Chegada de turistas portugueses a Cuba sobe 16% e alcança novo recorde

15-03-2019 (11h27)

Cuba recebeu 31.843 turistas portugueses no ano passado, um aumento de 16% face ao ano anterior e um novo recorde, de acordo com a embaixadora de Cuba em Portugal, Mercedes Martinez Valdés.

A Europa ainda não recuperou "as suas taxas de emissão de visitantes" para Cuba, pelo que "delegações cubanas de alto nível visitam países como Itália, Alemanha e França a fim de tentar inverter a tendência", começou por dizer Mercedes Martinez Valdés, num jantar promovido pela Embaixada de Cuba a propósito da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL).

Ao contrário desses mercados europeus, continuou a embaixadora, o "turismo português para Cuba continua a crescer e no ano de 2018 ultrapassamos o recorde histórico de turistas portugueses para a ilha com um número de 31.843, com um crescimento de 16%".

O aumento do número de turistas portugueses foi alcançado apesar de não existirem ligações directas entre Portugal e Cuba, salientou Mercedes Martinez Valdés, para destacar o contributo das operações charter de Verão de Lisboa para Cayo Coco e Varadero, programadas pelos operadores turísticos Sonhando, Solférias, iTravel, Abreu, Travelplan e Jolidey.

No total, a embaixadora considera que Cuba teria alcançado em 2018 os 5 milhões de visitantes estrangeiros não fossem os efeitos do Furacão Irma, que passou por Cuba em Setembro de 2017, e a decisão do presidente norte-americano Donald Trump de reverter as políticas do anterior presidente, Barack Obama.

Contudo, prosseguiu Mercedes Martinez Valdés, "tivemos um novo recorde das chegadas de turistas internacionais para o país com 4,732 milhões de turistas".

"Este ano, o turismo está a crescer 10%", disse a embaixadora, para salientar que "estão a ser construídos vários hotéis de gama alta em Havana, dos quais três serão inaugurados em 2019, incluindo o Prado y Malecón, que será gerido pela companhia francesa Accor", e o Meliá Varadero Internacional, "substituindo o antigo Internacional, que foi construído sobre uma duna".

"Queremos diversificar o turismo a todo o território nacional, Holguín e Camaguey, por exemplo, e fomentar as diferentes modalidades, a náutica, o turismo cultural, de saúde e a participação em eventos", acrescentou Mercedes Martinez Valdés.

Cuba também "planeia expandir o acesso [à internet] sem fios em hotéis, em instalações turísticas, áreas públicas e quartos, nos transportes turísticos", tendo o serviço "incluído nos pacotes, com o objectivo de eliminar o uso dos cartões" pagos de acesso ao wifi.

 

Clique para ver mais: Cuba

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Travelplan alerta agentes de viagens para entrada em vigor da "ecotaxa" no México

20-03-2019 (16h18)

O operador turístico Travelplan está a alertar os agentes de viagens para a entrada em vigor de um imposto de saneamento ambiental no México, designado "ecotaxa", no valor de cerca de 1 euro por quarto, por noite.

Cuba participa na BTL para “fortalecer vínculos com operadores turísticos portugueses”

11-03-2019 (17h59)

Cuba vai participar na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre esta semana, para promover os seus atractivos turísticos e, entre outros objectivos, “fortalecer vínculos com operadores turísticos portugueses”.

“Roadshow Cuba” visita Coimbra, Porto e Lisboa na primeira semana de Abril

07-03-2019 (15h55)

Os operadores turísticos Sonhando, Solférias e iTravel promovem na primeira semana de Abril o “Roadshow Cuba”, com sessões que incluem workshop, jantar e festa cubana em Coimbra, Porto e Lisboa.

Solférias leva às Maldivas agentes de viagens que mais venderem o destino

20-02-2019 (14h02)

O operador turístico Solférias anunciou que vai oferecer oito lugares numa viagem de familiarização (fam trip) às Maldivas às oito agências de viagens que mais venderem os seus programas para este destino.

Sem charters semanais para Punta Cana, turismo português para a Dominicana cai 55%

19-02-2019 (16h29)

Portugal foi o quarto país europeu com a maior quebra de turistas na Dominicana este Janeiro, reflectindo a inexistência de voos semanais para Punta Cana, ao contrário do ano passado, que foi o primeiro desde 2011 em que os operadores turísticos tiveram voos mesmo em época baixa.