Mercados britânico, alemão e doméstico ‘cortam’ 960 mil dormidas na hotelaria espanhola

25-06-2018 (17h45)

A hotelaria espanhola teve um aumento de dormidas pela margem mínima nos primeiros cinco meses deste ano decorrente de uma quebra de quase 960 mil dormidas dos seus três principais mercados, o doméstico, com menos 112,3 mil, o britânico, com menos 394,2 mil, e o alemão, com menos 453,1 mil.

Ainda assim, de acordo com dados do INE espanhol, a hotelaria tem no fim de Maio mais 94,5 mil dormidas que há um ano, somando 111,14 milhões de 36,988 milhões de turistas, +0,9% ou mais 340,2 mil que no período homólogo de 2017.

Este aumento compreende subidas em 0,4% ou 78,5 mil do mercado doméstico, que somou 18,46 milhões de hóspedes, e em 1,4% ou 261,7 mil turistas estrangeiros, que foram 18,52 milhões, com 2,55 milhões de residentes na Alemanha (-1,4% ou menos 37 mil que nos primeiros cinco meses de 2017) e 3,36 milhões de residentes no Reino Unido (-0,7% ou menos 22,3 mil).

Estes dados evidenciam, assim, que a quebra das dormidas do mercado doméstico se ficou a dever à quebra da estada média em 0,7%, para 2,1 noites.

Já nos casos dos mercados alemão e britânico, a quebra das dormidas reflecte quebras dos números de hóspedes e, adicionalmente, também quebras da estada média, respectivamente em 1,5% para 5,9 noites e em 1,6%, para 5,2 noites.

Ainda assim, o mercado doméstico foi a origem de 35,2% das dormidas totais na hotelaria espanhola, com 39,15 milhões, o Reino Unido representou 15,7%, com 17,46 milhões, e a Alemanha, 13,5%, com 14,98 milhões.

França foi o terceiro principal mercado, representando 5,4% das dormidas totais, com 5,95 milhões, seguindo-se os Países Baixos, origem de 2,8% das dormidas, com 3,1 milhões, Itália, representando 2,5%, com 2,8 milhões, Suécia, representando 2,3%, com 2,52 milhões, e os Estados Unidos, representando 2,1%, com 2,28 milhões.

O mercado que mais contribuiu para que apesar das quedas das pernoitas de residentes em Espanha, no Reino Unido e na Alemanha o sector registasse crescimento, ainda que mínimo, foi a Irlanda, com um aumento de 189,1 mil dormidas (+15,6%, para 1,4 milhões), Polónia, com mais 132,5 mil (+11,2%, para 1,32 milhões), Países Baixos, com mais 115,1 mil (+3,8%), França, com mais 98,7 mil (+1,7%), Finlândia, com mais 88,8 mil (+10,1%), Estados Unidos, com mais 85,1 mil (+3,9%), Dinamarca, com mais 75,3 mil (+6%), e Noruega, com mais 63,6 mil (+4,9%).

No mês de Maio, embora as dormidas de residentes na Alemanha e Reino Unido se tenham mantido em queda, com quebras respectivamente em 3% ou 160,3 mil e em 1,3% ou cerca de 79,8 mil, a hotelaria espanhola teve um aumentos das dormidas em 1,6% ou 514,8 mil, para 31,95 milhões, com +1,8% ou mais 161,1 mil dormidas de residentes em Espanha, que somaram 9,18 milhões, e +1,6% ou mais 353,8 mil de residentes no estrangeiro, somando 22,77 milhões.

 

Continua:

Dormidas de portugueses na hotelaria espanhola sobem 8,6% em Maio

 

Clique para mais notícias: Espanha

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Espanha já fica com praticamente 30% dos gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro

21-02-2019 (15h56)

Espanha atingiu em 2018 a maior parcela dos últimos cinco anos de gastos dos portugueses em turismo no estrangeiro contabilizados pelo Banco de Portugal, com o montante de 1,39 milhões de euros, que equivale a 29,68% do total.

Norwegian vai voar Barcelona – Chicago e Atenas – Nova Iorque este Verão

18-02-2019 (15h33)

A Norwegian, considerada pioneira de voos de longo curso low cost, anunciou que este Verão vai operar voos directos entre Barcelona e Chicago e entre Atenas e Nova Iorque.

TAP transporta menos passageiros este Janeiro nas suas rotas espanholas

15-02-2019 (15h47)

A TAP, que em meados do ano passado retirou A Coruña, Astúrias e Vigo da sua rede de destinos em Espanha, começou 2019 com uma quebra de passageiros nas ligações com o país vizinho em 3,4% ou cerca de 4,7 mil, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pela AENA.

Passageiros em voos entre Espanha e Portugal aumentam 10,8% em Janeiro

15-02-2019 (15h33)

Os aeroportos espanhóis somaram este Janeiro 357,6 mil passageiros de voos de/para Portugal, +10,8% ou mais 34,9 mil que no primeiro mês de 2018, de acordo com dados da AENA, gestora dos aeroportos espanhóis, recolhidos pelo PressTUR.

Aeroportos espanhóis começam 2019 com aumento de um milhão de passageiros

15-02-2019 (15h08)

Os 49 aeroportos espanhóis somaram 16,58 milhões de passageiros no primeiro mês deste ano, com um aumento em 7% ou 1,08 milhões em relação a Janeiro de 2018, cerca de metade do qual em Madrid Barajas e em Barcelona El Prat, de acordo com a AENA, gestora dos aeroportos espanhóis.