Espanha subiu em 2017 a 2º maior destino turístico mundial, à frente dos EUA

29-08-2018 (12h41)

Gráfico: OMT
Gráfico: OMT

Espanha ultrapassou em 2017 os Estados Unidos em número de turistas estrangeiros recebidos, por um aumento em 8,6% enquanto na América do Norte ocorria uma quebra em 3,8%, de acordo com os dados publicados pela Organização Mundial do Turismo.

O ranking publicado pela Agência das Nações Unidas para o Turismo indica que Espanha recebeu, assim, mais 5,9 milhões de turistas estrangeiros que os Estados Unidos.

França manteve-se o primeiro destino mundial, com 86,9 milhões de chegadas, à frente de Espanha, com 81,8 milhões, e Estados Unidos, com 75,9 milhões.

Seguem-se a China, com 60,7 milhões, e Itália, com 58,3 milhões.

Itália, porém, foi neste Top5 o destino que teve o aumento mais forte, com uma subida em 11,2%, que compara com +8,6% em Espanha, +5,1% em França, e +2,5% na China.

O aumento mais forte do ano no Top10 foi, no entanto, da Turquia, com +24,1%, que foi essencialmente de recuperação das quedas nos anos anteriores, seguido pelos +12% do México, que subiu de 8º a 6º principal destino mundial, com 39,3 milhões.

O 7º foi o Reino Unido, que em 2016 tinha sido 6º, com 37,7 milhões de chegadas, à frente da Turquia, que subiu de 10º a 7º, com 37,6 milhões, Alemanha, que caiu de 7º para 9º, com 37,5 milhões, e Tailândia, que baixou de 9º para 10º, com 35,4 milhões.

Segundo os dados da OMT, ainda assim todos os países da segunda metade do Top10 tiveram aumentos de receitas, de 12% no México, de 5,1% no Reino Unido, de 24,1% na Turquia, de 5,2% na Alemanha e de 8,6% na Tailândia.

A informação da OMT não inclui um total de chegadas internacionais a Portugal no ano de 2017, apontando apenas 6,83 milhões TCE em 2015 (International tourists arrivals at collective tourism establishments, ou chegadas de turistas internacionais a estabelecimentos de turismo colectivo) e 18,2 milhões TF em 2016 (International tourist arrivals at frontiers [overnight visitors, i.e. excluding same-day visitors], ou chegadas de turistas internacionais nas fronteiras [visitantes que pernoitam, ou seja, excluindo excursionistas]).

 

Continua:

Macau liderou em 2017 o crescimento de receitas turísticas no Top10 mundial

Gastos de turistas russos subiram 29,7% em 2017 e voltaram ao Top10 mundial

 

Clique para mais notícias: OMT

Clique para mais notícias: Espanha

 

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Praias do Algarve reabrem a banhos

19-06-2019 (14h38)

As praias do Algarve vão hoje reabrir a banhos, depois de as análises efectuadas às micro algas terem revelado que não há registo de intoxicação em humanos, disse à Lusa o director regional da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Azores Airlines (SATA Internacional) chega a mais oito destinos no Canadá com a WestJet

19-06-2019 (13h22)

A companhia de aviação açoriana Azores Airlines, que opera os voos internacionais do grupo SATA, iniciou este mês um acordo de partilha de código com a low cost canadiana WestJet, uma das companhias de aviação fundadas por David Neeleman, accionista de referência da TAP.

American Airlines introduz 6º voo diário Miami - Havana

18-06-2019 (16h34)

Apesar das mais recentes medidas do presidente dos Estados Unidos contra as viagens turísticas a Cuba, a American Airlines, maior companhia de aviação do mundo, vai aumentar para seis voos diários a sua oferta de ligações entre Miami, Florida, e a capital cubana, Havana.

Área das Aldeias Históricas conta com 22 Biosphere Commited Companies

18-06-2019 (16h02)

Vinte e duas empresas que operam na área das 12 Aldeias Históricas de Portugal receberam hoje certificados Biosphere Commited Companie, atribuídos pela Biosphere Responsible Tourism, que garante a qualidade do serviço prestado aos visitantes.

Angolana BestFly contrata dois ATR 72-600 para charters de negócios

18-06-2019 (13h58)

A companhia de aviação angolana BetFly anunciou no salão aeronáutico de Paris a contratação em leasing de dois ATR 72-600 para voos charter de negócios em Angola, de acordo com o seu CEO, Nuno Pereira, citado pela imprensa internacional.

Noticias mais lidas