Hotelaria espanhola continua ‘a penar’ com os mercados britânico e alemão

22-02-2018 (17h56)

A hotelaria espanhola ficou no primeiro mês deste ano com um aumento em apenas 0,8% das dormidas de turistas estrangeiros, por ‘culpa’ dos seus dois maiores mercados internacionais, o Reino Unido e a Alemanha.

Os dados publicados pelo INE espanhol mostram que a maior queda foi mesmo das dormidas de turistas alemães, que foram menos 121,8 mil que em Janeiro de 2017 (-6,2%, para 1,848 milhões), ‘comendo’ a totalidade do aumento que registara no primeiro mês de 2017, pelo que até em comparação com Janeiro de 2016 tem um decréscimo em 1,9% ou 36,4 mil.

A segunda maior queda foi do seu maior mercado emissor, o Reino Unido, do qual teve menos 94,9 mil dormidas que em Janeiro de 2017 (-4,1%, para 2,229 milhões), embora neste caso ainda tenha ficado acima de Janeiro de 2016 em 5,8% ou 122,9 mil pernoitas.

A queda do mercado alemão deveu-se a um decréscimo do número de turistas alojados na hotelaria espanhola em 1,9% ou 5,1 mil, para 263,5 mil, ampliado por uma redução da estada média em 4,4%, para 7,02 noites.

A queda do mercado britânico, por sua vez, ficou a dever-se exclusivamente à redução da estada média em 4,1%, para 5,82 noites, porque o número de turistas residentes no Reino Unido que se alojaram na hotelaria espanhola em Janeiro deste ano até aumentou muito ligeiramente, em 0,1%, para 383,2 mil.

Os dados do INE espanhola indicam que além das quedas dos seus dois maiores emissores, a hotelaria espanhola sofreu em Janeiro com quedas significativas das dormidas também de turistas residentes em Itália (-6,6% ou menos 35,5 mil, para 500,3 mil), Suécia (-2,4% ou menos 12 mil, para 480,9 mil), Japão (-26,9% ou menos 21,7 mil, para 59 mil) e do conjunto “resto do mundo”, que só exclui Europa, América e Japão (-2,8% ou menos 16,2 mil, para 556,3 mil).

Ainda assim, segundo o INE espanhol, a hotelaria do país teve no primeiro mês deste ano um crescimento do número de dormidas em 1,3% ou 197,3 mil, atingindo um total de 15,398 milhões, suportado principalmente pelo aumento das pernoitas de residentes no país, que subiram 2,3% ou 123 mil, para 5,439 milhões, enquanto dos mercados internacionais teve um aumento em 0,8% ou 74,3 mil, para 9,958 milhões.

Em ambos os segmentos, o aumento das dormidas decorreu de aumentos do número de hóspedes, com +2,9% ou mais 76,7 mil residentes no país, somando 2,73 milhões, e +3% ou mais 70,8 mil residentes no estrangeiro, que foram 2,4 milhões, porque a estada média esteve em baixa nos dois segmentos, com -0,6%, para 1,99 noites, e -2,2%, para 4,15 noites, respectivamente.

Os mercados emissores que mais contribuíram para atenuar as quebras de dormidas de residentes na Alemanha e no Reino Unido foram, além de Portugal (clique para ler: Dormidas de turistas portugueses na hotelaria espanhola começam 2018 com aumento em 19%), França, terceiro maior emissor, com mais 74,2 mil (+13%, para 645,7 mil), Estados Unidos, com mais 47,8 mil pernoitas (+22,3%, para 262,6 mil), Países Baixos, com mais 46,8 mil (+13,1%, para 404,3 mil), e conjunto dos outros países do continente americano, com mais 43,9 mil (+9,8%, para 493,5 mil).

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Meliá vende três hotéis por 73,4 milhões de euros

13-07-2018 (13h28)

A Meliá Hotels International vendeu à Atom Hoteles Socimi três hotéis em Sevilha, Santa Cruz de Tenerife e Fuerteventura, por 73,4 milhões de euros, mas vai manter a gestão das unidades em regime de aluguer.

Trabalhadores de handling dos aeroportos espanhóis fazem greve em Agosto

13-07-2018 (13h05)

Os trabalhadores de assistência em terra dos aeroportos espanhóis da rede Aena convocaram uma greve para o início do mês de Agosto.

Sindicatos espanhóis formalizam pré-aviso de greve na Ryanair a 25 e 26 de Julho

12-07-2018 (19h06)

Os sindicatos espanhóis de tripulantes de cabine da Ryanair, maior companhia de aviação nos aeroportos de Espanha, com 17,65 milhões de passageiros nos primeiros cinco meses deste ano, entregaram hoje o pré-aviso da greve que concretizarão em simultâneo com outros países, entre os quais Portugal, a 25 e 26 de Julho próximos.

Meliá abre este Domingo o Calviá Beach The Plaza em Magaluf

29-06-2018 (18h08)

A Meliá, maior rede hoteleira espanhola, marcou para Domingo, 1 de Julho, abertura do Calviá Beach The Plaza, um novo hotel que surge no local do antigo hotel Jamaica e é apresentado como o primeiro passo da remodelação de Magaluf, Maiorca, com o complexo Sol House Calviá Beach que apresenta como “um três em um”.

Japan Airlines tem novo gerente de Vendas para Espanha e Portugal

28-06-2018 (16h32)

Takahisa Tanaka é o novo gerente de Vendas para Espanha e Portugal da Japan Airlines (JAL), cujo website indica que a sua rede compreende 571 rotas internacionais e 142 domésticas para 349 aeroportos em 54 países ou regiões.