Chegadas de turistas portugueses a Punta Cana aumentam 95% no 1º semestre

16-07-2018 (16h16)

Foto: www.godominicanrepublic.com
Foto: www.godominicanrepublic.com

O Aeroporto Internacional de Punta Cana, que é o maior aeroporto das Caraíbas em chegadas de passageiros residentes em Portugal, atingiu este ano um novo recorde de 15.366 turistas do mercado português no primeiro semestre, com um aumento em 95,1% ou quase 7,5 mil relativamente ao período homólogo de 2017.

Dados do fluxo turístico internacional para a Dominicana publicados pelo Banco Central do país mostram que graças a esse aumento em Punta Cana, para onde voam os charters procedentes de Lisboa, o turismo português na Dominicana terminou o primeiro semestre com um aumento das chegadas em 74% ou 7,3 mil, atingindo 17,2 mil, que é o segundo melhor total do período, depois de 17.289 no primeiro semestre de 2009.

Os dados evidenciam que o crescimento do turismo português para a Dominicana também tem uma quota parte de crescimento das chegadas ao Aeroporto Internacional Del Catey, que serve Samaná, um destino que em Portugal é promovido pelo operador Soltour, do grupo Bahia Príncipe, para os resorts nessa região, os quais geralmente apenas estão disponíveis na época alta.

É o que mostram os dados oficiais do Banco Central da Dominicana, que indicam 646 turistas residentes em Portugal chegados em Junho, +12,9% ou mais 74 que no mês homólogo de 2017.

As chegadas de turistas portugueses, porém, também tiveram uma quebra expressiva nos voos que se destinam ao Aeroporto Internacional de Las Américas, que serve a capital, Santo Domingo, e que tem passageiros do mercado português principalmente em voos com origem em Espanha.

A informação do banco central indicam que no primeiro semestre chegaram ao Aeroporto Internacional de Las Américas 1.168 passageiros residentes em Portugal, com uma quebra em 17,2% ou 242 em relação aos primeiros seis meses de 2017.

Esta queda está provavelmente relacionada com a existência de voos charter para Punta Cana na época baixa que não existiam em Invernos anteriores, que levou a que nos primeiros três meses do anos os aumentos das chegadas de residentes em Portugal tenham ‘disparado’ sempre a três dígitos, levando a um crescimento médio em 271,5% no primeiro trimestre.

 

Clique para mais notícias: Dominicana

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Caraíbas

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turistas portugueses na Dominicana voltaram em 2018 a ser mais de 40 mil

16-01-2019 (17h50)

A República Dominicana recebeu 40,5 mil turistas residente em Portugal em 2018, que foi assim o segundo ano em que teve mais de 40 mil turistas residentes em Portugal, depois de em 2009 ter atingido os 42,7 mil, que se mantém o recorde anual.

Portugal foi o 2º emissor europeu que mais cresceu para a Dominicana em 2018

16-01-2019 (17h48)

Portugal, com mais 9.188 turistas na Dominicana em 2018, teve o segundo maior aumento do ano entre 25 emissores europeus, atrás apenas de Inglaterra, de onde o destino teve um aumento de 9.980 turistas.

Finnair vai voar de Helsínquia para Sapporo e Punta Cana

15-01-2019 (15h09)

A Finnair, que voa para Lisboa e tem programado voar também para o Porto no próximo Verão a partir de Helsínquia, vai inaugurar em Dezembro duas novas rotas de e para a capital finlandesa, nomeadamente Sapporo e Punta Cana.

Novo resort de luxo da Meliá em Cayo Santa Maria (Cuba) já abriu

18-12-2018 (17h37)

A Meliá já abriu o seu novo resort de luxo em Cayo Santa Maria, o 5-estrelas Paradisus Los Cayos, um hotel que alguns agentes de viagens e operadores turísticos portugueses e espanhóis tiveram a oportunidade de visitar durante uma famtrip a Cuba em Novembro.

Turismo internacional na Dominicana cresce sobretudo pelos residentes na América do Norte

17-12-2018 (16h21)

A República Dominicana, um dos destinos mais procurados nas Caraíbas, registou até Novembro um aumento de 245,5 mil turistas estrangeiros, com mais 243,1 mil residentes em países da América do Norte, que representaram 58,4% das chegadas totais, +2,1 pontos no período homólogo de 2017.