Gran Canária tem atractivos para todos os gostos, Solférias

24-04-2019 (11h22)

Foto: Solférias
Foto: Solférias

A Gran Canária “é um destino que, embora não seja muito conhecido por isso, permite fazer de tudo um pouco”, com “boas temperaturas durante praticamente todo o ano”, disse ao PressTUR Ivo Batista, do operador turístico Solférias.

“É um destino que, embora não seja muito conhecido por isso, permite fazer de tudo um pouco: tem a praia que se pode fazer praticamente durante todo o ano, tem as montanhas para as caminhadas, tem alojamento rural e também tem a cidade, muito procurada para compras, uma vez que está numa zona franca e tem um dos maiores outlets da Europa”, disse o coordenador da Solférias Madeira, que falava ao PressTUR a propósito dos eventos de apresentação da Gran Canária para agentes de viagens que realizaram em Lisboa e no Porto esta semana.

A Gran Canária, segundo Ivo Batista, tem potencial para receber mais turistas fora da época de Verão, porque é “um destino que tem boas temperaturas durante praticamente todo o ano, o que possibilita fazer escapadas de três e de quatro dias de praia fora de Portugal”.

Os voos para a Grana Canária têm uma duração de cerca de duas horas e vinte minutos à partida de Lisboa e cerca de uma hora e meia à saída do Funchal.

A Solférias, incluindo a sua operação na Madeira, teve no ano passado 2.143 clientes na Gran Canária, mais cerca de 220 ou mais 11,6% que em 2017, de acordo com Ivo Batista.

O executivo salientou que o crescimento nas vendas à partida de Portugal Continental deve-se sobretudo à introdução dos voos regulares da TAP entre Lisboa e Gran Canária, em 10 de Junho de 2017. Na Madeira, por sua vez, o crescimento “deve-se à recuperação da economia”.

Os programas com mais procura são os pacotes com sete noites de alojamento, voos de ida e volta e transferes.

“No caso do Funchal, embora haja muita oferta da Binter em voos diários, vendem-se muitos pacotes de sete noites no Verão, com voos, alojamento e transferes”, destacou Ivo Batista.

De Lisboa o crescimento também assenta nos pacotes de sete noites, mas “também há um crescimento das escapadinhas, que é um dos grandes potenciais do destino, devido à proximidade”.

“As vendas até agora estão a correr bem” e “as perspectivas para este ano são de crescimento”, acrescentou Ivo Batista, destacando que o operador tem oferta com lugares garantidos à partida do Funchal aos Sábados com a Binter, além da programação com voos regulares durante a semana.

“Devido ao facto da concorrência em Portugal Continental ser mais feroz devido aos charters de outros operadores turísticos, nunca vamos fazer uma projecção de crescimento muito grande, mas temos uma previsão de crescimento sustentado”, salientou o coordenador do operador.

“Começámos a apostar no destino com a Solférias Madeira, depois trouxemos para a Solférias em Lisboa e tem sido uma aposta contínua em desenvolver parcerias com os hotéis e com o Patronato da Gran Canária”, acrescentou Ivo Batista.

Relativamente à apresentação do destino em Lisboa na segunda-feira, dia 22, Ivo Batista afirmou que o evento “cumpriu as expectativas, até porque não há muitas apresentações em Portugal sobre este destino em workshop”. Por outro lado, a data do evento, logo após as férias da Páscoa, e a previsão de chuva acabaram “por limitar um bocadinho, mas correu bem”, com cerca de 70 participantes.

No Porto, esta terça-feira, dia 23, o evento contou com cerca de 150 participantes.

Os agentes de viagens tiveram oportunidade de conversar com os representantes da Solférias e das cadeias hoteleiras com unidades na Gran Canária, além de assistir a uma apresentação sobre o destino.

 

Ver também:

Turismo português para a Gran Canária cresceu “exponencialmente” nos últimos anos, Jorge Kahr Stenger

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Clique para ver mais: Gran Canária

Clique para ver mais: Solférias

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hotelaria espanhola cresce uns ‘magros’ 1,8% no 1º quadrimestre pela queda da estada média

23-05-2019 (16h50)

A hotelaria espanhola recebeu no primeiro quadrimestre mais 3,4% de turistas, mas contabilizou apenas +1,8% de dormidas, porque a estada média caiu 1,6%, de acordo com os dados publicados hoje pelo INE espanhol.

Turistas portugueses na hotelaria espanhola aumentam 13%, mas permanecem menos tempo

23-05-2019 (15h39)

A hotelaria espanhola teve alojados 419,5 mil turistas portugueses no primeiro quadrimestre, representando um aumento em 13%, que, porém, apenas se traduziu num aumento das dormidas em 7,4% porque o tempo médio de permanência caiu 5%.

TAP cresce menos que o mercado Espanha - Portugal e em Madrid até tem quebra

22-05-2019 (16h54)

A TAP, que no primeiro quadrimestre de 2018 foi a companhia de aviação de 42,2% dos passageiros que voaram entre Espanha e Portugal nesse período, este ano baixou para 37,5%, reflectindo a cessação de três rotas e uma quebra de 1,7% no Aeroporto de Madrid.

Voos entre Espanha e o Brasil crescem 11,7% impulsionados pelos voos LATAM de Barcelona

22-05-2019 (16h33)

O movimento de passageiros em voos entre Espanha e o Brasil cresceu 11,7% no primeiro quadrimestre, atingindo um total de 366,6 mil, com o crescimento a ser impulsionado principalmente pelas ligações com o Aeroporto de Barcelona El Prat, cuja principal operadora é a LATAM Brasil (antiga TAM).

Movimento de passageiros em voos entre Portugal e Espanha cresce 14% no primeiro quadrimestre

22-05-2019 (14h56)

Portugal, 8ª maior origem/destino de passageiros de voos internacionais nos aeroportos de Espanha, teve de Janeiro a Abril, inclusive, primeiro período do ano não marcado pelas alterações de data da Páscoa, um crescimento em 14%, que compara com um aumento médio de 6,4% do tráfego internacional.

Noticias mais lidas