Espanha já tinha no fim de Novembro mais 2,5 milhões de turistas que em todo o ano de 2016

28-12-2017 (15h04)

Estados Unidos é o emissor que mais contribui para esse avanço

Espanha chegou ao fim de Novembro com um aumento médio do número de turistas estrangeiros em 9,1%, com o qual bateu já o total de 2016, que era o seu melhor ano de sempre, por 2,489 milhões.

Os dados divulgados hoje pelo INE espanhol indicam que de Janeiro a Setembro deste ano o país recebeu 77,8 milhões de turistas, sobressaindo os 17,96 milhões de residentes no Reino Unido, 11,4 milhões na Alemanha e 10,69 milhões em França.

Na comparação com o período homólogo de 2016, o aumento é em 6,48 milhões e os emissores que mais contribuem são o Reino Unido, com mais 1,17 milhões (+7%), Países Nórdicos, com mais 694,9 mil (+14,6%), Alemanha, com mais 654,8 mil (+6,1%), ‘Resto da América’ (exclui os EUA), com mais 641,8 mil (+26,7%), e Estados Unidos, com mais 636,2 mil (+33,7%).

A Europa foi a origem de um aumento de 4,66 milhões de turistas (+7,4%, para 67,66 milhões) e do continente americano Espanha teve um aumento de 1,278 milhões (+29,8%).

Comparando com a totalidade do ano de 2016, que Espanha fechou com 75,3 milhões de turistas, em onze meses deste ano essa marca já foi superada por 2,489 milhões, com o maior contributo a vir dos Estados Unidos que, com 2,52 milhões de turistas de Janeiro a Novembro deste ano superou o total de 2016 por 520,1 mil.

Seguiram-se os mercados ‘resto da América’, com mais 471,8 mil que em todo o ano de 2016, países nórdicos, com mais 329,3 mil, Reino Unido, com mais 290,6 mil, e Suíça, com mais 264 mil.

Entre os 15 mercados emissores com dados publicados pelo INE espanhol, apenas três não somavam no fim de Novembro deste ano mais turistas que em todo o ano de 2016, um dos quais Portugal que, com 1,986 milhões tinha um aumento em 6% ou 111,6 mil relativamente aos primeiros onze meses de 2016, mas ainda ficava a dez mil do total do ano de 2016.

O mercado mais distante de ultrapassar o total de 2016 é França, que em Novembro, com 10,69 milhões está ainda 561,6 mil abaixo do total de 2016, e o terceiro mercado que ainda não chegou ao total de 2016 é Itália, que, com 3,96 milhões, ainda está a 5,3 mil dos 12 meses do ano passado.

 

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Lucro da Meliá Hotels International sobe 7,2% no primeiro semestre

31-07-2018 (10h18)

A Meliá Hotels International registou no primeiro semestre 61,8 milhões de euros de lucro, mais 7,2% que no período homólogo do ano passado.

Barceló anuncia novo hotel na província de Cádis em 2020

30-07-2018 (16h03)

O Barceló Hotel Group anunciou um acordo com a empresa Wingenial para a abertura em 2020 de um hotel de classificação 4-estrelas superior em Conil de la Frontera, próximo de Cádis, no Sul de Espanha.

Hyatt recua na proposta de compra do NH Hotel Group

30-07-2018 (13h07)

“Com base em informações que temos agora, achamos que o caminho para uma oferta bem-sucedida da Hyatt, nos termos expressos na nossa carta, foi reduzido até ao ponto de ser impraticável", afirma a Hyatt numa missiva enviada à NH no Domingo e revelada hoje.

Qatar Airways reforça oferta de voos para Madrid

30-07-2018 (10h21)

A companhia aérea Qatar Airways vai reforçar a sua oferta de voos entre Madrid e Doha, de 18 para 21 voos por semana a partir de 16 de Setembro.

Hyatt prepara proposta de aquisição do NH Hotel Group

27-07-2018 (15h59)

A Hyatt Hotels apresentou uma proposta de compra não-vinculativa de 100% do grupo hoteleiro espanhol NH Hotel Group, por um valor que não revelou, mas que indicou ser superior à oferta pública de aquisição do grupo tailandês Minor International, proprietário da Tivoli Hotels & Resorts.