Hotelaria espanhola continua ‘a penar’ com os mercados britânico e alemão

22-02-2018 (17h56)

A hotelaria espanhola ficou no primeiro mês deste ano com um aumento em apenas 0,8% das dormidas de turistas estrangeiros, por ‘culpa’ dos seus dois maiores mercados internacionais, o Reino Unido e a Alemanha.

Os dados publicados pelo INE espanhol mostram que a maior queda foi mesmo das dormidas de turistas alemães, que foram menos 121,8 mil que em Janeiro de 2017 (-6,2%, para 1,848 milhões), ‘comendo’ a totalidade do aumento que registara no primeiro mês de 2017, pelo que até em comparação com Janeiro de 2016 tem um decréscimo em 1,9% ou 36,4 mil.

A segunda maior queda foi do seu maior mercado emissor, o Reino Unido, do qual teve menos 94,9 mil dormidas que em Janeiro de 2017 (-4,1%, para 2,229 milhões), embora neste caso ainda tenha ficado acima de Janeiro de 2016 em 5,8% ou 122,9 mil pernoitas.

A queda do mercado alemão deveu-se a um decréscimo do número de turistas alojados na hotelaria espanhola em 1,9% ou 5,1 mil, para 263,5 mil, ampliado por uma redução da estada média em 4,4%, para 7,02 noites.

A queda do mercado britânico, por sua vez, ficou a dever-se exclusivamente à redução da estada média em 4,1%, para 5,82 noites, porque o número de turistas residentes no Reino Unido que se alojaram na hotelaria espanhola em Janeiro deste ano até aumentou muito ligeiramente, em 0,1%, para 383,2 mil.

Os dados do INE espanhola indicam que além das quedas dos seus dois maiores emissores, a hotelaria espanhola sofreu em Janeiro com quedas significativas das dormidas também de turistas residentes em Itália (-6,6% ou menos 35,5 mil, para 500,3 mil), Suécia (-2,4% ou menos 12 mil, para 480,9 mil), Japão (-26,9% ou menos 21,7 mil, para 59 mil) e do conjunto “resto do mundo”, que só exclui Europa, América e Japão (-2,8% ou menos 16,2 mil, para 556,3 mil).

Ainda assim, segundo o INE espanhol, a hotelaria do país teve no primeiro mês deste ano um crescimento do número de dormidas em 1,3% ou 197,3 mil, atingindo um total de 15,398 milhões, suportado principalmente pelo aumento das pernoitas de residentes no país, que subiram 2,3% ou 123 mil, para 5,439 milhões, enquanto dos mercados internacionais teve um aumento em 0,8% ou 74,3 mil, para 9,958 milhões.

Em ambos os segmentos, o aumento das dormidas decorreu de aumentos do número de hóspedes, com +2,9% ou mais 76,7 mil residentes no país, somando 2,73 milhões, e +3% ou mais 70,8 mil residentes no estrangeiro, que foram 2,4 milhões, porque a estada média esteve em baixa nos dois segmentos, com -0,6%, para 1,99 noites, e -2,2%, para 4,15 noites, respectivamente.

Os mercados emissores que mais contribuíram para atenuar as quebras de dormidas de residentes na Alemanha e no Reino Unido foram, além de Portugal (clique para ler: Dormidas de turistas portugueses na hotelaria espanhola começam 2018 com aumento em 19%), França, terceiro maior emissor, com mais 74,2 mil (+13%, para 645,7 mil), Estados Unidos, com mais 47,8 mil pernoitas (+22,3%, para 262,6 mil), Países Baixos, com mais 46,8 mil (+13,1%, para 404,3 mil), e conjunto dos outros países do continente americano, com mais 43,9 mil (+9,8%, para 493,5 mil).

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP reforça liderança em voos Portugal - Espanha até Setembro, embora com perda de quota no Verão

22-10-2018 (18h02)

A TAP foi a companhia de aviação em que viajaram 39,7% dos passageiros que voaram entre Espanha e Portugal nos primeiros nove meses deste ano, a ganhar assim 0,2 pontos em relação ao período homólogo de 2017, embora no Verão (Junho a Setembro) tenha ficado em 37,6%, a baixar 0,6 pontos.

Voos entre Espanha e Portugal crescem 14,1% até Setembro e atingem 3,7 milhões passageiros

22-10-2018 (17h30)

Os aeroportos espanhóis contabilizaram 3,7 milhões de passageiros em voos de/para Portugal nos primeiros nove meses deste ano, com um aumento em 14,1% ou quase 459 mil, de acordo com os dados da empresa gestora, a AENA, consultados pelo PressTUR.

Tráfego aéreo Espanha-Brasil volta a crescer, e a dois dígitos

22-10-2018 (17h02)

Depois de em 2017 ter caído 8%, o número de passageiros a voarem entre Espanha e o Brasil está a subir este ano a 10,8% e com o aumento nos meses de Verão na Europa (Junho a Setembro) a atingir 19,2%, de acordo com dados da gestora dos aeroportos espanhóis, AENA, recolhidos pelo PressTUR.

Mosteiro de Veruela será o 98º Parador de Turismo de Espanha

19-10-2018 (18h08)

Os Paradores de Turismo, em conjunto com as Cidades Património da Humanidade de Espanha, fizeram uma apresentação no Palácio de Palhavã, em Lisboa, com a presença da Embaixadora de Espanha em Portugal, Marta Betanzos, durante a qual foi anunciado que o Parador de Veruela vai ser inaugurado em 2019.

Espanha é o destino que mais ganha com o aumento de gastos turísticos dos portugueses

18-10-2018 (17h50)

Espanha concentrou este mês de Agosto 34,2% dos gastos dos residentes em Portugal em turismo no estrangeiro, por um aumento em 19,8% ou 25,38 milhões, atingindo o montante de 153,73 milhões.