que foi o terceiro mês consecutivo de quebra de dormidas, depois de -2,1% ou menos 925,6 mil em Julho e -1,2% ou menos 447,6 mil em Junho, a hotelaria espanhola está com um decréscimo de dormidas este ano em 0,6%, representando uma quebra de 1,54 milhões, para 236,43 milhões.

A quebra deve-se integralmente aos mercados internacionais, que estão com menos 1,77 milhões de dormidas (-1,1%, para 154,68 milhões), que o mercado doméstico não compensa totalmente, pois o seu crescimento é apenas em 0,3% ou 231,1 mil pernoitas, totalizando 81,74 milhões.

A quebra dos mercados internacionais deve-se principalmente ao decréscimo de dormidas de turistas residentes na União Europeia, que são menos 2,3 milhões (-1,8%, para 124,52 milhões) que nos primeiros oito meses de 2017, sobressaindo as quebras de 2,58 milhões de pernoitas de residentes na Alemanha (-7,6%, para 31,43 milhões) e de 887 mil de residentes no Reino Unido (-2,2%, para 39,09 milhões).

Com quebras acima das cem mil dormidas estão também as pernoitas de residentes na Bélgica (-102,1 mil ou -2,2%, para 4,5 milhões), Países Baixos (-121,3 mil ou -1,8%, para 6,62 milhões), Rússia (-118,2 mil ou -3,3%, para 3,42 milhões) e Suíça (-198,9 mil ou -6,6%, para 2,81 milhões).

Os mercados que mais contribuíram para atenuar essas quebras são a Finlândia, com mais 135,3 mil dormidas (+11,4%, para 1,31 milhões), França, com mais 622,3 mil (+4,9%, para 13,258 milhões), Irlanda, com mais 305,7 mil (+10,9%, para 3,11 milhões), Polónia, com mais 228,9 mil (+7,3%, para 3,36 milhões), Portugal, com mais 138,6 mil (+5%, para 2,9 milhões), Noruega, com mais 177,5 mil (+7,9%, para 2,42 milhões), e Estados Unidos, com mais 196,8 mil (+4,4%, para 4,639 milhões).

 

Para ler mais clique:

Dormidas de portugueses na hotelaria espanhola ‘disparam’ 14% em Agosto

 

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turismo em Espanha contribuiu para 11,7% do PIB em 2017

18-12-2018 (14h24)

O sector do turismo em Espanha contribuiu em 2017 para 11,7% do PIB, com um valor de 137 mil milhões de euros, e para 12,8 % do emprego, com 2,6 milhões de postos de trabalho.

Vueling vai voar Lisboa – Valência no próximo Verão

12-12-2018 (17h00)

A Vueling, companhia de aviação do grupo IAG, de que fazem parte também a Iberia e a British Airways, vai voar três vezes por semana entre Lisboa e Valência no próximo Verão.

Voos entre Espanha e Reino Unido têm a terceira maior oferta de lugares de avião

07-12-2018 (18h01)

Os voos entre Espanha e o Reino Unido somaram 605.260 lugares na semana começada a 3 de Dezembro, o terceiro maior total em ligações entre dois países, depois dos voos entre os Estados Unidos e o Canadá, com 711.980 lugares, e entre os Estados Unidos e o México, com 697.442.

Iberia cresce 14,3% em Novembro e consolida liderança em crescimento de tráfego no IAG

05-12-2018 (17h41)

A espanhola Iberia foi uma vez mais em Novembro a companhia do IAG com o crescimento mais forte do tráfego, com um aumento em 14,3%, mais do dobro do aumento médio do grupo do qual fazem parte também a British Airways, a Aer Lingus e a Vueling.

Seguranças do Aeroporto de Madrid vão estar em greve no dia 21 de Dezembro

04-12-2018 (15h55)

O sindicato Alternativa Sindical convocou os profissionais de segurança da empresa Eulen no Aeroporto de Madrid-Barajas para uma greve no dia 21 de Dezembro.