Dominicana: Crescimento das chegadas dos EUA compensa quebra de turistas europeus

26-03-2019 (16h13)

Foto: www.godominicanrepublic.com
Foto: www.godominicanrepublic.com

A República Dominicana está a manter este início de 2019 o padrão de desenvolvimento do turismo internacional que já apresentava em 2018, com o crescimento a basear-se no aumento a dois dígitos das chegadas dos Estados Unidos, que mais do que compensa  quebra de turistas europeus, incluindo portugueses.

No primeiro bimestre, o Banco Central da República Dominicana contabilizou 1,057 milhões de turistas estrangeiros no país, com um aumento em 5,5% ou 55,5 mil em relação ao período homólogo de 2018.

O crescimento foi sustentado por um aumento de 55,1 mil turistas residentes nos Estados Unidos (+15,85, para 402,7 mil), que mais do que compensou a quebra de 5,6 mil turistas residentes em países europeus (-2,2%, para 245,2 mil), incluindo uma quebra de 2,2 mil residentes em Portugal (-56,9%, para 1,7 mil).

A maior quebra de chegadas da Europa foi no entanto da Alemanha, com menos 4,2 mil (-10,7%, para 35,2 mil), seguida por Suécia, com menos 3,2 mil (-47,8%, para 3,5 mil), Inglaterra, com menos 2,4 mil (-11,2%, para 19 mil), Portugal, com menos 2,2 mil.

Em sentido inverso comportaram-se as chegadas da Rússia, que foram mais 5,6 mil que no primeiro bimestre de 2018 (+14,6%, para 44,1 mil).

Entre os emissores que contribuíram mais para o aumento de turistas contaram-se, depois dos Estados Unidos e Rússia, o Canadá, com mais 5,2 mil (+2,1%, para 253,8 mil) e a Colômbia, com mais 3,8 mil (+30,3%, para 16,4 mil).

Entre as quedas destacaram-se fora da Europa a Argentina, com menos 5,4 mil (-13,5%, para 35,2 mil), e Venezuela, com menos quase quatro mil (-26,1%, para 11,2 mil).

A quebra das chegadas de turistas portugueses decorre designadamente de se estar a comparar uma época baixa sem charters de Lisboa para Punta Cana com o período homólogo com charters.

Evidência desse efeito é que a quebra de chegadas de turistas portugueses por Punta Cana terem uma quebra no bimestre em 61,2% ou 2,2 mil, para 1,4 mil, enquanto as chegadas pelo Aeroporto Las Américas, que não tem charters de Lisboa, caíram 12,3% ou 40, para 284.

Punta Cana concentra assim 82,4% das chegadas de turistas portugueses à Dominicana nos primeiros dois meses deste ano, quando há um ano, em que teve charters semanais de Lisboa, alcançou 91,6% do total de chegadas.

 

Clique para mais notícias: Dominicana

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Caraíbas

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Pacotes Caraíbas a Seis-Nove-Nove fazem soar campainhas na operação turística

04-07-2019 (17h22)

As campainhas começaram ontem a tocar nos operadores turísticos portugueses alarmados por verem os preços dos pacotes Caraíbas este mês, tradicionalmente um dos mais fortes em vendas, serem postos à venda pelo valor mítico de 699 euros, e de imediato para as partidas de toda a primeira quinzena.

American Airlines introduz 6º voo diário Miami - Havana

18-06-2019 (16h34)

Apesar das mais recentes medidas do presidente dos Estados Unidos contra as viagens turísticas a Cuba, a American Airlines, maior companhia de aviação do mundo, vai aumentar para seis voos diários a sua oferta de ligações entre Miami, Florida, e a capital cubana, Havana.

Royal Caribbean cancela escalas em Cuba por causa de proibições dos Estados Unidos

07-06-2019 (10h09)

A Royal Caribbean alterou os seus itinerários nas Caraíbas que incluem escala em Cuba, na sequência das proibições aplicadas pelo Governo dos Estados Unidos da América.

MSC Cruzeiros cancela escalas em Cuba por causa de poibições dos Estados Unidos

06-06-2019 (19h38)

A MSC Cruzeiros vai alterar os seus itinerários nas Caraíbas que incluem escala em Cuba, na sequência das proibições aplicadas pelo Governo dos Estados Unidos da América, foi hoje divulgado pela empresa.

Noticias mais lidas