Alemães e russos fazem cair turismo europeu nas Caraíbas

16-07-2018 (16h36)

Imagem: www.godominicanrepublic.com
Imagem: www.godominicanrepublic.com

Com menos 41 mil turistas que há um ano, Alemanha e Rússia foram os emissores responsáveis por uma queda no primeiro semestre do número de turistas residentes na Europa na Dominicana, que teve no pólo oposto principalmente os aumentos de turistas residentes em França e Portugal.

Os dados publicados pelo Banco Central da República Dominicana indicam que o país bateu a marca dos três milhões de turistas estrangeiros não residentes no primeiro semestre, com um aumento em 5% ou 144,9 mil, que se ficou a dever essencialmente aos seus dois maiores emissores, os Estados Unido, com mais 94,5 mil (+8,1%, para 1,259 milhões), e o Canadá, com mais 37,6 mil (+7,1%, para 570,3 mil).

Esses dois emissores bastaram para que a Dominicana tivesse crescimento do número de turistas estrangeiros não residentes, para o qual também tiveram contributos significativos a Argentina, com um aumento em 37,7% ou 33,3 mil, para 121,8 mil, e o Brasil, com +41,8% ou mais 17,8 mil, para 60,4 mil.

Mas ‘a destoar’ estiveram as chegadas de residentes na Europa, que baixaram 2,4% ou 16,4 mil, para 677,1 mil, principalmente pelas quebras das chegadas de residentes na Alemanha, em 19,6% ou 27,7 mil, para 113,6 mil, e Rússia em 11,5% ou 13,5 mil, para 104,6 mil, a que se somaram também quedas significativas da Suécia (menos 4,4 mil ou -31,2%, para 9,8 mil) e de Espanha (menos 2,4 mil ou -3,3%, para 70 mil).

Assim, o balanço das chegadas da Europa no primeiro semestre só não foi mais negativo pelos aumentos principalmente de França, maior emissor europeu, com 131,3 mil, e com o maior aumento no semestre, em 8,1 mil (+6,6%) e Portugal, que proporcionou o segundo maior aumento do período, com mais 7,3 mil (+74%, para 17,2 mil).

Os dados do Banco Central da Dominicana mostram que o país teve também aumentos expressivos das chegadas de turistas residentes na Ucrânia (ais 3,8 mil ou +84%, para 8,4 mil), Polónia (mais 3,2 mil ou +26,8%, para 15 mil), e República Checa (mais 2,3 mil ou +107,2%, para 4,5 mil).

 

Para ler mais clique:

Chegadas de turistas portugueses a Punta Cana aumentam 95% no 1º semestre

 

Clique para mais notícias: Dominicana

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Caraíbas

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turistas portugueses a veranearem na Dominicana aumentam 16,2% este ano

19-10-2018 (18h10)

Mais de 21,5 mil turistas residentes em Portugal estiveram este Verão na República Dominicana, que teve assim um crescimento em 16,2% do mercado emissor português, representando um aumento de aproximadamente três mil, o segundo maior da Europa.

Dominicana já tem no fim de Setembro o melhor resultado de sempre do mercado emissor português

19-10-2018 (18h08)

A República Dominicana ultrapassou no fim de Setembro os 33,3 mil turistas residentes em Portugal, o que significa que, embora faltem três meses para 2018 terminar, já alcançou o terceiro melhor total anual de sempre, aquém apenas dos 42,7 mil dos 12 meses de 2009 e dos 36,9 mil dos 12 meses de 2010.

Dominicana supera os cinco milhões de turistas até Setembro, apesar de queda dos emissores europeus

19-10-2018 (18h07)

A República Dominicana teve este Verão (Junho a Setembro) um aumento das chegadas de turistas não residentes em 6,9%, embora da parte da Europa tivesse uma queda em 6,4%, inclusivamente mais forte que a queda média nos nove meses de Janeiro a Setembro, que foi de 4%.

Embaixadora de Cuba realça contributo dos operadores para subida do turismo português no seu país

16-10-2018 (17h51)

“Tem sido de muita importância os programas dos operadores portugueses”, afirmou a Embaixadora de Cuba em Lisboa, Mercedes Martinez Valdés, ao enaltecer o contributo dos voos charter para o crescimento do turismo português para Cuba, que até Setembro situa-se em 13%.

Operadores portugueses fazem balanço positivo das vendas para Cuba

16-10-2018 (17h47)

A avaliação dos operadores turísticos Sonhando, Solférias, Jolidey e Travelplan às vendas de Cuba este ano é positiva, disseram ao PressTUR os seus representantes ontem em Lisboa, corroborando aos números mais recentes das chegadas de portugueses à ilha, que indicam um crescimento de 13% entre Janeiro e Setembro.