Alemães provocam queda de dormidas de turistas estrangeiros na hotelaria espanhola este Verão

24-10-2018 (16h14)

A hotelaria espanhola teve este Verão, nos meses de Junho a Setembro, menos 2,17 milhões de dormidas de turistas estrangeiros (-0,7%) que no ano passado, principalmente pela quebra de 2,5 milhões de pernoitas de residentes na Alemanha (-7%).

Dados do INE espanhol consultados pelo PressTUR mostraram que outros mercados contribuíram também para a queda, entre os quais sobressai o Reino Unido, com menos cerca de 530 mil pernoitas (-1,8%), o que significa que os dois maiores emissores para a hotelaria espanhola desceram este Verão.

Os dados a que o PressTUR acedeu indicam que, nos meses de Junho a Setembro, inclusive, os estabelecimentos hoteleiros espanhóis tiveram alojados 46 milhões de turistas que realizaram 163,1 milhões de dormidas, tendo aumentos do número de hóspedes em 0,5% ou 251 mil, mas queda das pernoitas em 1,1% ou 1,78 milhões, por uma queda da estada média em 1,6%, para 3,5 noites.

Por mercados, os dados permitem concluir que a quebra das pernoitas foi provocado pelo decréscimo em 2% ou 2,17 milhões das dormidas de turistas estrangeiros, para 109,1 milhões, por queda do número de hóspedes em 0,2% ou cerca de 48 mil, para 24,8 milhões, e descida da estada média em 1,8%, para 4,4 noites.

Já o mercado doméstico, proporcionou um aumento das dormidas em 0,7% ou 398 mil, para 54 milhões, apesar de uma descida da estada média em 0,7%, para 2,5 noites, pelo aumento do número de hóspedes em 1,4% ou quase 300 mil, para 21,27 milhões.

Os dois mercados internacionais com maiores quedas de dormidas foram precisamente os dois mais importantes, a Alemanha (-10,3% ou menos 2,56 milhões, para 22,24 milhões) e o Reino Unido (-1,8% ou menos 528 mil, para 28,76 milhões), no caso da Alemanha por queda do número de hóspedes em 8,4% ou 328 mil, para 3,58 milhões, e descida da estada média em 2,1%, para 6,2 noites, enquanto no caso do Reino Unido a queda foi integralmente pela queda do número de hóspedes em 2,5% ou 128 mil, para 4,9 milhões, porque a sua estada média até subiu 0,8%, para 5,8 noites.

Depois da Alemanha e do Reino Unido os emissores com maiores quedas de dormidas na hotelaria espanhola este Verão foram os Países Baixos, com menos 291 mil (-5,9%, para 4,6 milhões), Bélgica, com menos 143 mil (-4,4%, para 3,1 milhões), Suíça, com menos 129,6 mil (-6%, para 2,04 milhões), e Rússia, com menos 114 mil (-3,3%, para 3,3 milhões).

Os mercados que, pelo contrário, mais contribuíram para compensar essas quebras foram França, 3º maior emissor, com mais 567 mil dormidas (+6,6%, para 9,15 milhões), Irlanda, com mais 171 mil (+8,3%, para 2,24 milhões), Portugal, com mais quase 153 mil (+6,9%, para 2,35 milhões), Polónia, com mais 120 mil (+4,7%, para 2,7 milhões), e Noruega, com mais 111 mil (+8,9%, para 1,35 milhões).

A contribuir estiveram também os aumentos de dormidas de residentes nos Estados Unidos, que foram mais 91,2 mil (+3%, para 3,1 milhões), do conjunto dos restantes emissores americanos, com mais quase 131 mil (+3,9%, para 3,5 milhões), e do conjunto “Resto do Mundo” (exclui Europa, América e Japão), com mais quase 233 mil (+6%, para 4,1 milhões).

 

Para ler mais clique:

RevPAR dos hotéis de topo de gama espanhóis cai há seis meses consecutivos

 

Clique para mais notícias: Hotelaria espanhola

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Espanha


 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Iberia lança novas funcionalidades para promover reservas através de conexões NDC

21-11-2018 (13h23)

A Iberia anunciou que já tem disponíveis novas funcionalidades para os agentes de viagens que reservarem os seus voos através de conexões NDC, designadamente o acesso a um leque de preços mais amplo e a possibilidade de mudar voos, reservar lugares, cancelar reservas e solicitar reembolsos.

Seguranças do Aeroporto de Madrid ameaçam com greve em Dezembro

21-11-2018 (11h09)

Os profissionais de segurança do Aeroporto de Madrid-Barajas ameaçaram avançar com uma greve em Dezembro se a AENA, gestora do aeroporto, e a Ilunion, empresa de segurança, não cumprirem com os acordos assinados para desconvocar uma paralisação em Agosto passado.

Terceira (Açores) recebe ‘jornadas técnicas’ das agências de viagens espanholas

15-11-2018 (18h00)

A preparação da reunião na Terceira, Açores, em Março de 2019, das Jornadas Técnicas da CEAV, associação das agências de viagens espanholas, foi um dos temas da cimeira com a sua congénere portuguesa, APAVT, que hoje é também anfitriã do congresso da ANVR, associação das agências de viagens holandesas, que está a decorrer em Aveiro.

Pilotos da Air Nostrum convocam greve para o final do mês

13-11-2018 (17h53)

Os representantes do sindicato SEPLA na companhia de aviação Air Nostrum anunciaram que vão entrar em greve nos dias 23, 26 e 30 de Novembro, após uma reunião de mediação com a SIMA, que terminou sem acordo entre as partes.

LEVEL programa mais rotas transatlânticas de Barcelona no próximo Verão

09-11-2018 (10h59)

A LEVEL, a mais recente marca de aviação do IAG que opera com código, aviões e tripulantes da Iberia, indicou aos sistemas globais de reservas que vai voar de Barcelona também para o principal aeroporto de Nova Iorque, o JFK, e para a capital chilena, Santiago do Chile.