Director da Riu para Andaluzia e Portugal antecipa 2018 positivo

16-04-2018 (15h34)

O director de Operações da Riu Hotels & Resorts para Portugal e Andaluzia, Ricardo Luque Navas, disse ao PressTUR estar confiante que 2018 será um ano positivo, sem previsão de grandes mudanças em consequência da recuperação de destinos concorrentes.

Os quatro hotéis da Riu na Andaluzia e o Riu Guarana, no Algarve, tiveram “um 2017 muito positivo, muito bom”, disse Ricardo Navas ao PressTUR durante uma visita ao ClubHotel Riu Chiclana, recentemente renovado (clique para ler: ClubHotel Riu Chiclana reabre após renovação completa).

Para este ano, o executivo não prevê que a recuperação de destinos como a Tunísia, o Egipto ou a Turquia ponha em causa a procura pelo Algarve e Andaluzia.

A recuperação desses destinos “não está a afectar a procura, neste momento”, afirmou.

As vendas para os resorts da Riu na Andaluzia e Portugal são feitas sobretudo através de operadores turísticos e agências de viagens, mas “as pessoas cada vez mais compram também através da internet”.

A nível internacional, contudo, “90% vem através de operadores turísticos”, frisou Ricardo Navas, destacando o contributo do Grupo TUI, de que faz parte a cadeia Riu.

Para o Riu Guarana, em Olhos de Água, no Algarve, os principais mercados emissores são Espanha e Portugal, seguindo-se Reino Unido e Alemanha.

A ocupação do hotel, segundo indicou Ricardo Navas, é superior a 80% entre Abril e Outubro, superando os 90% nos meses de Verão.

Além dos resorts de praia, a Riu também está a investir em hotéis de cidade com a marca Riu Plaza em destinos como Panamá, Guadalajara, Nova Iorque, Miami, Dublin, Berlim e Madrid.

A capital portuguesa é um dos destinos onde a Riu quer estar presente com a marca Plaza, revelou Ricardo Navas, acrescentando que o grupo está “em negociações com os proprietários do Riu Guaraná para que procurem algo em Lisboa”.

Ricardo Luque Navas está há 42 anos na Riu Hotels, começou como chefe de pessoal no Riu La Mola, em Formentera, passou pelos cargos de sub-director e director de hotel e no ano 2000 assumiu a posição de director de operações.

A seu cargo actualmente estão os hotéis Riu Guarana, no Algarve, Riu Monica, em Nerja, Riu Nautilus e Riu Costa del Sol, em Torremolinos, e o Riu Chiclana, em Chiclana de la Frontera.

Com a renovação do resort em Chiclana de la Frontera, que custou 25 milhões de euros, a rede hoteleira concluiu a renovação de todos os seus hotéis na Andaluzia e no Algarve.

 

O PressTUR visitou Chiclana de la Frontera a convite da Riu Hotels & Resorts

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Riu Hotels & Resorts

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aumento da taxa turística em Lisboa vai custear novo Centro de Congressos e expansão da FIL, diz Raul Martins

15-01-2019 (18h28)

O aumento da Taxa Municipal Turística em Lisboa servirá para custear a construção de um novo Centro de Congressos e a ampliação da Feira Internacional de Lisboa (FIL), revelou hoje o presidente da Associação de Hotelaria de Portugal (AHP), Raul Martins.

Presidente da AHP prognostica dois anos de queda de ocupação da hotelaria de Lisboa

15-01-2019 (18h12)

O presidente da AHP, Raul Martins prognosticou hoje que a hotelaria de Lisboa terá quedas de ocupação este ano e em 2020, baixando nesse período de uma estimativa de 82%, segundo os dados mais recentes da Associação, para 67%, pelo aumento da oferta e a continuação do estrangulamento do Aeroporto de Lisboa.

Presidente da TAP sinaliza que resultados de 2018 interrompem trajectória “positiva e crescente”

15-01-2019 (18h01)

O ano de 2018 será um “intervalo de curtíssimo prazo” na trajectória dos resultados da TAP, que a médio e longo prazo é “positiva e crescente”, afirmou hoje o presidente do Conselho de Administração do Grupo TAP, Miguel Frasquilho.

Câmara de Braga quer taxa turística de 1,5 euros/dormida ainda este ano

15-01-2019 (17h22)

A Câmara de Braga quer implementar uma taxa turística de 1,5 euros a partir do segundo semestre, estimando que a medida gere cerca de meio milhão de euros por ano, disse hoje o presidente da autarquia.

TAP prevê ter “em breve” voos em code-share Lisboa – Pequim, via Xi’an, diz Miguel Frasquilho

15-01-2019 (17h17)

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, disse hoje que a companhia prevê ter “em breve”, previsivelmente “em Fevereiro ou Março”, um acordo de code-share com a Beijing Capital Airlines para vender os seus voos entre Lisboa e Pequim, via Xi’An.

Ultimas Noticias