Hotelaria espanhola sobe RevPAR por redução de capacidade e aumento do preço

23-03-2018 (16h11)

Barcelona
Barcelona

5-estrelas foram excepção com queda em 2,4%

A hotelaria espanhola, que em Fevereiro teve um aumento das dormidas em apenas 1%, alcançou ainda assim um aumento da RevPAR média em 5,4%, com amentos em todas as categorias à excepção dos topo de gama 5-estrelas ouro, que tiveram uma queda em 2,4%.

Dados do INE espanhol consultados pelo PressTUR indicam que em Fevereiro a hotelaria teve -0,2% de quartos no mercado, o que, associado ao aumento, ainda que ‘magro’, das dormidas, lhe proporcionou um subida da taxa de ocupação média em 1,1 pontos, para 59,17%.

Também em ocupação os 5-estrelas ouro foram excepção, tendo uma queda de 1,3 pontos, para 63,75%, que também reflecte um aumento da capacidade em número de quartos em 1,9%, para 81 mil.

Os 4-estrelas ouro, que tiveram 46,4% dos total de quartos disponíveis, apesar de um aumento da capacidade em 1,1%, para 534,1 mil quartos, a taxa de ocupação subiu 0,68 pontos, para 68,77%.

A subida de ocupação mais forte do mês entre os estabelecimentos da categoria ouro deu-se nos 3-estrelas, que também são a segunda categoria com mais peso na oferta (22,9% do total d quartos, com 263,2 mil), com +1,7 pontos, para 62,5%, para a qual também contribuiu uma descida do número de quartos disponíveis em 2,9%, para 263,2 mil.

Nos 2-estrelas ouro, 3ª categoria com mais ‘peso’ no sector (7,4% dos quartos, com um total de 84,6 mil), a ocupação subiu um ponto, para 43,8%, também ajudada pela redução do número de quartos disponíveis em 2,1%.

A evolução em alta da ocupação das categorias com mais quartos à excepção dos 5-estrelas foi acompanhada por aumento generalizado dos preços, o mais forte dos quais nos 2-estrelas ouro, em 5,5%, para 55 euros, seguindo-se os 3 e 4-estrelas ouro, ambos com +4,5%, para 63,92 e para 88,95 euros.

Já nos 5-estrelas, que ao contrário dos outras categorias ouro teve queda da ocupação, a subida do preço ficou em 1%, para 175,5 euros.

Os topo de gama tiveram assim uma queda da RevPAR em 2,4% em Fevereiro, para 108,5 euros, que contrasta com aumentos em 5,5% nos 4-estrelas ouro, para 60,7 euros, em 6,3% nos 3-estrelas ouro, para 39,1 euros, e em 7,2% nos 2-estrelas ouro, para 23,94 euros.

 

Para ver mais clique:

Mercado português está a crescer a dois dígitos na hotelaria espanhola

 

Clique para mais notícias: Hotelaria espanhola

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Real Alcázar de Sevilha recebe número recorde de visitantes em 2018

14-01-2019 (18h29)

O complexo de palácios Real Alcázar de Sevilha recebeu o número recorde de 1.875.744 visitantes em 2018, mais 4,07% que no ano anterior.

Porto foi o aeroporto português com maior aumento de passageiros em ligações com Espanha

14-01-2019 (17h19)

No ano em que a TAP voltou a ter voos entre o Porto e Barcelona, o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Invicta, foi o aeroporto português com o maior aumento de passageiros em ligações com Espanha, com mais 304,6 mil, de acordo com dados da AENA recolhidos pelo PressTUR.

Aeroportos espanhóis somam mais 14,5 milhões de passageiros em 2018 e alcançam 263,7 milhões

14-01-2019 (16h31)

Os aeroportos espanhóis atingiram em 2018 o novo recorde anual de 263,75 milhões de passageiros, em resultado de um aumento em 5,8% ou 14,53 milhões, para o qual contribuiu principalmente o crescimento do maior de todos, o Adolfo Suaréz Madrid Barajas, que teve um aumento em 8,4% ou 4,49 milhões, somando 57,89 milhões.

Tripulantes de cabina da Ryanair em Espanha desconvocam greve após acordo

10-01-2019 (12h30)

Os sindicatos que representam cerca de 1.800 tripulantes de cabina da Ryanair em Espanha desconvocaram a greve prevista para esta quinta-feira e Domingo, depois de terem chegado a acordo com a transportadora irlandesa.

Greve dos tripulantes de cabina da Ryanair em Espanha reduzida aos dias 10 e 13

08-01-2019 (10h52)

Os sindicatos de tripulantes de cabina da Ryanair em Espanha desconvocaram a greve prevista hoje, mas mantiveram a convocação para quinta-feira, dia 10, e Domingo, dia 13.

Ultimas Noticias