Embaixadora de Cuba realça contributo dos operadores para subida do turismo português no seu país

16-10-2018 (17h51)

“Tem sido de muita importância os programas dos operadores portugueses”, afirmou a Embaixadora de Cuba em Lisboa, Mercedes Martinez Valdés, ao enaltecer o contributo dos voos charter para o crescimento do turismo português para Cuba, que até Setembro situa-se em 13%.

Nos primeiros nove meses deste ano, Cuba recebeu 25.592 turistas portugueses, mais quase três mil que entre Janeiro e Setembro de 2017, como o PressTUR noticiou ontem (clique para ler: Cuba recebeu mais de 25 mil turistas portugueses até Setembro).

Mercedes Martinez Valdés, que falava ontem em Lisboa num evento de promoção de Cuba para profissionais de turismo, destacou o contributo das “operações charter para Cayo Coco, entre Julho e Setembro, e para Varadero, de Junho a Outubro, e também os combinados com cruzeiros”.

“Queremos agradecer aos nossos parceiros portugueses, que têm muito que ver com este crescimento, nomeadamente Sonhando, Solférias, iTravel, Abreu, Travelplan, Jolidey e também a MSC Cruzeiros, euroAtlantic e o Grupo Pestana”, acrescentou a Embaixadora.

Assim, Portugal é o 19º maior emissor de turistas para Cuba a nível global e o 8º entre os emissores europeus.

Mercedes Martinez Valdés disse que “Cuba superou pela primeira vez os 4 milhões de visitantes” em 2016, e, no ano seguinte, cresceu 16,2%, atingindo um total de 4,689 milhões de turistas.

“É muito importante responder ao constante crescimento do turismo que temos experimentado nos últimos anos”, disse a Embaixadora, revelando que o país está a investir na remodelação da infra-estrutura e a inaugurar novos hotéis.

Dulce Morales, representante ibérica do Ministério de Turismo de Cuba, também presente no evento, especificou que Cuba tem um total de 366 hotéis, com 69.135 quartos, e até ao final do próximo ano serão renovados dez mil quartos de hotel, designadamente 4.825 este ano e 5.249 em 2019.

“Havana celebra 500 anos no próximo ano” lembrou Dulce Morales, para evidenciar a “forte recuperação” da hotelaria na capital cubana, incluindo a abertura dos hotéis Iberostar Grand Packard e Gran Hotel Manzana Kempinski, e a previsão de abertura para o próximo ano de uma unidade da marca Sofitel.

 

Ver também:

Operadores portugueses fazem balanço positivo das vendas para Cuba

 

Clique para ver mais: Agências&Operadores

Clique para ver mais: Cuba

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turistas portugueses na Dominicana voltaram em 2018 a ser mais de 40 mil

16-01-2019 (17h50)

A República Dominicana recebeu 40,5 mil turistas residente em Portugal em 2018, que foi assim o segundo ano em que teve mais de 40 mil turistas residentes em Portugal, depois de em 2009 ter atingido os 42,7 mil, que se mantém o recorde anual.

Portugal foi o 2º emissor europeu que mais cresceu para a Dominicana em 2018

16-01-2019 (17h48)

Portugal, com mais 9.188 turistas na Dominicana em 2018, teve o segundo maior aumento do ano entre 25 emissores europeus, atrás apenas de Inglaterra, de onde o destino teve um aumento de 9.980 turistas.

Finnair vai voar de Helsínquia para Sapporo e Punta Cana

15-01-2019 (15h09)

A Finnair, que voa para Lisboa e tem programado voar também para o Porto no próximo Verão a partir de Helsínquia, vai inaugurar em Dezembro duas novas rotas de e para a capital finlandesa, nomeadamente Sapporo e Punta Cana.

Novo resort de luxo da Meliá em Cayo Santa Maria (Cuba) já abriu

18-12-2018 (17h37)

A Meliá já abriu o seu novo resort de luxo em Cayo Santa Maria, o 5-estrelas Paradisus Los Cayos, um hotel que alguns agentes de viagens e operadores turísticos portugueses e espanhóis tiveram a oportunidade de visitar durante uma famtrip a Cuba em Novembro.

Turismo internacional na Dominicana cresce sobretudo pelos residentes na América do Norte

17-12-2018 (16h21)

A República Dominicana, um dos destinos mais procurados nas Caraíbas, registou até Novembro um aumento de 245,5 mil turistas estrangeiros, com mais 243,1 mil residentes em países da América do Norte, que representaram 58,4% das chegadas totais, +2,1 pontos no período homólogo de 2017.