Portugal regista 2º crescimento mais forte entre os maiores emissores para Espanha

03-01-2019 (14h12)

As chegadas de turistas portugueses a Espanha aumentaram 10,2% de Janeiro a Novembro de 2018, no que é o segundo crescimento mais forte entre os maiores emissores para o país vizinho, a seguir aos Estados Unidos, que têm um aumento em 10,9%.

Os dados divulgados hoje pelo INE espanhol indicam que o país recebeu de Janeiro a Novembro de 2018 um total de 2,2 milhões de turistas residentes em Portugal, com um aumento em 204,4 mil relativamente ao período homólogo de 2017.

No mês de Novembro, o crescimento do mercado emissor português foi de 18%, significando um aumento de 24,3 mil, com o qual atingiu o total de 159,4 mil.

Portugal apresentou assim, de novo, o segundo aumento mais forte entre os principais emissores, a seguir aos Estados Unidos, cujo aumento foi em 21,3%, para 187,1 mil.

Os dados do INE espanhol indicam, no entanto, que o crescimento mais forte em Novembro foi do conjunto de países que denomina por “resto do mundo”, com +31,2%, totalizando 365,3 mil.

Segundo os dados do INE, Espanha recebeu em Novembro 4,549 milhões de turistas residentes no estrangeiro, em alta de 3,6% ou 157,3 mil, com o Reino Unido, ‘tradicional’ nº 1 para Espanha, a ser o maior emissor, com 936,8 mil, seguido pela Alemanha, com 574,8 mil, França, com 480,7 mil, países nórdicos, com 410,9 mil, e Itália, com 288,6 mil.

Destes cinco maiores emissores, apenas as chegadas o Reino Unido e de Itália apresentaram crescimento, respectivamente em 2,8% ou 25,6 mil e em 13% ou 33,1 mil.

A Alemanha apresentou uma quebra em 3% ou 17,8 mil, França baixou 10,4% ou 55,7 mil e a quebra dos países nórdicos foi em 5,7% ou 24,9 mil.

Para os 11 meses de Janeiro a Novembro, o INE espanhol indica que o país recebeu 78,4 milhões de turistas estrangeiros, com um aumento em 0,7% ou 519,9 mil em relação ao período homólogo de 2017.

O Reino Unido lidera, com 22,5% dos turistas chegados a Espanha até Novembro passado, num total de 17,64 milhões, seguido pela Alemanha, com 13,9%, num total de 10,88 milhões, França, com 13,8%, num total de 10,78 milhões, países nórdicos, com 6,9%, num total de 5,4 milhões, e Itália, com 5,2%, num total de 4,08 milhões.

Os emissores que mais contribuíram para o crescimento foram, porém, o conjunto “resto da Europa” (excluindo os maiores emissores europeus), com um aumento de 347,5 mil (+6,6%, para 5,63 milhões), Estados Unidos, com mais 273,4 mil (+10,9%, para 2,78 milhões), Portugal, com mais 204,4 mil (+10,2%, para 2,2 milhões), e o conjunto “resto do mundo), com mais 200,5 mil (+4,4%, para 4,79 milhões).

Alemanha e Reino Unido, pelo contrário, foram os emissores que mais penalizaram o crescimento, com quebras de, respectivamente, 534,9 mil (-4,7%) e 353,6 mil (-2%).

 

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Air Europa ‘refreia’ capacidade para São Paulo no próximo Inverno

25-06-2019 (16h00)

A Air Europa, companhia de aviação do grupo espanhol Globalia, indicou que vai ter um Boeing B787-8 Dreamliner a voar entre Madrid e São Paulo Guarulhos no próximo Inverno IATA, entre 27 de Outubro e 29 de Fevereiro, quando anteriormente previa ter o modelo com mais capacidade, o B787-9.

Turistas portugueses na hotelaria espanhola aumentam 14,3% em Maio

24-06-2019 (15h27)

A hotelaria espanhola teve alojados este mês de Maio quase 121 mil turistas residentes em Portugal, que significam um aumento em 14,3% ou cerca de 15 mil face ao mês homólogo de 2018.

Alemanha, França e Países Baixos provocam queda de dormidas de estrangeiros na hotelaria espanhola em Maio

24-06-2019 (15h23)

A hotelaria espanhola teve este mês de Maio menos quase 480 mil dormidas de turistas estrangeiros, pelas quebras de pernoitas de residentes na Alemanha, em França e Países Baixos, num total de 1,16 milhões.

Quebra de dormidas de alemães na hotelaria espanhola atinge 1,3 milhões nos primeiros cinco meses

24-06-2019 (15h19)

A Alemanha, segundo maior mercado internacional para a hotelaria espanhola, representando 12,9% dos clientes estrangeiros e 19,1% das suas dormidas nos primeiros cinco meses deste ano, regista no final de Maio uma quebra de 1,3 milhões de dormidas em relação ao período homólogo de 2018, sendo assim a causa principal da quase estagnação dos mercados internacionais neste período.

Aeroportos espanhóis já somam mais de cem milhões de passageiros

12-06-2019 (15h13)

Os aeroportos espanhóis estavam no fim de Maio com um aumento de 5,3 milhões de passageiros (+5,6%), com o qual ultrapassaram os cem milhões, atingindo um total de 100,64 milhões, de acordo com os dados divulgados pela empresa gestora, a AENA.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas