eDreams Odigeo refinancia dívida de 425 milhões de euros

17-09-2018 (12h34)

Imagem: eDreams Odigeo
Imagem: eDreams Odigeo

O grupo eDreams Odigeo conseguiu refinanciar a sua dívida de 425 milhões de euros, com um acordo que “coloca a empresa numa posição muito mais forte, com maior flexibilidade”, de acordo com o seu director financeiro, David Elízaga.

A confirmação do refinanciamento foi anunciada sexta-feira, dia 14, “demonstrando ainda mais o apoio do mercado de capitais para com a empresa, a sua equipa de gestão e a sua estratégia”.

O grupo garantiu o refinanciamento através de mais de 100 investidores dos EUA e de todos os principais países europeus em que opera, incluindo França, Alemanha, Espanha, Itália, Reino Unido e Suécia.

“Esta transacção permite que a empresa estenda o vencimento da sua dívida para cinco anos e obtenha flexibilidade significativa em relação ao seu financiamento actual”, disse a eDreams Odigeo.

O acordo permitirá que a empresa economize anualmente mais de 12 milhões de euros em juros.

O director financeiro da eDreams Odigeo, David Elízaga, expressou satisfação com “o forte apoio que recebemos dos mercados financeiros”, o que “coloca a empresa numa posição muito mais forte, com maior flexibilidade e reconfirma a sua estratégia e desempenho”.

A eDreams Odigeo e algumas das suas subsidiárias irão garantir o novo financiamento com activos da empresa.

A empresa opera as marcas eDreams, GO Voyages, Opodo e Travellink, além do metabuscador Liligo, com mais de 18,5 milhões de clientes.

 

Ver também:

eDreams mais que duplica resultado operacional e sai de perda para lucro líquido no 1º trimestre

 

Clique para ver mais: eDreams Odigeo

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hotelaria espanhola cresce uns ‘magros’ 1,8% no 1º quadrimestre pela queda da estada média

23-05-2019 (16h50)

A hotelaria espanhola recebeu no primeiro quadrimestre mais 3,4% de turistas, mas contabilizou apenas +1,8% de dormidas, porque a estada média caiu 1,6%, de acordo com os dados publicados hoje pelo INE espanhol.

Turistas portugueses na hotelaria espanhola aumentam 13%, mas permanecem menos tempo

23-05-2019 (15h39)

A hotelaria espanhola teve alojados 419,5 mil turistas portugueses no primeiro quadrimestre, representando um aumento em 13%, que, porém, apenas se traduziu num aumento das dormidas em 7,4% porque o tempo médio de permanência caiu 5%.

TAP cresce menos que o mercado Espanha - Portugal e em Madrid até tem quebra

22-05-2019 (16h54)

A TAP, que no primeiro quadrimestre de 2018 foi a companhia de aviação de 42,2% dos passageiros que voaram entre Espanha e Portugal nesse período, este ano baixou para 37,5%, reflectindo a cessação de três rotas e uma quebra de 1,7% no Aeroporto de Madrid.

Voos entre Espanha e o Brasil crescem 11,7% impulsionados pelos voos LATAM de Barcelona

22-05-2019 (16h33)

O movimento de passageiros em voos entre Espanha e o Brasil cresceu 11,7% no primeiro quadrimestre, atingindo um total de 366,6 mil, com o crescimento a ser impulsionado principalmente pelas ligações com o Aeroporto de Barcelona El Prat, cuja principal operadora é a LATAM Brasil (antiga TAM).

Movimento de passageiros em voos entre Portugal e Espanha cresce 14% no primeiro quadrimestre

22-05-2019 (14h56)

Portugal, 8ª maior origem/destino de passageiros de voos internacionais nos aeroportos de Espanha, teve de Janeiro a Abril, inclusive, primeiro período do ano não marcado pelas alterações de data da Páscoa, um crescimento em 14%, que compara com um aumento médio de 6,4% do tráfego internacional.

Noticias mais lidas