Diversificar a oferta é “quase impossível” para os operadores turísticos, José Manuel Antunes

29-01-2019 (11h51)

A falta de capacidade aeroportuária em Lisboa “é uma limitação gravíssima que o mercado está a ter” e que está tornar “quase impossível” para os operadores turísticos aumentar a oferta e criar novos produtos, segundo José Manuel Antunes, director do operador turístico Sonhando.

"Conseguir preservar os slots que já temos do ponto de vista histórico já é uma sorte. Aumentar é muito difícil. Neste momento estamos limitadíssimos sobretudo nas saídas de Lisboa", disse o director da Sonhando ao PressTUR, numa conversa sobre a programação do operador turístico para este ano, durante a Fitur, em Madrid.

"Por exemplo, para Cuba, se tivessemos a ideia de fazer um terceiro voo para outro destino cubano, ou até mesmo reforçar algum dos destinos que já se fazem, isso seria praticamente impossível em termos de slots do aeroporto", continuou José Manuel Anuntes.

"É uma limitação gravíssima que o mercado está a ter. Estamos a ser espartilhados pela ineficiência que houve durante estes anos para tomar decisões sobre o aeroporto de Lisboa", frisou o director da Sonhando, operador turístico detido pela euroAtlantic.

Essa falta de capacidade aeroportuária, para os operadores turísticos, "reflecte-se até na estagnação da própria criatividade. Se quisermos fazer novos destinos o aeroporto vai negar os slots", acrescentou José Manuel Antunes.

O Estado português e a ANA Aeroportos, subsidiária da Vinci, assinaram em Janeiro um acordo de financiamento para a expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa, que prevê a extensão do Aeroporto Humberto Delgado e a transformação da base aérea do Montijo em aeroporto civil, cujo início de funcionamento está previsto para 2022 (clique para ler: Acordo para expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa prevê investimento de 1,15 mil milhões até 2028).

 

Continua:

Sonhando vai investir mais na promoção de São Tomé junto dos agentes de viagens, José Manuel Antunes

 

Clique para ver mais: Sonhando

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

“Não creio que tenhamos chegado já a um entendimento” com a TAP, presidente da APAVT

14-11-2019 (20h25)

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, considera que as agências de viagens e a TAP ainda não chegaram a um entendimento e precisam de procurar soluções “que respeitem” os dois lados em matérias como o novo modelo de distribuição da companhia aérea.

APAVT ‘desafia’ nova secretária de Estado do Turismo para “redesenhar” a estratégia para os próximos dez anos

14-11-2019 (19h42)

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, ‘desafiou' hoje a nova secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, presente na sessão de abertura do 45º Congresso da Associação, a decorrer no Funchal, a contribuir "para o redesenhar de toda uma estratégia para os próximos dez anos".

Recuperar a SATA “parece uma tarefa inacessível”, Pedro Costa Ferreira

14-11-2019 (19h35)

O presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, afirmou que recuperar a confiança na operação da SATA, “de cujo percurso, dir-se-ia, pior seria impossível”, parece ser “uma tarefa inacessível a simples humanos”.

APAVT homenageia Ana Mendes Godinho e Roberto Santa Clara

14-11-2019 (18h17)

A APAVT homenageou Ana Mendes Godinho, ex-secretária de Estado do Turismo, e Roberto Santa Clara, ex-director da Agência de Promoção da Madeira, atribuindo-lhes o estatuto de associados honorários.

TAP baptiza novo A321 LR com nome de Jorge de Sena

13-11-2019 (13h08)

A TAP baptizou um dos seus novos aviões A321 Long Range com o nome Jorge de Sena, em homenagem ao “poeta português que se naturalizou brasileiro e estreitou as relações culturais e literárias entre Portugal e o Brasil”.

Noticias mais lidas