Delta aumenta lucro em 36% no 1º semestre e revê em alta previsão para este ano

12-07-2019 (18h01)

Foto: Delta Air Lines
Foto: Delta Air Lines

A companhia de aviação norte-americana Delta Airlines, que faz voos dos Estados Unidos para Portugal Continental e Açores, indicou que no primeiro semestre teve um aumento do lucro líquido em 36%, atingindo 2.173 milhões de dólares (1.929 milhões de euros ao câmbio de hoje), e adiantou que dada a evolução este ano reviu em alta a previsão de lucros este ano.

A informação da companhia indica que o aumento do lucro líquido reflecte nomeadamente um aumento em 25% do lucro operacional, que atingiu 3.148 milhões de dólares (2.794,6 milhões de euros) por aumento das receitas em 6%, para 23.008 milhões de dólares (20.425,3 milhões de euros), enquanto o aumento de custos operacionais ficou em 3%, totalizando 19.860 milhões e dólares (17.630,6 milhões de euros).

Para a contenção de custos contribuiu nomeadamente a contenção dos aumentos dos custos com pessoal a 3%, para 5.391 milhões de dólares (4.785,84 milhões de euros), e, principalmente, a subida dos encargos com combustíveis em apenas 2%, para 4.269 milhões de dólares (3.789,8 milhões de euros), nomeadamente pela redução em 2% no segundo trimestre, para 2.291 milhões de dólares (2.033,8 milhões de euros).

Sobre a evolução dos proveitos, a companhia indicou que as receitas domésticas aumentaram 8,8% no 2º trimestre por aumento 3,6% da receita média por passageiro voado uma milha e aumento de capacidade em 5,1%.

A receita do tráfego transatlântico, onde se incluem os voos de/para Portugal, tiveram um aumento 6,1%, com subida da receita unitária em 1,5%, apesar de uma penalização de dois pontos por variações cambiais e cessação da actividade do seu parceiro na Índia, e aumento de capacidade em 4,6%.

O CEO da companhia, citado no balanço do segundo trimestre, atribui a evolução dos resultados às iniciativas focadas no cliente e acrescentou que tendo em conta o primeiro semestre avança uma previsão de resultados de 2019 acima do que tinha sido antecipado, indicando que deverão situar-se entre 6,75 dólares e 7,25 dólares por acção.

 

Clique para mais notícias: Delta Air Lines

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: América

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

TAP baptiza novo A321 LR com nome de Jorge de Sena

13-11-2019 (13h08)

A TAP baptizou um dos seus novos aviões A321 Long Range com o nome Jorge de Sena, em homenagem ao “poeta português que se naturalizou brasileiro e estreitou as relações culturais e literárias entre Portugal e o Brasil”.

Thomas Cook Alemanha cancela todas as viagens para 2020

13-11-2019 (09h27)

A filial alemã do falido grupo Thomas Cook cancelou todas as reservas para viagens a partir de 1 de Janeiro de 2020.

DER Touristik quer ficar com agências Holiday Land e hotéis Sentido do grupo Thomas Cook

13-11-2019 (08h56)

A DER Touristik anunciou que chegou a acordo para comprar a rede de agências de viagens Holiday Land, incluindo os contratos de franquia, e que pretende adquirir a rede de hotéis Sentido, subsidiárias do falido grupo Thomas Cook.

Hotel nas Galerias Lumiére no Porto recebe parecer positivo da Direcção Regional de Cultura

13-11-2019 (08h03)

A Direcção Regional de Cultura do Norte (DRCN) deu parecer favorável ao Pedido de Informação Prévia (PIP) para uma unidade hoteleira a instalar nas Galerias Lumière, no Porto, que vão encerrar em 2020, revelou aquele organismo.

Azul recebe primeiro A321neo do Brasil

13-11-2019 (07h53)

A companhia de aviação brasileira Azul recebeu o primeiro A321neo do Brasil, um modelo da Airbus de que tem encomendadas 13 aeronaves.

Noticias mais lidas